Mostrando postagens com marcador livros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador livros. Mostrar todas as postagens

sábado, 31 de outubro de 2015

Resenha - Eles sempre estarão ao seu lado

Oi, tudo bem?

Faz um tempinho que não tem resenha por aqui... Deve ser porque o meu ritmo de leitura diminuiu consideravelmente nos últimos meses. E, por favor, não me venham dizer que é estresse do casamento que eu não aguento mais ouvir isso!

Já tinha lido o primeiro volume aqui e realmente me apaixonei pela história de Teresa e Seamus. Agora, que eles voltaram às livrarias, eu tinha que ler o segundo, certo?!

Começamos o livro vendo com Teresa e Seamus estão levando à vida após vencerem - os dois - a batalha contra o câncer. Porém, na busca por vida mais saudável e longe dos consultórios médicos, eles entram na vibe vegana e começam a experimentar novos sabores. A única coisa que poderia levar uma advogada amante de queijos e carnes a se tornar vegana seria o amor por seu cãozinho.

Só que Seamus desenvolve outro câncer e Teresa embarca em uma intensa jornada de mudanças e experimenta um estilo de vida mais saudável para sua família. E tenta encontrar a si mesma em algum ponto entre “hippie que usa saia de cânhamo” ou “hipócrita salto-alto de couro”.

Quando ela se depara com outros dois cachorros que precisam de ajuda – incluindo um que foi resgatado de testes com animais – virar as costas parece impossível depois de toda a crueldade que ela descobre.

O livro todo me lembrou muito aquele episódio do Instituto Royal aqui no Brasil, sobre a luta dos beagles e a importância de nos informamos sobre como os produtos que chegam à nossa mão são fabricados.

Não recomendo a leitura para a noite nem para o dia que você programar ir à churrascaria - talvez, se você for como eu, vai considerar a possibilidade de virar vegana depois que ler a última página.

Mas, infelizmente no meu caso, acabei desistindo da ideia por morar no interior e ter pouquíssimo acesso à opções orgânicas e veganas. 

Leitura indicada e aprovada!

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Maratona - Uma nova mulher em 30 dias


Oi, tudo bem?

Mais um livro à vista... mas este aqui vem com um propósito para 30 dias e quero tentar compartilhar cada capítulo aqui - desculpem começar a postagem no dia 4 aos invés do dia 1, mas tinha muito post atrasado para entrar no ar.

O livro Uma nova mulher em 30 dias da blogueira e jornalista - e esposa e amiga e cristã e várias outras qualidades - Fabiana Bertotti, chega às livrarias com o objetivo de nos incentivar a sermos pessoas melhores.

Partindo de uma experiência reflexiva em um velório, ela nos leva a refletir sobre o que podemos começar a mudar hoje para melhorar nosso amanhã.

Obviamente, as mudanças não acontecem da noite para o dia como a própria Fabiana nos alerta na introdução, mas aos poucos podemos causar grandes diferenças em nossa rotina e nossos hábitos.

Uma vez, eu ouvi uma frase que dizia "O diabo não tem nada contra seus planos e sonhos.. desde que eles sejam para amanhã".

A partir dessa leitura, quero tentar fazer uma maratona aqui, colocando os tópicos de cada dia/capítulo e compartilhando com você as minhas reflexões... vamos lá?!

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Resenha - Lágrimas e Sorrisos

Oi, tudo bem?

Já faz um tempinho que não coloco uma resenha por aqui, né?! Mas o livro a seguir merece lugar de destaque na estante e no coração.

Estou falando do livro Lágrimas e Sorrisos, da autora Anneke Companjen. Link para compra aqui.

Anneke é a esposa de Johan Companjen, presidente emérito da Portas Abertas - agência de apoio à missionários ao redor do mundo. Antes de se unirem à Portas Abertas, ambos trabalharam como missionários no Vietnã. Acompanhando seu marido em visitas à Igreja Perseguida, ela teve oportunidade de conhecer histórias únicas de força, garra e fé que somente mulheres poderiam protagonizar.

Para quem acompanha o blog ou as minhas postagens no Facebook, sabe o quanto sou apaixonada por missões e por conhecer outras histórias, culturas e realidades além do nosso pequeno umbigo gospel brasileiro.

Para nós que temos o privilégio de vivermos em um país laico, com liberdade religiosa para exercemos nossa fé da forma como quisermos, esse livro vem como um soco no estômago para nos fazer refletir sobre o que estamos fazendo para o nosso próximo.

Esse livro nasceu da necessidade que a autora sentia de fazer conhecidas as tristezas e alegrias de diversas mulheres da Igreja Perseguida. Mas vamos aos esclarecimentos: a Igreja Perseguida é considerada todo e qualquer cristão que vive em uma região onde sua liberdade religiosa é cerceada por algum motivo, seja ele religioso, militar ou político.

Quando falamos em perseguição religiosa, para muitos já surge a imagem do Estado Islâmico e todo o terrorismo do Oriente Médio e África. Mas, acreditem, não precisamos ir muito longe não. 

Em países como Colômbia e Venezuela, as pessoas que não concordam com milícias e traficantes pagam muito caro por isso; no interior do México, muitos sofrem retaliação por simplesmente não compartilharem da mesma fé católica da maioria. Na Coréia do Norte - considerado o pior país do mundo para ser cristão - quem não concorda com o Estado vai para campos de concentração muito similares aos campos nazistas (para quem tiver estômago, fica a dica do livro Fuga do Campo 14).

E, muitas vezes, recebemos nas igrejas pedidos de oração por pastores e missionários que são presos, sequestrados ou até mesmo assassinados por causa de sua crença em países onde existe perseguição religiosa.

Porém, as histórias de suas esposas, filhas, irmãs e mães que ficam nesses países abandonadas, desamparadas e tem que "seguir em frente" não costumam chegar aos nossos ouvidos.

E daí surge esse livro maravilhoso com relatos impressionantes de mulheres que, em sua resignação, mostraram toda a sua força e raça de guerreiras.

Algumas eram tidas como meras esposas de pastores bravos, ousados e corajosos. Entretanto, suas angústias com o lar, com a vida do marido, eram, na maioria das vezes, negligenciadas da comunidade cristã.

Quase todas as histórias narradas neste livro foram contadas diretamente pelas mulheres à autora. Ao fim de cada relato, a autora nos convida a interceder por essas irmãs e por tantas outras que têm sua história esquecida, como elas tiveram um dia.

Cada capítulo narra uma história real, nem todas as histórias tem um final feliz - ou mesmo um final para ser contado. Mas, a cada página, fica o exemplo de fé, coragem e firmeza que poucas mulheres conseguem demonstrar em situações bem menos extremas.

Não sei se consegui passar exatamente em palavras o quanto esse livro me tocou: me arrependi de não ter lido antes, uma vez que me dei de aniversário no ano passado e ele estava no final da pilha, esperando para ser lido. Mas com certeza será um livro lido, relido e relido várias vezes. As histórias são extremamente tocantes e nos fazem nos lembrar da força que Deus colocou dentro de cada uma de nós - mulheres aparentemente frágeis que guardam dentro de si um grande potencial para enfrentar o que vier pela frente. E, com a fé em Deus, com certeza podemos mover o mundo, garotas!

Procurem, comprem em sebo, emprestem, baixem na Internet, mas confiram esse livro. Te garanto que ele terá um grande impacto na sua vida.

sábado, 20 de junho de 2015

Livros, livros, livros... muito livros!

Oi, tudo bem?

Acho que, se você está há muito tempo por aqui, já percebeu o quanto eu sou apaixonada por livros.

Sou do tipo que acha que a minha versão do Paraíso vai se resumir à uma livraria com um cinema do lado hehehe.

Há muito tempo tenho essa paixão pela leitura, por viajar para países que dificilmente vou conhecer um dia, conhecer histórias reais e fictícias, ficar intíma de personagens que nem existem e sofrer ressaca literária quando um bom livro termina.

Tenho muitos livros físicos, mas a minha grande paixão pela leitura triplicou de tamanho depois que conheci os ebooks. São tantas opções, em tantos formatos e tudo isso facilita muito a vida - e o bolso - de quem ama ler mas não ganha o salário suficiente para comprar tantos exemplares hehehe.

Comecei a ler ebooks com uma versão portuguesa do O CÓDIGO DA VINCI com fundo vinho e letra branca. Daí, passei para ANJOS E DEMÔNIOS, UM ESTRANHO NO ESPELHO e isso já foi há mais de dez anos atrás...

Aproveitando o tema, resolvi escrever aqui para comemorar o grande desenvolvimento da minha biblioteca virtual - são mais de 900 títulos, eba!!! - e para dar um dica para quem gosta de ler.

O site Le Livros (http://lelivros.red/) é uma das melhores plataformas que eu encontrei para baixar livros. Lógico que também curto muito a Minhateca.com (http://minhateca.com.br/), mas lá você precisa saber o nome do livro para buscar o arquivo.

Já no Le Livros, você tem acesso as publicações de novos arquivos (e isso quase que diariamente), já vem a sinopse da história e eles oferecem várias opções de arquivos para download.

Confiram o site e se divirtam na leitura!!! E deixem dicas de outros sites de ebook, se tiverem - serão muito bem vindas :)



segunda-feira, 18 de maio de 2015

Livros 2015 – Parte I

Oi, tudo bem?

Puxa, estou super atrasada com as resenhas dos livros lidos até agora em 2015. Já foram 11, dá para acreditar?! Bom, se mais delongas vamos a eles:

Livro: Dolci di amor
Título Original: Dolci di Love
Autor: Sarah-Kate Lynch
Editora: Record
Páginas: 351

Sinopse
Nada é mais doce que uma segunda chance

Depois de quatro abortos espontâneos e uma tentativa frustrada de adotar uma criança, a executiva Lily Turner dedica todo o seu tempo exclusivamente à vida profissional. Mas uma descoberta muda tudo. Daniel, o marido aparentemente dedicado que viaja constantemente para a Itália devido à sua profissão como importador de vinho, tem outra família. Sem hesitar, Lily parte para a Toscana em busca de explicações. Ao chegar lá, ela cai nas graças de duas senhorinhas muito especiais, que, sem ela saber, irão ajudá-la a encontrar a verdadeira felicidade.

Sinceramente, esperava mais do livro. Para que já leu os livros de Marlena Balsi, eu sou apaixonada por temas que abordem a Itália e a gastronomia. Mas esse livro não chegou a me encantar como eu queria. A autora tenta colocar humor na história triste da executiva traída e frustrada, contando com a ajuda de alguns personagens clichês como as viúvas da cidade que insistem em cuidar da vida alheia. Tentei mesmo me apegar ao livro, mas não deu.

Comprei pela capa e pelo tema, mas recomedaria qualquer outro livro da Marlena no lugar desse aí para quem gostar do tema.


Livro: Vidas Cruzadas
Autor: R.A. Nassber
Editora: CPAD
Páginas: 304

Sinopse
Este livro retrata a história de Amim, um homem marcado por separações que foi forçado a fazer ao longo de sua vida e encontra sua redenção ao entregar-se a um novo amor. Conheça também Juliana e Helena, amigas desde pequenas com sonhos e projetos semelhantes, que por obra do destino, trilham caminhos distintos por causa de suas escolhas. Estes são apenas alguns personagens de uma história apaixonante que tem seu inicio na Palestina, se desenvolve no Brasil e chega até aos portões da eternidade.

Sabe aquele livro que você começa a ler e arrasta, arrasta e de repente o livro te prende de tal forma que você termina em uma sentada? Esse aí foi o caso. Eu fiquei o ano passado inteiro enrolando para ler, principalmente porque comprei sem me atentar que é um livro brasileiro (e eu não costumo ler literatura nacional, #preconceitofeio #minhaculpa). Daí, chegou dia 1/1/15 e o dia chuvoso, sem nada pra fazer, me levou a começar a lê-lo de novo. E aí foi... uma tarde para terminar a história e me emocionar com todo enredo.

São várias histórias entrelaçadas que vão formando uma colcha de retalho incrível, onde cada personagem se encaixa na história do outro de forma surpreendente. É extremamente interessante a história de cada personagem e como cada uma dessas vidas se cruzam em algum ponto, e como todos eles tem algo para nos ensinar sobre a vida, seja nas situações difíceis enfrentadas pelos personagens e suas superações, seja em refletir sobre o amor de Deus para com aquele que confia nEle.

Cada personagem tem suas próprias características, pensamentos e dificuldades na vida, são pessoas comuns que fazem as mesmas escolhas que todo mundo tem que fazer na vida. É o tipo de livro de livro com o qual todo mundo pode se identificar, pois os personagens passam por situações típicas da vida real. 

Livro: Viagem ao Sobrenatural
Autor: Roger J. Morneau
Editora: CPB
Páginas: 176

Sinopse
As experiências e recordações da infância e da guerra haviam levado Roger Morneau para longe de Deus de tal maneira, que ele agora O odiava. Depois da guerra, Roger foi levado, através de um amigo, a adorar os demônios. Então, ele descobriu as boas novas de Deus amoroso e sentiu o desejo de cortar os laços de adoração aos espíritos. A guerra estava apenas começando...

Bom, para quem gosta de literatura sobrenatural, de histórias de batalha espiritual, esse livro é interessante, mas não chega a ser incrível. Também li em uma tarde, uma vez que o livro é bem curtinho e a letra é grande hehehe. Mas não chegou a me surpreender tanto como foi com os livros de Frank Peretti – Este mundo Tenebroso I e II – ou a literatura de Daniel Mastral – Filhos do Fogo I e II e Guerreiros da Luz I e II.

Livro: Mar de Rosas
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 288

Livro: Bem Casado
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 288

Livro: Felizes para Sempre
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 304

Livro: Casamento Blindado - O seu casamento à prova de divórcio
Autores: Renato e  Cristiane Cardoso
Editora: Thomas Nelson
Páginas:271

Sinopse
Numa sociedade onde as pessoas vivem se divorciando para se casar de novo e vão sendo formados novos arranjos conjugais, parece um contrassenso falar em casamento para a vida toda. Porém, muitos acreditam que essa ainda é a modalidade de união mais sadia e sólida. No livro Casamento Blindado – O Seu Casamento à Prova de Divórcio, Renato e Cristiane Cardoso defendem que é possível ter um relacionamento feliz e duradouro. 

Eu tenho uma certa dificuldade em ler livros de auto ajuda. Livros de auto ajuda para relacionamento são piores ainda. No entanto, gostei da leitura desse aqui. Ele é leve, fluído e bem prático e tem humor, acreditem se quiser. Os exemplos do dia-a-dia são bem didáticos e nos enriquecem muito não só para o relacionamento a dois, mas para o relacionamento com todos os nosso redor.

Claro que não sei se vou colocar tudo em prática; gostei de ir lendo e fazendo as “tarefas” com o garoto via Whatszap – algumas respostas me surpreenderam. E também gostei muito que o livro aborda a questão espiritual e os valores cristãos, mas de uma forma bem tranquila e nada doutrinária.

Livro: As principais questões da bíblia
Autor: Hal Seed
Editora: Thomas Nelson
Páginas: 200

Livro: Comprometida
Autor: Elizabeth Gilbert
Editora: Objetiva
Páginas: 240

Sinopse
A história de Comprometida começa 18 meses depois do fim do livro anterior, crônica sobre o ano em que a autora enfrentou um divórcio, uma depressão debilitante e outro amor fracassado até que se livrou de todos os bens materiais, demitiu-se do emprego e partiu para uma viagem de um ano pelo mundo, sozinha. Nos últimos capítulos de Comer, Rezar, Amar, Liz Gilbert conhece o brasileiro Felipe. Naturalizado australiano e divorciado, ele vivia na Indonésia quando conheceu Liz, 17 anos mais nova - é ele o "coroa" da dedicatória do novo livro escrita em português até na edição de língua inglesa. "Perto do fim da viagem, encontrei Felipe, que havia anos morava sozinho e tranquilo em Bali. O que veio em seguida foi atração, depois uma lenta corte e, finalmente, para nosso espanto mútuo, amor".

Pensa em um livro chato. Pensa naquele livro que você sonhou a sua vida inteira pra ler, amou a primeira parte e teve vontade de matar a autora na segunda. Esse foi meu caso. Consegui comprar esse livro no sebo e fiquei toda feliz que ia finalmente saber como foi a vida a Liz e do Felipe depois do final de Comer, Rezar e Amar. E acabo dando de cara com um tratado histórico sobre a evolução do matrimônio nas várias culturas do mundo, ao longo dos séculos de civilização. Fala sério!!!

Para quem tem estômago e coragem, aproveitem a leitura.

Livro: Redenção
Autor: Karen Kingsbury, com Gary Smalley
Editora: Pórtico
Páginas: 440

Sinopse

Quando Kari Baxter Jacobs descobre que seu marido está envolvido em um relacionamento adúltero e pensa em divorciar-se, ela decide que vai amá-lo e permanecer fiel ao seu casamento a qualquer custo. Para isso, precisará enfrentar incertezas do passado e conflitos interiores urgentes. Este livro mostra como Deus pode resgatar relacionamentos aparentemente sem esperança, a importância da fé para transformar a vida e ilustra uma das principais mensagens de Gary Smalley: o amor é uma decisão. Redenção é o primeiro livro da série de mesmo nome. Em cinco livros, Gary e Karen Kingsbury escrevem sobre os Baxter, uma família temente a Deus e que enfrenta problemas como qualquer outra. Os livros exploram temas de relacionamento familiar, como amor, traição, mentiras, frustações e realizações. Além do ótimo enredo e da capacidade ímpar de descrever emoções, atributos característicos de Karen Kingsbury, nos livros da série os leitores desfrutarão também de um questionário para discussão em grupo, além de notas dos autores sobre os temas levantados na trama.

Eu estava completamente desesperada para ler esse livro. Vi vários vídeos no Youtube falando sobre o sucesso da saga nos EUA – são cinco livros ao todo. Corri várias livrarias e deixei até reservado em uma, caso chegasse antes do esperado. E, então, num belo domingo à tarde, eu o vi na prateleira da livraria!!!

Pausa para os anjos cantarem Ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Juro que tentei devorar o livro em uma semana, mas os compromissos diários me impediram. Mas a leitura valeu a pena, apesar de alguns pontos que eu discordei da história.

Redenção é o livro que dá início a saga da Família Baxter, sendo o primeiro de cinco livros. Um lançamento da Editora Pórtico, selo da Editora Planeta, nele somos apresentados a uma família comum, que vive momentos felizes e tristes, que possuem fraquezas, mas também passam por momentos de superação. Uma história criada, acima de tudo para mostrar, o quanto podemos ter um relacionamento maduro com Deus, e buscar a redenção!

Pensa em uma heroína daquelas bem mexicanas que sofre, sofre, mas sofre para burro. É a Karin. Mas a história dela é incrível, cheia de reviravoltas e revelações que deixam a gente se fôlego. Além dela, os outros personagens da história são muito bem desenvolvidos. A cena final do personagem Tim – sem spoilers, ok?! – é de tirar do fôlego.

E, pra ajudar, no final do livro tem o primeiro capítulo do próximo volume, que é pra deixar a gente com água na boca.

Ah, uma das frases mais marcantes para mim do livro foi “O perdão vem em um dia. A cura leva uma vida”.

Livro: A lista de Brett
Autor: Lori Nelson Spielman
Editora Verus
Páginas: 364

Sinopse
Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente. Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis. Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados. 

Tinha ficado encantada com a capa do livro e mammy me deu de presente de Natal. O começo do livro, confesso, foi meio traumatizante. Depois de ler os detalhes dos sentimentos de Brett no velório da mãe e ter uma crise de choro no meio da leitura, pensando que um dia posso passar por isso ( #AfastaSenhor), a história correu meio arrastada. Dá raiva da Brett, dá vontade de bater nela, dá vontade de ressuscitar a mãe dela e perguntar “por que você fez isso?”. Daí, as coisas começam a acontecer, se desenrolar e você se apaixona pelo livro. Eu torci, chorei, ri, me apaixonei por algumas passagens do livro.

O final me decepcionou um pouco pela velocidade. Todos os acontecimentos do livro são bem descritos e detalhados, mas o final parece que foi escrito meio na correria e acaba assim...pluft!

Mas a leitura vale muito a pena, super recomendo! Daqueles livros que te dá vontade de dar uma reviravolta na vida e rever seus valores.

Ufa...post longo...desculpa aí...mas precisava colocar as resenhas em dia...



segunda-feira, 30 de março de 2015

Meme: Amante da Leitura


Vi esse meme no blog da Micha e me tive que fazer o meu!

Vamos lá!?

Você lê rápido ou devagar?
Depende. Acho que o livro mais rápido - e grosso - que li for Marley e Eu. Li em UMA NOITE. 

Livros grossos/pesados ou finos/leves?
Com boas histórias, mas os grossos me atraem mais

Bibliotecas ou livrarias?
Livraria.

Audiobook ou e-book?
Ebook, sempre Ebook. Morro de orgulho da minha biblioteca virtual, com mais de 800 títulos, garimpados a dedo na web.

Versão normal ou versão pocket?
Normal

Vampiros ou fantasmas?
Hum...boa pergunta...acho que ando meio enjoada dos dois.

Você lê um livro de cada vez ou lê vários de uma vez?
Geralmente, leio um físico e um on line.

Novos ou antigos?
Novos.

Você usa marcadores de livro ou dobra a página em que parou?
Costumo usar aquela aba da capa mesmo. Mas confesso que tenho o péssimo costume de dobrar a folha em páginas com citações marcantes - até grifo as vezes #pecado

Biografias ou memórias?
Biografias. 

Livros de terror ou chick lit? 
Chick-lit. Adoro!!!

Você prefere ler no sofá ou na cama?
Na cama, antes de dormir, para relaxar.

Dentro de casa ou ao ar livre?
Dentro de casa, trancada no quarto.

Você prefere ler o original (inglês) ou a tradução em português?
Já tentei ler o original - a primeira tentativa foi O diabo veste prada, mas acabei frustrada por não conseguir entender tudo. Fico com os traduzidos mesmo.

Poesia ou prosa?
Hum...não sei...mas não sou muito fã de poesia.

Você prefere ler autores do sexo masculino ou feminino?
Sem preconceitos. Só não sou muito fã de livro com filhos 

Livro ou filme?
Livro, livro, livro, sempre livro. Até porque não conheço nenhuma adaptação que foi fiel ou superior ao livro.

Livros de receitas doces ou salgadas?
Nenhum...prefiro procurar no Google.

Romance ou suspense?
O que vier...

Primeiro livro adulto que li e gostei:
Hum.... lembro dos livros da escola... Mémorias Póstimas de Brás Cubas, Senhora, Capitães de Areia.

Clássicos que eu digo ter lido, mas que na verdade não terminei:
Dom Casmurro...eca, que livro chato!

O livro mais chato que já li:
São várias, mas acho que ninguém supera Vidas Secas.

Melhor autor(a) de livros infantis:
Puxa, li vários livros na infância, mas acho que não vou lembra do nome de todos. Acho que o que mais me marcou foi Pretinho, meu boneco querido.

O livro que mais mexeu comigo:
Curti uma boa fossa literária com Como eu era antes de você. Na adolescência, teve a Série Cris.

Último livro que você leu (ou livro que está lendo):
Estou lendo Redenção.

Quem quiser, fica à vontade para participar, ok?!


domingo, 15 de março de 2015

Resenha - As principais questões da bíblia

Oi, tudo bem?

Terminei de ler o livro As principais questões da bíblia, do autor Hal Seed da Editora Thomas Edison.

Confesso que comprei o livro com outra intenção. Pelo título sugestivo, achei que o livro traria resposta sobre aquelas perguntas cabeludas que costumamos ouvir sobre a bíblia e seu conteúdo, temas que muitas vezes parecem contraditórios e que são difíceis de explicar apenas com uma frase.

O livro não é bem sobre isso. 

Este livro tem como propósito levantar e discutir as grandes questões da Bíblia  Sagrada.

Há muitas especulações como: De onde vem a autoridade da Bíblia? Ela é realmente a Palavra de Deus? As pessoas que a escreveram foram mesmo inspiradas pelo Espírito Santo? Por que tantas pessoas através dos séculos reverenciam esse livro a ponto de pautar a vida por ele?

É possível que você já tenha ouvido e até feito essas e outras perguntas… e se sentido mal por questionar.

Neste livro, o autor, (Hal Seed) mostra que ninguém precisa ser ou se sentir oprimido por tais dúvidas. Ele convida cada leitor a fazer todas as perguntas difíceis sobre as Escrituras, desvendar as respostas com convicção e encontrar a sabedoria e o conhecimento prático presentes em cada versículo bíblico.


O livro todo aborda muito mais o lado histórico e arqueológico da coisa, para mostrar de onde a bíblia veio e como foi a sua formação - uma vez que o termo bíblia significa uma coleção de livros.

Eu acabei me decepcionando um pouco no início, porque esperava mais do livro, mas ao final, o autor traz alguns roteiros para estudos bíblicos fantásticos que facilitam muito a vida de leigos como eu que não temos uma formação em teologia e muitas vezes temos dificuldade em interpretar textos bíblicos.

Posso dizer que o livro vale a pena se você estiver interessado em conhecer mais sobre esse famoso livro que é o mais vendido desde sempre e que todo mundo deve ter um exemplar em casa: a bíblia.

sábado, 14 de março de 2015

Resenha - Quarteto de Noivas Nora Roberts

Oi, tudo bem?

Sabe o que percebi? Que esse cantinho está ficando mais literário e cinematográfico a cada dia. Até tenho coisas para contar do que anda acontecendo para as bandas de cá, mas os livros e filmes que tenho visto estão cada vez me tocando mais e sempre tenho que vir contar aqui para você.

Aliás, o que falar da coleção Quarteto de Noivas da Nora Roberts, lançada pela Editora Arqueiro?! Para quem já era fã da autora - como eu - foi simplesmente perfeito!

São quatro livros que contam a história de quatro grandes amigas que fundaram a Votos, uma empresa de casamentos. Cada volume conta a história de cada uma delas, seus amores, sua família e seu trabalho.


Começamos com Álbum de Casamento - já resenhado aqui - que conta a história da fotógrafa Mackenzie e do namorado, o professor Carter.


O segundo volume, Mar de Rosas, é sobre a florista e romântica incorrigível Emma e seu amor pelo todo moderninho Jack. Eu até achei legal, mas para mim, foi o livro mais fraco da saga.


O terceiro livro é sobre a doceira Laurel e chama-se Bem Casado. Ela vai ter um romance super quente com o irmão de sua sócia, o advogado Delawey Brown. Ela sempre foi apaixonada desde sempre por Delaney Brown, irmão de Parker, mas nunca teve coragem de revelar seus sentimentos. Afinal, sabe que é como uma irmã para ele. Advogado da Votos, Del se sente responsável por cuidar não só dos assuntos burocráticos da empresa, mas também do bem-estar das quatro sócias. Porém, sua postura paternalista e superprotetora começa a gerar desentendimentos entre ele e Laurel. Com muito custo, eles começam um relacionamento como "amigos" para se conhecerem melhor, mas.... você já deve imaginar o resto né?!


O último livro, Felizes para Sempre, foi o meu favorito porque fala sobre a chefa do negócio, Parker. Ela é como se fosse a cerimonialista da empresa, a que cuida de tudo e de todos - pessoas e detalhes - e está acostumada a ter o controle de tudo. Só não contava se apaixonar pelo tipo nada improvável do mecânico Malcolm Kavanaugh. 

Felizes para Sempre é o meu livro favorito desta saga. Talvez porque a personagem de Parker mesmo que sempre cercada pelas amigas e pelo irmão parecesse para mim mais solitária ou talvez porque foi a última a ser retratada mesmo. Mas Parker tem aquele perfil de ser dura, perspicaz, valente e proteger a todos e é como se eu quisesse protegê-la também.

Uma história perfeita que com certeza deveria virar filme. Uma bela comédia romântica que daria certo já que filmes sobre casamentos estão em alta e com tanta doçura e simpatia dos personagens, com a credibilidade da autora, não me surpreenderia com um belo sucesso de bilheteria.

E, para quem está em clima de preparativos como eu para casamento, é uma ótima pedida para sonharmos cada dia mais com o "grande dia".

domingo, 1 de março de 2015

Happy Birthday to me... ???

Oi, tudo bem?

No último dia 28, foi meu aniversário. E, graças a correria e ao meu atual humor que não anda lá aquelas coisas, nem tive vontade de postar nada.

Não tive grandes comemorações, e já esperava por isso. Acho que, conforme passam os anos, o pique para toda aquela farra de festas e presentes e cumprimentos vai diminuindo até acabar. Lógico que devo ser grata a Deus por mais um ano de vida, com a minha família, com saúde, paz, trabalho, amor, amigos, liberdade... enfim, tenho muitos motivos para agradecer.

Os presentes acabaram vindo antes da data: mammy já tinha me dado um livro, a sequência do OS CÃES NUNCA DEIXAM DE AMAR. O livro chama ELES SEMPRES ESTARÃO AO SEU LADO e conta a história de Teresa Rhyne e Seamus, seu beagle, que já sobreviveram ao câncer uma vez, mas Seamus acaba desenvolvendo outro câncer e Teresa embarca em uma intensa jornada de mudanças e experimenta um estilo de vida mais saudável para sua família. E tenta encontrar a si mesma em algum ponto entre 'hippie que usa saia de cânhamo' ou 'hipócrita salto-alto de couro'. Quando ela se depara com outros dois cachorros que precisam de ajuda – incluindo um que foi resgatado de testes com animais – virar as costas parece impossível depois de toda a crueldade que ela descobre. Ainda não comecei a ler: a pilha ao lado da minha cama vai crescendo mais do que meu tempo e força de vontade para ler antes de dormir. Mas assim que ele sair da lista de pendências, prometo fazer uma resenha aqui.

Também ganhei mais um livro de mammy depois do aniverário, 365 ORAÇÕES PARA DORMIR MELHOR. Depois de um longo dia de trabalho, de tarefas e de vários afazeres que tomam nosso tempo, nos estressam e ocupam nossa mente e motivação, todos nós precisamos de um tempo para relaxar e revigorar o coração. Para muitos de nós, o período que acontece o sono é esse momento. O livro apresenta orações pessoais, uma para cada dia do ano, para que você possa falar com quem realmente pode ouvi-lo e resolver seus anseios, sejam eles de ordem pessoal, familiar, espiritual ou profissional. De maneira rápida, objetiva e transformadora, essas orações farão você descansar tranquilamente, ao colocar nas mãos de Deus aquilo que inquieta sua mente e seu coração. A princípio, eu não tinha gostado muito da ideia do livro porque acho que nossas conversas com Deus devem ser espontâneas e não escritas ou decoradas como rezas repetitivas, uma vez que ele é nosso Pai e está sempre pronto a nos ouvir - não sempre a nos atender, ok, mas Ele sabe de todas as coisas. Mas, depois de folhear algumas páginas, achei interessante o conceito do livro e acabei o vendo mais como um devocional para leitura do que orações para serem repetidas da boca pra fora.

O garoto me deu o celular que eu já tinha falado aqui e tem sido meu novo brinquedinho - acho que estou viciada, socorro! - e também deu uma cesta de chocolates com um cachorrinho lindo que dança... o vídeo do totó dançante está aí embaixo. Além disso, fomos jantar em uma cantina italiana bem chique e romântica, mas o jantar acabou não sendo tão agradável quanto eu imaginava porque só falamos sobre os problemas da construção e dos preparativos do casamento.

video

Bem, é isso. Hum, deixa eu ver se estou esquecendo alguma coisa... do trabalho, apenas ganhei parabéns de algumas pessoas, assim como nas redes sociais não foram todos os amigos que lembraram. Acho que é só.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Tudo um pouco: #ProjetoCasa #OperacaoCasamento Férias...

Oi, tudo bem?

Bem amigos da rede Globo, como vai tudo por aí?! Desculpem o sumiço mas estou no meio das minhas queridas fériaaaaaaaaaaaaaaaaaassss!!! Então, estou evitando o computador só um pouquinho hehehe.

Alguma novidade por aí?! Bom, do úlltimo post teve gente que perguntou qual foi a lembrancinha do chá de cozinha da noiva: fizemos uns vasinhos em EVA com palitinhos de goma de mascar, como está aqui ó!

A noivinha gostou bastante da festa surpresa e a sogra até inventou de fazer um chá de lingerie pra guria, mas eu tô fora de organizar e até de participar. Poxa vida, elas resolveram marcar bem no sábado à noite, só para as mulheres!? E eu faço o que com o garoto?! A gente mal consegue se ver durante a semana ultimamente...

É, a correria anda bem grande por aqui. O garoto está com seu negócio próprio agora, trabalhando a mil por hora - graças a Deus - e estamos na correria do #ProjetoCasa (já chegamos em um acordo com os acabamentos e a casa já está na fase do reboque) e eu comecei a correria da #OperacaoCasamento agora nas férias, vendo orçamentos de decoração e foto-filmagem. Jesus, como é caro!

Mas a minha vida não se resume à isso somente. Claro que nas férias, eu fiz a faxina básica na casa e coloquei em dias as roupas que precisam ir para doação. Também dei uma renovada no meu guarda-roupa com novas saias longas bem fresquinhas para enfrentar o verão que vem aí e algumas pantalonas... segundo o garoto, estou me vestindo igual madame kkk.

E, finalmente, consegui colocar meus seriados em dia. Supernatural e Once Upon a Time, além do novo Forever que estou amando. Na boa, que me desculpem os fãs de Supernatural mas aquele seriado já deu o que tinha que dar. Eu coloquei os episódios atrasados em dia, mas não pretendo encarar a 10ª temporada integralmente.

Em matéria de filme, ainda não cheguei lá porque o cinema por aqui anda bem atrasadinho viu... dos últimos filmes que vi, recomendo DEUS NÃO ESTÁ MORTO. Com relação aos livros, estou bem longe de concluir minhas leituras... estou lendo PODER DAS TREVAS, do Bill Myers. Infelizmente, não achei nenhuma resenha para compartilhar aqui...quando terminar, eu aviso!

Bom, acho que é isso... perceberam que estou meio sem assunto, né?! Apesar do monte de coisas que andam acontecendo, sempre acontece isso na hora que eu sento na frente do teclado: falta assunto!

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Livros, livros, livros

Oi, tudo bem?

Faz tempo que estou devendo um post sobre os livros que tenho lido. Esse ano resolvi pegar firme na leitura e até acabei deixando os filmes um pouco de lado para me dedicar mais à essa nova paixão - para ter uma ideia, minha biblioteca virtual conta atualmente com quase 800 títulos e a biblioteca real já está precisando de um novo lugar porque não cabe mais no espacinho que tinha reservado no meu quarto.

Desde o início do ano, já consegui ler 13 livros mas só fiz resenha de 3 aqui no Blog.

* os números ao lado são a ordem da leitura...


Vou tentar dar uma resumida nos livros que li para conseguir fazer a resenha de todos eles agora. Esperam que curtam as dicas!

6. A culpa é das estrelas
O livro narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Se você quiser ter uma ideia sobre uma história, que apesar de fictícia, teve um personagem inspirado em um drama real e por isso te faz ter uma sensação de estar lendo uma história real, então, leia o livro. 

Todo mundo está falando do livro que já é assunto faz tempo, todo mundo que é fã espera ansiosamente pelo lançamento do filme e os astros do filme já viraram figurinhas carimbadas nas revistas para adolescentes. Eu fui ler o livro por causa de uma amiga do trabalho que começou a ler e parou da metade de tanto chorar. Não me matem, por favor, mas eu não vi nada de muito extraordinário no livro em si. Ele é fofo, com cenas tocantes e frases que marcam ("Sou uma granada!", "Isso é uma metafóra." ou o famoso "ok") mas acho que esperava mais por causa da propaganda que minha amiga fez. Talvez com o filme, eu me sinta mais tocada porque o ator escolhido para viver o Gus é muito parecido com o meu garoto, mas por hora, eu recomendo a leitura por ser aquele clássico romance a lá Shakespeare com amores, risadas e tragédias.

7. Lar Adventista

Eu fui ler esse livro por causa das citações dele no livro Submissa. Apesar de não ser adventista e nem seguir a maioria dos preceitos que eles seguem, até que deu para aproveitar algumas coisas do livro para a vida familiar e vida espiritual. 

Só recomendo a leitura se você tiver paciência com a escrita meio antiga e souber dissernir que algumas coisas foram escritas no século passado então... vai de leve! 



2. Faça Acontecer

Gostei do título, do subtítulo e do tema e resolvi ler esse livro no período que ainda estava em dúvida se deveria aceitar a promoção de cargo ou não. O livro é quase uma "autoajuda" para executivas e mulheres que trabalham demais e se culpam por trabalhar, cuidar da casa, dos filhos, do marido e de si e não fazerem tudo plenamente. Com 11 capítulos, em 284 páginas, incluindo Notas, Agradecimentos e Índice Remissivo, é um livro fácil de ler e com boas dicas para as mulheres que ainda têm dúvida sobre o trabalho fora do lar. Só achei que ele é muito cheio de dados e estatísticas.

3. Cidade de Papel

Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma. Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte. Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.

Olha, acho que John Green não é meu autor favorito mesmo kkkk. Eu li esse livro em uma sentada, como dizem, e achei ele um pouco adolescente demais. Não consegui me identificar com os personagens, achei a história meio parada em boa parte do livro e esperava um desfecho mais prevísivel do que o que foi escrito.

4. Persuasão

Jane Austen é sempre um clássico! Ganhei o livro do garoto no Natal e há muito tempo não lia um livro com escrita mais clássica, português mais rebuscado. O livro é a história de Anne Elliot e Frederick Wentworth. Anne, filha de um baronete fútil em situações financeiras complicadas, e Frederick, um jovem sem muito a oferecer além de sua paixão por Anne. Conhecendo Jane Austen e romances, o pouco que disse já diz muito e até podemos imaginar o decorrer da história.

Persuasão é o último livro da escritora, tendo sido lançado após sua morte por intermédio do irmão. O livro fica bem mais interessante se você tiver assistido a biografia de Jane Austen, o filme Amor e Inocência que nos ajuda a entender porque ela sempre teve o tom romântico, porém sarcástico sobre a vida e os relacionamentos.

9. Garota perfeita

Aos oito anos de idade, Jennifer Strickland entrou para o mundo da moda, iniciando uma jornada que a levaria às passarelas de Milão. Por fora, ela parecia ter tudo - desfiles nas passarelas para Giorgio Armani, comerciais para empresas desde a Oil of Olay até a Mercedes Benz, o centro das atenções e todo o glamour proveniente da indústria da moda. Porém, ela rapidamente descobre que este mundo não é todo feito de glitter e ouro... Garota Perfeita é a marcante história da jornada de Jennifer da moda à fé. 

Há muito tempo eu paquero esse livro na livraria e só tive condições de comprar no meu último aniversário. Com certeza, essa leitura valeu a pena! Afinal, quem nunca se sentiu pressionada a ser perfeita? Os capítulos seguem sempre a linha de contar um episódio da vida dela, comparar com conselhos práticos e depois comparar com orientações espirituais para nossa vida. Para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho dela hoje o site é esse aqui. A leitura vale muito a pena para nos ajudar a valorizar quem realmente somos, apesar da indústria da beleza que existe hoje.

10. Mil cairão ao teu lado


Procurei intercalar um livro cristão com o livro secular, mas acabei lendo esse na sequência do Garota Perfeita porque era emprestado e tinha prazo para devolver. 

Acho que a melhor resenha do livro é esse vídeo aqui







11. Divergente

Divergente era um dos grandes lançamentos do ano. 
A saga (que contempla mais dois livros) se passa em uma Chicago do futuro onde para alcançar a paz, todas as pessoas foram classificadas em facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição. Beatrice foi criada na Abnegação e está perto de poder passar pelo teste e escolha de sua facção. Aos chegar aos 16 anos todos os jovens se submetem a um teste que irá averiguar para qual facção o indivíduo está mais preparado. Porém, mesmo assim, ele pode escolher ir para qualquer outra facção. Mas a escolha não faz os jovens serem automaticamente aprovados. Eles também precisam passar por uma iniciação, diferente para cada facção. Se não conseguir ser iniciado, ele vira um sem-facção. Que pode ser a pior coisa para qualquer pessoa.

Comecei a ler o livro porque vi o trailer e me interessei pela história. Que legal! O máximo! Perfeito! O começo pode ser meio cansativo por causa da parte do treinamento da Beatrice, mas ao longo da história, a trama vai esquentando, esquentando, esquentando e não tem como não se envolver. E o melhor é que ele deixa um gostinho de quero-mais para você seguir para o volume 2 rapidinho.

12. Madame Charme

Madame Charme – Dicas de Estilo, Beleza e Comportamento que Aprendi em Paris, da californiana Jennifer L. Scott, é o típico livro para garotas. Fui atrás dele depois que fiquei sabendo sobre o capítulo do "guarda-roupas de 10 peças" e fiquei muito curiosa para saber como uma francesa pode viver chique com apenas dez peças.... não vou contar como, tem que ler pra saber! kkkk. A autora conta, através da própria experiência que ela teve fazendo um intercâmbio na França, lições para se viver melhor e cuidar melhor de si mesma, com base no que ela observou dos franceses. Algumas dicas eu não gostei muito porque eu acho que te engessam um pouco ao longo do dia - temos que lembrar que somos brasileiras e bem mais espontâneas que as francesas. Mas outras dicas foram dicas de ouro para mim, principalmente o capítulo sobre ser mais misteriosa.


13. Minha doce Paris

O livro trata das memórias de Amy, uma publicitária americana que morou dois anos em Paris. Se você estiver planejando uma viagem para Paris ou Nova York, leia o livro para ter o roteiro completo da gastronomia das duas cidades. Sim, porque ela está em Paris mas está sempre comparando os doces e comidas com os pontos de Nova York, sua cidade natal. O livro dá fome de tanto que ela fala de doces, chocolates, cupcakes e afins.

Só não gostei da falta de tradução dos termos em francês citados no livro. Ela usa várias expressões em francês en em todas são explicáveis pelo contexto, deveria ter uma notinha de rodapé explicando, ou um glossário no fim do livro. Ainda mais porque isso foi feito para explicar alguns pratos que são citados no livro ou ingredientes que não temos no Brasil. 

Ufa, consegui!!!