Mostrando postagens com marcador eu. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador eu. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de março de 2015

Happy Birthday to me... ???

Oi, tudo bem?

No último dia 28, foi meu aniversário. E, graças a correria e ao meu atual humor que não anda lá aquelas coisas, nem tive vontade de postar nada.

Não tive grandes comemorações, e já esperava por isso. Acho que, conforme passam os anos, o pique para toda aquela farra de festas e presentes e cumprimentos vai diminuindo até acabar. Lógico que devo ser grata a Deus por mais um ano de vida, com a minha família, com saúde, paz, trabalho, amor, amigos, liberdade... enfim, tenho muitos motivos para agradecer.

Os presentes acabaram vindo antes da data: mammy já tinha me dado um livro, a sequência do OS CÃES NUNCA DEIXAM DE AMAR. O livro chama ELES SEMPRES ESTARÃO AO SEU LADO e conta a história de Teresa Rhyne e Seamus, seu beagle, que já sobreviveram ao câncer uma vez, mas Seamus acaba desenvolvendo outro câncer e Teresa embarca em uma intensa jornada de mudanças e experimenta um estilo de vida mais saudável para sua família. E tenta encontrar a si mesma em algum ponto entre 'hippie que usa saia de cânhamo' ou 'hipócrita salto-alto de couro'. Quando ela se depara com outros dois cachorros que precisam de ajuda – incluindo um que foi resgatado de testes com animais – virar as costas parece impossível depois de toda a crueldade que ela descobre. Ainda não comecei a ler: a pilha ao lado da minha cama vai crescendo mais do que meu tempo e força de vontade para ler antes de dormir. Mas assim que ele sair da lista de pendências, prometo fazer uma resenha aqui.

Também ganhei mais um livro de mammy depois do aniverário, 365 ORAÇÕES PARA DORMIR MELHOR. Depois de um longo dia de trabalho, de tarefas e de vários afazeres que tomam nosso tempo, nos estressam e ocupam nossa mente e motivação, todos nós precisamos de um tempo para relaxar e revigorar o coração. Para muitos de nós, o período que acontece o sono é esse momento. O livro apresenta orações pessoais, uma para cada dia do ano, para que você possa falar com quem realmente pode ouvi-lo e resolver seus anseios, sejam eles de ordem pessoal, familiar, espiritual ou profissional. De maneira rápida, objetiva e transformadora, essas orações farão você descansar tranquilamente, ao colocar nas mãos de Deus aquilo que inquieta sua mente e seu coração. A princípio, eu não tinha gostado muito da ideia do livro porque acho que nossas conversas com Deus devem ser espontâneas e não escritas ou decoradas como rezas repetitivas, uma vez que ele é nosso Pai e está sempre pronto a nos ouvir - não sempre a nos atender, ok, mas Ele sabe de todas as coisas. Mas, depois de folhear algumas páginas, achei interessante o conceito do livro e acabei o vendo mais como um devocional para leitura do que orações para serem repetidas da boca pra fora.

O garoto me deu o celular que eu já tinha falado aqui e tem sido meu novo brinquedinho - acho que estou viciada, socorro! - e também deu uma cesta de chocolates com um cachorrinho lindo que dança... o vídeo do totó dançante está aí embaixo. Além disso, fomos jantar em uma cantina italiana bem chique e romântica, mas o jantar acabou não sendo tão agradável quanto eu imaginava porque só falamos sobre os problemas da construção e dos preparativos do casamento.

video

Bem, é isso. Hum, deixa eu ver se estou esquecendo alguma coisa... do trabalho, apenas ganhei parabéns de algumas pessoas, assim como nas redes sociais não foram todos os amigos que lembraram. Acho que é só.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Tag - Uma carta para mim mesmo 10 anos atrás

Olá, tudo bem?

Então, eu vi esse link há um tempo atrás e achei a ideia bem interessante.

Uma carta para mim mesmo 10 anos atrás é uma tag divertida que traz post de várias pessoas importantes e bem sucedidas de hoje para que escrevam uma carta para eles no passado.  É uma forma de gerar reflexões importantes sobre a vida, inspirar pessoas e despertar aprendizados. O desafio é pensar na sua vida nos últimos 10 anos, nos caminhos escolhidos, no que mudaria, no que faria de novo e no que aprendeu pelo caminho.

Pensando nisso, voltei a ler meu antigo blog para ver como eu era antes e o que poderia ter feito de diferente ou melhor.

Infelizmente, minhas postagens mais antigas tem no máximo 9 anos (nossa, tudo isso já?!) 

Então, resolvi resgatar um post daquela época para verem o que acham... eu ri bastante!

Aqui vamos fazer diferente... leiam o post e me digam o que vocês diriam para essa garota maluca de 22 anos que ainda estava começando a viver a vida!


25.3.05

FELIZ PÁSCOA PRA TODO MUNDO! QUE O REAL SACRÍFICIO DE JESUS NA CRUZ NOS SIRVA COMO EXEMPLO PARA SERVÍ-LO COM ÚNICO SENHOR E SALVADOR!!!
** Eu sempre fui apaixonada por chocolate! E sempre deu um jeito de falar sobre Jesus aqui!

Bom, páscoa pra mim é sinônimo de chocolate e eu comi muitos deles hoje...

Pra fazer um resumo da semana, passei a semana até que bem. Tirando na Quarta feira, que eu tive um pouco de vertigem (acho que foi pq dormi pouco, comi mal e passei muito nervoso com meu pai...) e precisei faltar do trabalho pela manhã e ficar de cama. Mas tomei um remedinho da mamãe e à tarde, estava pronta para outra. Também não podia faltar à tarde também porque tinha um monte de coisa me esperando e meu chefe até ligou aqui em casa pra me pedir socorro...ele não queria me incomodar mas estava realmente precisando da minha ajuda...ai..ai...como é difícil ser importante!!
** Acreditem ou não, eu lembro desse dia. Levantei de manhã e cai de volta na cama igual jaca madura. Acho que tive um princípio de labirintite e fiquei de molho até o almoço.

Bom, pappy saiu de casa há dois dias e nem sei como ele está direito. Mammy o viu hoje pela manhã mas não me deu grandes detalhes...ele tá na casa da mãe dele e nem sei quando volta. Mas tá uma paz tão grande aqui em casa...
** Essa época foi meio complicada. Aliás, muito complicada. Acho que nunca entrei em detalhes desse período aqui e prefiro continuar sem eles, mas... pra resumir, passamos por um tsunami em casa. E estamos vivos e bem - e juntos - , com a graça de Deus.

Ontem, fizemos ovos de páscoa caseiro e eu comi mais chocolate do que fiz. Os bombons ficaram ótimos mas o ovo ficou com a camada fina demais...primeira vez, sabe como é?! 
** Também lembro desse dia... mammy e eu ficamos até de madrugada fazendo os ovos... que delícia de páscoa!

Como todo feriado, aluguei alguns filmes (em vhs...ah, ótima notícia: abriu uma locadora na minha cidade que tem todos os títulos de filme tanto em dvd como vhs; a única coisa que eles não tem em vhs são os seriados e musicais mas, quem liga?! Tô no céu!!!)... Bom, vamos a lista de filmes: Megiddo (sobre o fim dos tempos...legal!); Um príncipe em minha vida (muito dez, perfeito, a típica comédia romântica que eu adoro...); Abaixo ao amor (ainda não vi) e Seabiscuit (não vi tb).
** Alguém aí lembra de VHS? Jesuuuuuuuuuuuuussss, parece que se passaram séculos e nem passou uma década ainda! Eu demorei para juntar uma grana e comprar um aparelho de dvd... e, como sempre fui muito cinéfila, me virava como podia com os VHS pingados que ainda existiam no mercado.

Já conclui o primeiro capítulo da monografia e já estou escrevendo o segundo. Teve reunião na faculdade na terça com todo mundo que vai apresentar neste semestre (ou pelo menos, pretende) e eu encontrei toda a galera : foi muito dez...mas o mais dez foi ver que eu sou a mais adiantada da turma pq quase ninguém começou a escrever e eu estava enfartando à toa....
** Final da faculdade. Monografia. Lembro que quase achei que não ia conseguir... mas me formei!!! Na data certa e com louvor!!! Descia a pé pras reuniões no cybercafé da minha orientadora... apesar das dificuldades, me lembro com alegria desse tempo.


Bom, páro por aqui...Qualquer novis eu escrevo!!!Ah, esqueci de contar que meu novo amor me procurou todo preocupado pra saber o que aconteceu comigo nesta semana pq ele soube que eu estava doente...que fofo!!!Bjus...
**Será que eu lembro que era o cara? Puxa, acho que sim... ele já está casado com uma amiga minha. E, pelo que me lembre, nunca demonstrou interesse nenhum em mim a não ser na minha cabeça hehehe.

E aí, você tem textos antigos do seu blog? Que tal olhar para trás para matar a saudade?!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Ainda estou aqui...

Oi, tudo bem?

É, ainda estou aqui. Precisei me ausentar um pouquinho porque os dias foram meio tumultuados com o início do "tratamento" do garoto e a minha adequação ao novo ritmo da vida.

Não tem sido dias fáceis. Na maioria do tempo, eu sinceramente não sei o que quero da vida. Ele está em casa, de molho, pelos próximos 90 dias. Braço engessado até o ombro desde a semana passada, o início foi bem complicado porque ele reclamou de tudo: do banho, da comida, da troca de roupa, do calor, da coceira, do frio, da dor, do sono, da falta do sono, do tédio, dos filmes que tinha para ver, da internet... enfim, o mundo todo.

Daí, tem dias que ele está otimista: nos últimos tempos, ele tinha o trabalho oficial dele e uns serviços extras que ele fazia para juntar mais dinheiro para o Projeto Casa e a Operação Casamento. Como esse "pequeno" imprevisto, ele ficou preocupado se iria perde os "bicos", mas já arrumou um amigo - e esse é amigo com A maiúsculo - que tem ajudado a terminar os serviços pendentes: o garoto fala, ele faz e ganha parte da grana.

O problema maior com certeza tem sido comigo. Os primeiros dias foram difíceis para administrar porque voltei a ser a pilota principal e vou pra lá e pra cá com ele: buscar exame, pagar conta, levar no médico, trazer do médico, comprar remédios... enfim, quase tudo. Daí, tem momentos que ele reclama da mãe, do pai, da família, do mundo e eu tomo as dores. Depois, com calma, eu percebo que o drama não é tão grande assim e que eu estou errada em ficar do lado dele.

Tem coisas que eu queria que ele fizesse e ele não faz; tem coisas que ele faz e eu preferia que ele não fizesse. Resumindo, estou cada dia mais confusa. E tem sido assim: um dia bom, um dia mais-ou-menos.

No meio desse turbilhão de coisas, eu tenho tentado levar as outras partes da minha vida da forma mais normal possível: continuo na academia e tenho me policiado para conseguir ir o máximo de vezes possível na semana, mesmo com tantos novos compromissos no currículo. Tem as atividades de casa que eu não posso deixar de fazer para não prejudicar mammy e, aos poucos, estou conseguindo dar conta. Só acho que tenho me deixado de lado um pouco porque parei de ler e só consegui ver um filme novo até agora.

Pausa para parênteses.

Estou falando de Ela, do Spinke Jonze. Querem spoiler? De longe, o filme mais triste da minha vida. Eu adorei, eu juro. Mas ele é tão realista que chega a doer. 

Se você ler a sinopse do filme, pode até achar que ele está bem longe da nossa da nossa realidade. Mas não está: é só olhar do lado ou prestar atenção para si mesmo que você vai perceber que dedica muito mais do tempo ao virtual do que o real. Praticamente a mesma coisa que Theodore faz.

Mas não vou contar mais: para quem é fã de tecnologia e/ou um ótimo filme, #ficaadica para conferir. Vale o ingresso.

Fim do parênteses.

E hoje perdemos um membro da família. A pequena Maria, nossa calopsita que estava viúva do Kito há uns sete anos, partiu. Encontrei o corpinho dela na gaiola pela manhã. Confesso que chorei um pouquinho: ela era a única menina da casa, depois da Nina e eu me divertia com o jeitinho histérico dela toda vez que eu ia lavar a gaiola ou trocar a água. O enterro foi à tarde no vaso de jabuticaba de mammy. E não vamos repor ninguém lá, porque estamos tentando consertar os erros do passado: passarinho foi feito pra voar, e não pra ficar preso.

Vai com Deus, Maria!

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Hiatus, hiatus, hiatus

Oi, tudo bem?

É, andei mesmo pensando nisso aí esses dias. Desde o mês passado, não passo por aqui para escrever uma letra sequer e, pra ser sincera, nem tenho tido muita vontade de fazer isso. Será que está na hora de parar com o blog? Ooooooooooooooooooh....

Bom, por enquanto, eu vou tentando adiar essa ideia e tento voltar aqui pelo menos uma vez por mês para tirar as teias de aranha e dar um oi para os poucos amigos que ainda restam e passam por aqui.

Novidades? Muitas... Talvez a mais considerável coisa que tenha acontecido nos últimos dias foi que pappy voltou a trabalhar!!! Glória a Deus!!! Aleluia!!! Festa no céu!!! Os anjos digam Amém!!!

No último dia do seguro desemprego dele, aos quarenta-e-cinco-do-segundo-tempo, ele recebeu um telefonema de um processo de seleção que ele tinha participado no início do ano e foi chamado para trabalhar na mesma área que eu e mammy trabalhamos, no mesmo esquema de horário. Engraçado ver como Deus tem seu jeito próprio de unir a família na hora certa; e olha que já passamos por cada coisa que ninguém diria que um dia estaríamos assim... Deus nos ajude a seguir adiante!

Ah, teve também outro acidente de trabalho do garoto que deu mais trabalho que o primeiro. Ele teve que ficar de molho por alguns dias em casa e, dessa vez, rolou um estresse maior que da outra vez porque eu quis tentar ajudar e pagar uma consulta em um especialista particular mas ele não aceitou e preferiu o "bom e velho" atendimento SUS... Puxa, fiquei muito chateada e brava e quase pensei em terminar tudo... mas acho que gosto mesmo dessa pecinha rara pra valer porque acabei não tendo coragem de fazer isso e ainda estamos juntos, apesar dos altos e baixos.

Ah, o ex-ex desencalhou e começou a namorar... e encheu o seu perfil no face de declarações melosas e montagens no photoshop com a amada... Deus abencoe os dois e que ele não seja tão cachorro com ela como foi comigo.

Quanto a minha pessoa, bem... eu estou tentando me achar de novo. Tem dias que acordo com a sensação que deixei de ser eu desde que comecei a namorar: o excesso de trabalho e compromissos pessoais me fizeram se afastar daqui, dos meus livros e dos meu velhos hábitos e tem dias que acordo com saudades de mim mesma. Mas será que não é apenas uma nova fase que estou vivendo e que, por isso, preciso abrir mão de velhos hábitos?

Sei lá...estou filósofa demais por hoje...