Mostrando postagens com marcador trabalho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador trabalho. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Deus é sempre Deus

Oi, tudo bem?

Há muito tempo que estou devendo esse post aqui. Esse assunto vem martelando na minha cabeça o tempo todo e queria muito escrever aqui para vocês sobre isso.

É que eu tenho que admitir que tenho muito a agradecer a Deus nos últimos tempos. Na verdade, se for parar para pensar, acho que preciso agradecer desde que nasci. Desde o dia do parto quando mammy ficou quatro horas sofrendo contrações até o médico perceber que tinha algo de errado e levá-la pro centro cirúrgico para, só daí, diagnosticar que eu estava com o cordão umbilical preso no pescoço e corria o risco de morrer asfixiada no parto natural.

E também tenho muito que agradecer durante toda a minha vida, todas as oportunidades que tive de estudar em boas escolas, fazer muitos amigos, ser bem educada e fazer um faculdade pública. Os trabalhos que Ele me mandou e que me ensinaram tanto. 

Agradecer a família simplesmente incrível que Ele me deu; a mãe maravilhosa-guerreira-amiga-rocha-fortaleza que eu tenho do meu lado. Agradecer o garoto que chegou tão do nada e foi ficando... ficando tanto que vamos casar.

Tem um filme que chama Deus não está morto que é um dos meus favoritos - #ficaadica por ser um filme que fala sobre Deus sem ser religioso e bobo. Umas das frases repetidas no fillme é "Deus é bom em todo tempo. Em todo tempo, Deus é bom".

Refletindo sobre essa frase, é bom a gente lembrar não só das coisas maravilhosas que acontecem em nossas vidas todos os dias - com certeza se você pensar, você tem uma coisa boa para contar de hoje, não tem?! - mas pensar nas ruins também. Porque, diferente do que é pregado hoje em dias nas igrejas que aparecem na tv - a vida com Deus não é só mar de rosas.

Cristo mesmo disse na bíblia "No mundo tereis aflições". Sinal que Ele já sabia bem o que vinha por aí. Nem sempre Deus te livra do problema, vide a história de Daniel na cova dos leões. Mas Ele passa por ela com você de alguma forma.

Deus é bom em todo tempo. A natureza divina é boa. Ele nunca muda. As tragédias do mundo acontecem porque nossa natureza é ruim. Porque uma inocente criança passa fome na África? Porque tem alguém em algum lugar comendo mais do que deve. Deus é tão Deus que Ele não interfere no nosso livre arbítrio.

Em todo tempo Deus é bom. Está passando por problemas? Deus é bom. Está com dificuldades? Deus é bom. Não vê saída para sua situação? Deus continua sendo bom.

Temos a tendência de descontar NEle - ou no próximo, não sei o que é pior - as nossas frustrações. Mas que tal tentar descarregar NEle nossos desejos, o que queremos da vida? Vai que Ele tem planos melhores que a gente.

Pense nisso e permita que Ele faça parte do seu dia. Não só na hora da festa, na hora de comemorar o aumento ou aquela ligações do bofe que você esperava tanto. Chama Ele também na hora do aperto, na hora do choro escondido no banheiro da firma.

Não garanto que seus problemas vão acabar - os meus não acabaram. Mas fica mais fácil quando você tem mais uma pessoa para contar na hora do aperto. E que pessoa hein?!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

#ProjetoCasa e #OperacaoCasamento - A contagem regressiva

Oi, tudo bem?

Hoje, eu acordei com batedeira. 

Claro que ajudou o fato de eu ter que finalizar uma planilha de 1283 registros do trabalho para ontem porque a nossa sede solicitou o levantamento por e-mail no domingo de carnaval.

Ajudou também o fato de eu estar super preocupada com o mato e a sujeira astronômica que está no terreno ao lado da construção do nosso cafofo porque é época de chuva, o que significa época de dengue nos entulhos e proliferação de mosquitos, aranhas, escorpiões e outros bichinhos-fofos que gostam de ambiente sujo e úmido. E o que eu não quero para mim, não quero para os meus vizinhos.

Também teve o local que mammy trabalha que foi assaltado no Carnaval e fizeram uma limpa na maioria dos itens que ela usa para trabalhar e, daí, a gente fica preocupada no retorno ao trabalho e na questão da segurança dela que é primordial. Sempre.

E não vou negar que contribuiu um pouco o garoto estar preocupado porque a semana foi mais sossegada no trabalho dele porque teve o mega feriado no Carnaval e todo mundo está viajando - e eu não estou porque minha mãe sempre me ensinou que eu não sou todo mundo.

Mas a batedeira foi por outro motivo.

Um motivo maior.

Daqueles que mudam sua vida completamente em uma simples palavra.

Começa hoje, a contagem regressiva - daqui um ano, a essa hora (escrevo este post às 19h21 na mesa do trabalho) estarei me casando.

... um minuto de silêncio em homenagem a minha falecida solteirice...

Passei o dia todo prestando atenção em detalhes: o que estou fazendo hoje e o que possivelmente estarei fazendo daqui um ano. Se o tempo está bom, se o tempo está ruim, se está calor, se está frio... puxa, noiva fica sempre neurótica mesmo?

Na hora do intervalo do trabalho, fui para casa e contei para mammy sobre minha agonia. E ela ajudou muito falando "daqui um ano, uma hora dessas, você já saiu de casa de vez e foi pro salão se arrumar". Socorrooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!

Agora, não tem mais aquela "só caso em 2016". A frase agora é "caso no ano que vem". Agora, não dá mais para falar "tem tempo para ver isso ainda" porque tempo é dinheiro - no caso de casamento, tempo significa suaves parcelas a perder de vista para não se afundar em dívidas e conseguir pagar tudo. Agora, é contagem regressiva.

Daqui 365 dias, eu me caso.

E agora?!


quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Retrô 2014 e Wishlist 2015

Oi, tudo bem?

E chegou o final do ano... muita coisa aconteceu né?! 


2) Comecei academia ... mas já parei.

3) O garoto quebrou o pulso...e isso rendeu uma história e tanto aqui.

4) Claro que tivemos episódios da Saga dos Casamentos aqui, aqui, aqui, aqui e essa aqui que teve até uma segunda parte













17) Arrumei uma super dor de cabeça, aceitando ser dama de uma amiga.



20) Toddynho voltou a encarar a pista, depois de muito tempo.





Mais de 20 livros lidos - as resenhas estão aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui mas estão faltando os últimos da lista - e vários filmes vistos, seriados atualizados e várias emoções, altos e baixos ao longo do ano em casa, no trabalho, na vida.

Da wishlist do ano passado, não cumpri muita coisa e, por isso, vou mantê-la para 2015:

BLOG
1. Postar com mais frequência - OK.
2. Fazer mais amigos virtuais. - Estamos em 83 amigos, sendo que começamos 2014 com 54 seguidores.

TRABALHO
3. Ser menos estressada com o trabalho - quase nao fiz horas extras em 2014 (deve ser bom sinal né?!).

ALIMENTAÇÃO, CORPO E EXERCÍCIO
4. Melhorar minha alimentação. - Comecei a dieta em 6/1 cortando refrigerante totalmente, tomando muito água e fazendo caminhada (QUASE) todo dia.
5. Não beber mais refrigerante. - Ok (ops. só nos fds).
6. Comer mais frutas. - Ok.
7. Fazer algum exercício, pelo menos 3 vezes por semana. - Comecei a caminhada e entrei para academia mas já sai da academia (fiz só 2 meses).
8. Emagrecer 3 quilos.  - fui na nutricionista, perdi 2 e engordei 3. Agora preciso perder 4,5 kg.

MODA E BELEZA
9. Usar mais acessórios (brincos, colares, pulseiras, etc) - até tentei, pelo menos variei mais os brincos pro trabalho.
10. Me arrumar mais para trabalhar - tenho evitado trabalhar de tênis.
11. Usar protetor solar todos os dias - sem chance, não consegui!

ESTUDOS
12. Fazer curso de francês online.
13. Aprender mais sobre edição de vídeo.

LUGARES
14. Participar de mais eventos culturais.
15. Ir pelo menos 1 vez no mês ao cinema

FINANÇAS E COMPRAS
16. Guardar dinheiro - muito foco nisso por causa do #ProjetoCasa e #OperacaoCasamento.

FOTOGRAFIA
17. Estudar mais fotografia.
18. Tirar mais fotos.

AMIGOS, ANIMAIS E NAMORADO
19. Ter uma amiga estrangeira.
20. Fazer programas diferentes com o namorado - arrumamos novos amigos e estamos saindo mais que no ano passado.
21. Manter mais contato com os amigos - Aumentei o ciclo de amigos, sai com o pessoal do trabalho e consegui falar mais com o pessoal da minha antiga igreja.
22. Acostumar levar a Nina para passear - Teve um surto de carrapato na cidade e os passeios foram suspensos por segurança.

CASA
23. Dar um tchan no meu quarto - sem previsão disso porque vi os custos e não compensa agora.

LIVROS, FILMES, MUSICAS E RECEITAS
24. Ler no mínimo 1 livro por mês - 22 livros até agora/14 (média de quase 2 livros por mês).
25. Conseguir acompanhar uma temporada inteira de um seriado - retomei Supernatural, Once Upon a Time e The Big Bang Theory mas só Forever me cativou.
26. Colocar em dia TODOS os filmes que estão parados em casa.

PESSOAL E DIVERSOS
27. Ser mais carinhosa com quem eu amo - tô tentando.
28. Ser menos ansiosa e mais paciente - tô tentando.
29. Começar algum trabalho pessoal na área espiritual - entrei para o voluntariado virtual do Médicos Sem Fronteiras mas ainda tenho muito o que fazer.
30. Ser menos estressada no trânsito - ops....

Sei que o post ficou longo, mas desejo que Deus te dê um ótimo ano e que Seu Sustento seja presente em todo tempo. Que Jesus esteja sempre contigo!

E, claro... não podia faltar...

Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi!!!


quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Dezembro

Oi, tudo bem?

Puxa vida, já chegamos em dezembro. E com ele, lá vem aquela correria de natal, compras, presentes, confraternizações, futilidades, falsidade e tudo que tem todo-santo-ano.

É, eu não gosto dessa época do ano porque acho que tudo fica muito vazio de sentido: as pessoas correm para se endividar com presentes, mas não doam nenhum centavo para caridade. Ou doam só nessa época do ano e esquecem de ajudar durante todo o próximo ano. As festas de trabalho geralmente reunem pessoas que se odeiam o ano todo, "furam o olho" de todo mundo e agora são só sorrisos e "boas festas" pra lá, "boas festas" para cá. Isso sem falar nas famosas festas de família... 

Por isso, acho que esse ano eu não vou dar presente para ninguém. E também não quero ganhar presente de ninguém. Prefiro buscar o verdadeiro sentido do natal que está há muito esquecido por todos: o nascimento do Salvador. Ontem, por exemplo, teve a descida do Papai Noel na praça da cidade e o trânsito ficou impossível - em pleno domingo à noite. Mas, garanto, que para uma missa, culto ou qualquer celebração religiosa que lembre o verdadeiro sentido do Natal, não teríamos tantos carros assim.

Enfim, apenas um desabafo de alguém que está cansada desse mundo.

Mas, apesar de tudo isso, tive um presente muito legal de final de ano: dois dias na minha terrinha!!! Há muito tempo, muito mesmo, eu não ia para Sampa para ficar mais de um dia: sempre eram viagens de excursões ou o famoso bate-e-volta do trabalho. Mas dessa vez, meus dois queridos chefes resolveram que iríamos um dia antes para não ter que viajar de madrugada na pista.

Claro que viagem comigo sem mico, não é viagem. Começou com minha querida chefa que se atrasou para me pegar, bateu o retrovisor do carro na pressa de ir alinhar os pneus e nos fez ter que trocar de carro com o marido dela antes de sair. Chegamos em Sampa depois de muita chuva, um trânsito daqueles por causa de um comboio de alguém importante que parou a Rodovia Bandeirantes, e alguns "perdidos" na Terra da Garoa até chegarmos ao hotel.

Como fazia muito tempo que não ia nesse hotel, cheguei e fiz check in para ir pro quarto. Entrei no quarto - consegui abrir a porta com o cartão kkk - mas as luzes estavam apagadas. E procura daqui, procura dali, aperta aqui, aperta ali e nada. Tudo escuro. Tive que me render: liguei para minha chefe do celular e perguntei se estava fazendo alguma coisa errada. "Coloca o cartão no interruptor que liga tudo" kkkkk. E se fez a luz!

Não deu para passear muito - a reunião de trabalho tomou o dia todo - e só fomos em um shopping próximo ao hotel, o Pátio Higienópolis. Deus para tirar várias fotos da decoração de natal que é encantadora, mas, como disse, os preços do Natal não ajudaram muito e nem deu para comprar uma agulha lá. 

Posso ser sincera? Estranhei para caramba essa viagem. Fiquei com uma saudade doida de casa, da Nina, da mammy e estranhei muito conversei com a garoto só de longe. Fritei a noite toda na cama, espirrei hororres por causa do ar condicionado do quarto que era só poeira e conclui que: Não pertenço mais à Sampa. 

Depois da reunião do trabalho, voltamos para esquentar as turbinas para o recastramento de clientes para o ano que vem. E, nesses dias, sempre tem as pérolas que somos obrigados a ouvir e que dariam para escrever um livro. Teve a cliente que não pôde se cadastrar de uma determinada forma por ser menor de idade e foi orientada para a mãe para partir para o ramo da logísitca para "trabalhar em loja, ser balconista". Teve o outro cliente que iria acertar o seu atendimento para aos sábados de manhã, mas queria ser saber se "tinha que ser de sábado mesmo, ou se o sábado só estava lá marcado".  E teve também o candidato novo, que infelizmente quis falar bonito e pediu para minha colega "diminóia o negócio aí".

É, minha gente: a gente trabalha muito, mas também dá muita risada.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

E o final do ano chegou...

Oi, tudo bem?

Já estamos em 11 de novembro. Confere, produção?! Como o tempo anda passando rápido, né?! Tudo bem que quem conhece a bíblia, sabia que isso ia acontecer... " E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias." (Mateus 24:22).

Então, as férias passaram mais rápido que de costume. Graças a Deus, em relação a #OperacaoCasamento, conseguimos fechar contrato com a decoradora e a empresa de foto/filmagem. A decoradora é um amor e até já me convidou para ir ver decoração em outras festas que ela faz; o preço ficou bem em conta porque contratei decoração cenográfica - a popular "artifical" mas bem feita - porque sou alérgica à flor natural e não queria ter uma crise de espirro em plena cerimônia. Ela incluiu no pacote tudo que vou precisar no dia: flores, buquê, tapete, mesa para doces, serviço de cerimonial... e ficou totalmente mais barato do que eu imaginava. Como o serviço dela foi muito bem recomendado por amigas, eu fechei negócio. Até porque a outra decoradora que eu marquei, nem se deu ao trabalho de aparecer no encontro e justificou que só ia atrasar 10 minutos: esperei meia hora e nada. Imagina no dia do casório!? 

A foto/filmagem vai ser feita com um cliente do noivo que vai dar um desconto pra gente, em troca dos serviços do garoto. Como ainda não está tudo 100% acertado, depois volto nesse assunto para mais detalhes.

Nas férias, também teve o casamento de uma prima minha de outra cidade. Pappy não quis ir porque não se dá muito bem com parentes de mammy - e fez um favor de não ir e ficar de cara feira na festa. O garoto bancou o motorista e acabou atrasando na chegada, mas a noiva atrasou mais, graças a Deus. A igreja estava bem simples e o salão era mais simples ainda e um forno. O cardápio? Pão com patê das 18h às 21h e guaraná quente à vontade.


Lá pelas nove, os noivos chegaram no salão e daí começaram a servir... prato de frios. Não era aquela mesa de frios que estou acostumada, mas pratinhos plásticos de festa de criança com 2 fatias de salame, 4 azeitonas, uma dúzia de ovos de codorna e alguns quadradinhos de queijo...quente. Mammy não aguentou e resolveu vir embora com fome mesmo.  Fora que a "atenção" dos parentes com a gente foi memorável e ficamos sentados em uma mesa de canto, fazendo companhia um para outro, o tempo todo. É, se parente fosse bom, morava junto!

Temos uma novata no trabalho agora. Aliás, duas. A equipe passou por algumas alterações e no ano que vem ficaremos com duas a menos por tempo determinado por causa da licença maternidade. O trabalho, na volta das férias, foi dobrado mas já estou colocando as coisas em ordem de novo.

E sobre o #ProjetoCasa, estamos na fase de reboco (ou reboque?) e já vamos partir para o acabamento. Não é porque é minha, mas está ficando linda!

Hum, vamos ver se estou esquecendo alguma coisa... É ruim ficar de fora tanto tempo porque a gente planeja escrever várias coisas e depois se atrapalha e não escreve nada.

O garoto me levou para ir ver Drácula - A história nunca contada em uma cinema na cidade vizinha. Coisa de primeiro mundo, tecnologia avançada e imagem mil vezes melhor do que a nossa cidade. Amei o filme, apesar da forçação de barra em algumas cenas e guardei a frase no filme no facebook "Não pense separadamente nesta e na próxima vida, pois uma dá para a outra a partida". Assistam, vale a pena!

E, infelizmente - ou felizmente, vai saber - a Dilma ganhou. Eu não votei para ela nem no primeiro nem no segundo turno, mas sinceramente fiquei muito triste com a onda de preconceito e retaliação que dominou as redes sociais na semana que seguiu a vitória dela. Gente, Deus é soberano e se Ele permitiu que ela fosse releita, Ele tem os propósitos DEle. Agora, ficar xingando nordestino, nivelando por baixo todos os beneficiários do Bolsa Família é demais, né?!  

Fiquei estarrecida com tanto ódio. Acho absurdo ver gente "esclarecida" postando inverdades, xingamentos. .. mas fico ainda mais entristecida em ver tantos cristãos chamando os menos favorecidos de oportunistas, vagabundos e não estendendo a mão para ajudar e cuidar como Cristo ensina. Será que é tão difícil entrar no Google e procurar a verdade??? Será mesmo que dá pra não trabalhar mais ganhando R$ 77,00??? Sei lá, muito medo de todo esse ódio vindo de quem eu não esperava ver. 

Independente do resultado das eleições, os cristãos tem consciência do fim próximo, dos tempos difíceis que estão por vir... Que Deus nos ajude a ficarmos firmes na Palavra para levarmos mais amor ao mundo que é o que está faltando, pelo visto! Precisamos de mais tolerância entre os indivíduos... cada um tem o direito de ser como é, crer no que quiser e só assim faremos um mundo melhor!


quinta-feira, 17 de abril de 2014

Enfim...o fim.

Oi, tudo bem?

Como tudo que é bom, dura pouco... as férias chegaram ao fim hoje.

Dez dias de descanso que foram bem produtivos.

Dez filmes vistos.

Dois livros lidos.

Um mega problema resolvido hoje.

Vamos às listas?

Os filmes:

Julia e Julie: aquele filme gostoso que mostra porque a culinária pode ser considerada terapia para alguns - pra mim, por exemplo, que me sinto o próprio Ratatouille na cozinha.



Rockstar: reprise muito boa de ver, especialmente porque tem Mark Wahlberg no elenco.



Como não esquecer essa garota: amei! Simplesmente, uma graça de filme!



Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios: o filme é pesado, com cenas pra lá de picantes, mas a história chega a ser poética de tão triste e só no final você consegue entender tudo (ou não).



Plano de Vôo: Apenas uma palavra - surpreendente!



Oz Mágico e Poderoso: outra reprise gostosa, só porque tem o James Franco.




Dez Anos de Pura Amizade: É...hum...bonitinho...



Trapaça: Filme de Oscar que estava na minha lista desde o início do ano. Valeu!



Noé: tem um post inteiro falando dele ó!

Amor, Felicidade e Casamento: É...hum..outro bonitinho...



Os livros:

Filho do Hamas: Um relato Impressionante Sobre Terroriso, Traição, Intrigas Políticas e Escolhas Impensáveis é um livro publicado em 2010 por Mosab Hassam Yousef, um palestino filho de um dos fundadores do Hamas. Neste livro, Yousef narra sua vida, como filho de um líder influente na comunidade islâmica palestina, sua experiência na prisão, seu recrutamento pelo Shin Bet, quando passou a colaborar com Israel na luta anti-terrorista e sua conversão ao cristianismo. Você pode ler mais sobre o livro e sobre a vida dele aqui e aqui.

Os Cães Nunca Deixam de Amar: A emocionante história de uma advogada, seu cão adorável e um diagnóstico devastador. Quem gosta de animais vai adorar, quem gosta de sick lit vai adorar, quem gosta de romance vai adorar, quem gosta de chick lit vai adorar, pois TERESA escreve como se fosse autora do gênero.Quando bati os olhos neste livro foi paixão a primeira vista. Ele não fala apenas sobre câncer, seu tratamento e todos os seus efeitos colaterais sofridos pelo corpo humano e animal. Também fala sobre: o amor incondicional entre as pessoas e seus bichos de estimação, a jornada em busca do autoconhecimento e amadurecimento, a mudança de planos, o perdão, a amizade e a solidariedade e, principalmente, o poder de uma boa dose de cafeína diária, cascas de torrada apetitosas, brinquedos coloridos que fazem barulho e uma banheira quentinha e borbulhante com espumante no final do dia. E vale conhecer o blog que deu origem ao livro aqui.

O problema.

Tenho uma grande amiga que, há mais ou menos oito anos atrás, foi namorada do garoto. E ela vai se casar no final do ano. E resolveu que gostaria que eu entrasse com as alianças do casal na cerimônia. Sozinha. Sim, porque talvez estar com o ex dela no altar fosse informação demais para família dela porque a gente sempre saí junto e todo mundo se dá muito bem (pelo menos, é o que eu acho). E  ela ainda me pediu para ir vestida de rosa! Até me dispensou do presente, porque sabia que eu teria que gastar com o vestido - que eu com certeza nunca mais usarei na vida porque odeio essa cor. Tirei o dia de hoje para correr todas - absolutamente todas - as lojas de festas da cidade e só achei um vestido que me serviu, pink, e vai ter que ser esse mesmo. Ou terei que alugar algum rosa bebê que vai me fazer parecer um algodão doce entrando na igreja.

Ufa...férias animadas né?! E que venha a Páscoa para fechar com chave de ouro e terminar de recarregar as baterias para voltar ao trabalho!


terça-feira, 18 de março de 2014

Poeira no caminho

Oi, tudo bem?

Muita coisa acontecendo do lado de cá, viu?! As emoções estão à flor da pele ultimamente. 

Já tinha te falado que a volta do carnaval foi a 200 por hora porque tivemos 3 baixas temporárias no escritório de vítimas da dengue. Contando que outras 2 baixas temporárias foram de meninas em férias - incluindo a chefe - imagine o clima super tranquilo no qual estávamos trabalhando nas últimas duas semanas. Acredite: estava mais tranquilo do que agora.

Poucas pessoas em um recinto resulta em mais silêncio, mais concentração. E, considerando que algumas que estavam distantes não são tão assim.... você sabe, foi mais tranquilo trabalhar a mil hora para cobrir ausência alheia do que trabalhar agora que todas estão de volta.

Para ajudar, sabe aquele processo de seleção do qual eu fui obrigada a participar e não queria passar, mas passei? Bem, a pessoa que passou na minha frente e poderia me livrar do problema recebeu uma proposta para mudar de unidade. O que cria novamente o risco da vaga - quando aprovada - cair no meu colo. E eu não quero. E, agora com o Projeto Casa e a Operação Casamento correndo à pleno vapor, eu nem posso querer porque um reajuste salarial colocaria a perder todas as conquistas de benefícios populares do governo que estamos pleiteando.

Mas, além de tantas coisas que estão acontecendo e outras que podem vir a acontecer (mas não vão, em nome de Jesus! Amém.), ainda temos o clima em casa que está meio empoeirado. Explico: começamos a reforma da casa na última segunda. 

Primeiro, vamos atacar a garagem e expulsar de vez aquele monte de pardal desocupado que fica fazendo ninho nas frestas das telhas, sujando o Toddnyho e poluindo o telhado. Os pedreiros conseguiram tirar quase 1 lata cheia de sujeira, palha e outras tralhas que esses bichinhos insuportáveis trazem para dentro de casa para fazer seus ninhos. Vamos forrar todo o telhado, pintar, arrumar portão e calçada. 

Depois, partiremos para o meu Projeto Casa. Em seguida, partiremos para o Projeto Lazer de pappy e mammy para, enfim, terminar a reforma da nossa casa atual que requer uma mudança porque temos algumas coisas para fazer do lado de dentro e não é possível a combinação pessoas-morando-na-mesma-casa-que-o-pedreiro-que-está-reformando-a-casa.

Por essas e outras, essa semana eu estou fazendo um tratamento intensivo pessoal para tentar controlar meu gênio e minha mania de limpeza e organização que acho que já chegou aos níveis de TOC. Não está sendo fácil ficar sem limpar, organizar, deixar tudo limpo e arrumadinho e arejandinho - o que me traz a deliciosa sensação de auto-controle que estou precisando tanto nos últimos dias - mas mammy pediu encarecidamente, no domingo à noite, para eu me comportar bem e não tentar matar ninguém. 

E eu estou tentando com todas as minhas forças. 

Eu juro.

Na segunda, eu preferi literalmente jiboar na cama até tarde, já que estava impedida de faxinar geral. Hoje, eu resolvi sair de casa e colocar quase todas as minhas atividades em dia: fui no retorno da endocrinologista - que não deu em nada, graças a Deus - fui comprar presentes para um aniversário, fui no supermercado, farmácia...enfim, sai para espairecer.

E ainda tenho que ir no neurologista para ver a tal causa das minhas enxaquecas que, para conhecimento geral, não é sintoma de nova dengue, graças a Deus. Mas acho que deve ter alguma coisa a ver com alimentação. Talvez excesso de café. 

Vamos ver.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Pegando no tranco

Oi, tudo bem?

Bom, o Carnaval passou, meu aniversário passou e chegou a hora do Brasil pegar no tranco. Ou será melhor esperar passar a Copa do Mundo?

Depois que passamos dos 30 - pelo menos, eu - a comemoração do aniversário perde um pouco a graça. Pelo menos pra mim foi assim dessa vez. Eu não estava com a menor vontade de comemorar, de comprar ou ganhar presentes, de celebrar, fazer festinha no trabalho. Preferia que a data passasse em branco. 

Muito acharam o último post meio triste, melancólico, mas era exatamente como eu estava me sentindo no dia. Por fim, o garoto me deu um pen-drive que eu queria para colocar todas as minhas músicas no Toddynho e fez um bolo de chocolate pra mim - mesmo com o braço direito engessado até o ombro. Mammy me levou em uma livraria no sábado e eu fiz a feira e comprei mais 5 títulos; agora, eu estou proibida de comprar até terminar tudo hehehe. No trabalho, me deram uma roupa, uma caixa de bombom de supermercado e um bolo de padaria; só tinham os chefes para comemorar porque o bolo chegou na hora da saída e ninguém esperou para cantar parabéns... era de esperar porque, infelizmente, o clima de desunião anda reinando por lá.

No meu aniversário, fui jantar com o garoto em um rodízio de comida chinesa: devo admitir que não foi exatamente como eu esperava porque a comida é bem carregada, sabe?! Mas foi legal experimentar um lugar novo, para variar.

Depois do aniversário, veio o Carnaval. E o que vocês fizeram de bom? Eu, literalmente, não fiz nada! Fiquei enrolando o feriado todo, só vendo tv, ajudando mammy em casa, enrolando, enrolando, enrolando. Foi bom porque precisava mesmo dar essa descansada. Curti o garoto, meu sofá e até saímos com alguns amigos que não nos falávamos há tempos.

A volta a realidade não foi tão legal: 3 das meninas do trabalho estão afastadas por dengue, 2 estão de férias e 1 teve o funeral do sogro em seguida do retorno da lua de mel. Imagina o clima legal que está lá, né?!

Desculpem se o post não está aquela animação só, mas eu estou precisando fazer alguma coisa pra dar aquele up na minha vida, sabe?! Mudar alguma coisa, melhorar alguma coisa. Tenho um monte de livro e não consigo ler; tenho um monte de filme e não consigo ver; estou na academia, mas está difícil conseguir ir certinho todo dia porque sempre aparece algum problema de saúde - meu, da mammy ou do garoto - para resolver. Minha saúde não anda aquelas coisas de novo: enxaqueca, enxaqueca, enxaqueca. Enfim, estou meio sem assunto para colocar por aqui.

Mas prometo tentar não sumir.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

2014 lá vamos nós!

Oi, tudo bem?

Todo início do ano será que é assim? Eu acho que não me lembro de um início do ano mais otimista do que eu tive em 2014. 

Talvez tenha sido a oportunidade de passar a virada do ano na igreja, no meio de amigos tão queridos dos quais eu estava sentindo uma saudade imeeeeensa nos últimos meses. Voltar à casa do Pai tem um grande valor pra mim - pode ser que você aí não me entenda direito, mas tudo bem. 

Talvez tenha sido o pique na Internet com novos amigos chegando no Facebook, no blog por conta do grupo #aophotoaday.

É um bom sentir esse pique de coisa nova no ar. 

Voltei com a corda toda no trabalho ontem e consegui terminar os registros de 2013 dentro da meta esperada pela nossa sede...ufa... mais de 800 registros feitos em um dia... que recorde! Hoje, com os prazos em dia devidamente atingidos, foi o dia de colocar ordem na zona de papéis e documentos de 2013 que estavam pedindo "Arquivo! Arquivo! Quero ir para o arquivo!".

O garoto está indo bem...claro que já tivemos algumas "discussõezinhas" por causa de nossas diferenças, mas até isso está me parecendo com outro ar agora... Comecei a ler um livro muito legal que mostra o outro lado da questão da mulher ser mais amável, dócil... e hábil para conseguir o que quer sem precisar usar força: apenas seu encanto natural... Chique, né?!

Já tenho minha nova pilha de livros - cinco meus e um emprestado hehehe - que me inspiram toda a noite... #novasideias.

Sinceramente, não sei o que 2014 tem para mim ou pra minha família. Como todo nobre ser humano pensante, tenho minha listinha de metas para esse ano. Mas, sinceramente, se Deus der o sustento que deu no ano passado...JÁ TÁ BÃO PRA MAIS DE METRO,SÔ!

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Retro 2013

Oi, tudo bem?

O ano está acabando e, como sempre, lá vou eu fazer minha retrospectiva... acho que esse ano o blog não está muito fiel a realidade porque aconteceu muita coisa que não deu tempo – ou vontade  - para colocar aqui. Mas, vamos lá!

Começamos o ano no sofá da sala porque ninguém foi na vigília da igreja. Tivemos o mês de janeiro recheado de casamentos – 3 para ser mais direta. Teve um super chique de uma menina que é irmã de uma amiga de infância que eu nem tenho mais contato, teve um casamento de um amigo do garoto que a gente foi de bicão na cerimônia e acabamos sendo convidados para festa na igreja pelo noivo rsrsrs – e o foi um dos melhores. E teve o casamento de uma amiga do trabalho que passou 2012 inteirinhooooo falando disso – e foi como se eu tivesse casado junto com ela hehehe.

Teve a tragédia de Santa Maria no mesmo dia do último casamento e todas as histórias daquela noite me deixaram muito mal – eu e todo o mundo, né?!

Fevereiro chegou em clima tenso porque pappy estava desempregado, mammy estava passando por mudanças drásticas no trabalho e eu estava...completando 30 primaveras!  Com todas as crises, neuras e felicidades que essa idade pode trazer.

Depois teve a dengue em março. Sete dias de molho com dor, febre e muito mal-estar. Gente, usem repelente, descartem acumuladores de água parada e cuidem para esse bichinho ficar bem longe de vocês!

Para recuperar do susto da dengue, nova vida chegou em abril: dieta, exames, vitaminas e hidroginástica. Mas só durou um mês porque não me dei bem com o professor e a grana ainda estava curta. Aproveitei as minhas primeiras férias do ano para me arriscar na cozinha – até que fui bem – e ganhei flores do garoto.

Para maio – comemoração dos dias das mamães – mammy fez sua primeira viagem sozinha de busão para fazer compras em Monte Sião e Serra Negra e eu fiquei super-hiper-mega-power-blaster-plus-advanced orgulhosa dela!

Junho não foi legal: mammy passou dezoito horas no hospital com cólica de rim.

Julho foi emocionante: viagem para o Zoo de SP com o garoto em um típico domingo de férias escolares. Resultado: crianças por todos os lados! Kkkkk.

Glória a Deus.... agosto chegou com o emprego novo de pappy aos 45 minutos do 2º tempo... Deus preparou na hora certa como sempre! Claro que também teve coisa chata porque o garoto sofreu um grave acidente de trabalho e teve que ficar de molho por quase uma semana e, mesmo assim, não aceitou minha ajuda para procurar um médico particular e não depender de SUS. E, até hoje, a patinha dele não está 100%.

Entramos em um processo de seleção interna no trabalho no final de agosto que passou setembro, outubro, novembro e dezembro até se resolver. E foram meses muitos tensos por causa disso.

Novas férias chegaram em outubro e consegui colocar Wi-Fi em casa e descansar mais um pouco...e fiquei NOIVA!

Chegou novembro e a vida, finalmente, parece que começou a entrar nos eixos bem no final do ano... Fizemos um exercício da brigada de incêndio no trabalho, levei o garoto na primeira cerimônia de casamento na minha igreja – para ele ver como é. Fomos no cinema na super estréia do EM CHAMAS. Eu e mammy tivemos uma experiência trágica de falta de educação em uma apresentação de ballet e depois tive uma experiência ótima de educação em uma audição de conservatório com o garoto.

Durante todo o ano, tivemos blogagens coletivas, posts de desabafos, crises existenciais, estresse, ansiedade, problemas com família, amigos e namorado... enfim, o ano foi muito animado fora da rede e, por isso, acho que fiquei devendo escrever bem mais aqui para vocês. E foi muito bom ver que não foi um ano fácil, mas Deus esteve presente operando com Seu sustento. Não livrou a gente da fornalha, mas passou bem juntinho. 

2014 já chegando com uma página totalmente branquinha para você reescrever sua história. Coloque Deus na frente e manda bala porque tudo vai sair da melhor forma possível. O passado passou, o futuro é mistério. O presente é hoje é por isso é um presente de Deus para desfrutarmos.

Como sempre, não se esqueçam... Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi!





segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

2014

Oi, tudo bem?


Ai.ai.ai. A Mirys pediu para falar das 3 metas para 2014... e cá estou eu tentando pensar nisso.

Todo final de ano é assim, né?! Lá vamos nós fazer aquela pequena listinha básica das "coisas a fazer em 2014" ou "coisas para NÃO fazer em 2014" ou "coisas para mudar em 2014". 

Eu não sei você, mas eu adoro uma lista. AMO de paixão mesmo! Estou sempre fazendo lista de coisas para fazer em casa, no trabalho, no computador, no blog, na vida.. rsrsrs. Tenho mania de lista. Parece que fica mais fácil, pelo menos para mim, visualizar as coisas quando estão bonitinhas, separadas por itens ou tópicos...rsrsrs... #coisademaluco

Então, não parece que vai ser difícil escrever a lista para 2014. Será?

Resumir em 3 pequenos itens tudo que estou planejando para 2014 fica complicado porque a gente tem mais que 3 áreas da vida da gente para mexer, mudar, adequar ou começar. Tem família, igreja, trabalho, amigos, namorado... ops, agora noivo rsrsrs. Ou se preferir vida pessoal, profissional, espiritual, intelectual...ufa, tem coisa hein?!

Mas vamos lá...mãos a obra.

No trabalho, eu acho que precisaria mudar a administração do meu tempo porque as coisas estão cada vez mais corridas e não estou dando conta de tanto serviço. Nesse item, também incluiria o quesito estudo porque continuo sonhando com a minha pós graduação - que eu acho, sinceramente, que não vai rolar antes do casamento porque causa de uma coisinha básica: dinheiro rsrsrs. Mas hoje em dia, isso não é desculpa né, já que a gente tem um monte de site com cursos on-line gratuitos e livros e mais livros para estudar e ler e aprender. E nesse item, estou indo muito bem com uma média de 1 livro lido por mês... yes!!!!!

Vida pessoal... bom, aqui sempre tem aquela ladainha básica de todo ano que eu nunca consigo colocar em prática e que vou marcar de novo para 2014: tentar ser mais calma, menos ansiosa, julgar (e pré-julgar) menos as pessoas e suas atitudes, manter minha santa boquinha mais fechada e não ficar contando tudo pra todo mundo porque nem todo mundo está na mesma torcida por você! 

Aprendi muito esse ano que a gente tem pessoas por perto que, simplesmente, não torcem por você. Ou pior ainda: torcem contra! Então, aquele ditado da vovó que "em boca fechada, não entra mosquito" continua valendo. Selecionar melhor as amizades, os contatos, os adds do Facebook também podem ser sub-itens dessa categoria porque tudo isso colabora e muito para vida pessoal! Graças a Deus, a família está indo relativamente bem e os problemas parecem que estão se suaviando à medida que o tempo passa e isso é muito bom. A qualidade - e quantidade - de tempo que passo com mammy e pappy continuam na mesma e isso me faz muito bem porque é uma das coisas que mais dou valor nessa vida.  

Vida pessoal, para mim, também é igual a vida espiritual porque eu sou um pacote completo, certo?! Com relação à igreja, acho que consegui resolver meus problemas e definir onde devo ficar mas ainda acho que Deus espera mais de mim e quero mesmo ser mais útil à obra DEle no ano que vem (sem bem que é bom começar isso desde já porque para Deus, não podemos ter data marcada, certo?! Toda hora é hora de trabalhar para Ele). 

Tem mais um item que até poderia caber no de cima, mas é que o negócio é muito grande e eu acho melhor separar porque já estou até dividindo em dois: Operação Casa e Projeto Casamento! Ano que vem, a meta é guardar cada centavinho (isso já começou esse ano) para construir meu futuro cafofo com o garoto e planejar a bendita cerimônia de casamento. Para quem já se casou, sabe que isso requer tempo, dinheiro, paciência, planejamento, uma dose de sorte (e mão de Deus) e muita dedicação. Então, eu acho que esse item vai ser o mais-mais de 2014. 

Desde já, estou investindo nisso não só na parte financeira mas também na parte intelectual (achei vááários livros sobre relacionamentos, matrimônio, vídeos no Youtube), parte física (noiva bonita é noiva saudável né?! Cuidar da pele, da alimentação, dos exercícios físicos... se bem que, para ser sincera, esse sub-item específico está meio de lado ainda então... MELHORAR A SAÚDE EM 2014 URGENTE!), parte emocional (não sou do tipo que fica elogiando, falando, fazendo grandes demonstrações e declarações de amor... ele é bem melhor nisso que eu. Mas, como ele me cobra isso algumas vezes, estou tentando melhorar esse meu lado romântica  - que sempre foi zero).

Hum, acho que dá para tentar resumir a listinha de 2014 aí. Com certeza, deve ter mais coisa para colocar que eu vou lembrar só depois que passar o texto para Mirys publicar (santa lei de Smurf, como diz a diarista Mary Help do Marco Luque rsrs... procura o vídeo no Youtube que vale a pena).

E para todo mundo que leu, desejo que seu 2014 não se resuma somente à 3 coisinhas para fazer mas que seja um ano cheio de coisas legais, conquistas, vitórias e bençãos de Deus. 

Que a presença DEle encha todos os seus dias e seu coração. 

Feliz 2014!