Mostrando postagens com marcador amigos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador amigos. Mostrar todas as postagens

sábado, 5 de setembro de 2015

#umanovamulherem30dias - dia 1

Oi, tudo bem?

Começando a maratona #umanovamulherem30dias em 3, 2, 1...

A atividade do dia 1 é nos levar a refletir sobre quem somos: olhar no espelho da alma e tentar fazer uma reflexão sobre quem você é hoje, suas frustrações e o que precisa mudar com urgência. O momento de começar a se refazer é agora, quando podemos analisar nossos pontos fracos e focar no que pode ser feito.

Começo difícil, hein?! Praticamente, fazer uma sessão de análise por conta própria. Eu sou perfeccionista ao extremo, então dá para imaginar a lista gigantesca de coisas que quero mudar em mim e não consigo, né?!

1) Temperamento
Eu sou muito difícil. Difícil mesmo. E acho que, no fundo, sou assim porque a imagem de mulher dura na queda, daquelas turronas de livro de banca de jornal, acaba por ser mais valorizada por ai do que a imagem da mulher doce e delicada. A minha delicadeza beira à de uma elefanta dentro de uma loja de cristais... deu para imaginar?! E eu sei que no fundo, bem no fundo, eu posso ser mais calma no trânsito, na fila do caixa do supermercado - mesmo se a pessoa na minha frente for uma lesma em coma para passar a compra de 358 itens no caixa rápido para 10 volumes e nem dar bola que eu tenho hora para voltar no trabalho e ela não... - com pappy, com o garoto e suas 2687 exigências no #ProjetoCasa.

2) Sedentarismo
E não é só em atividade física...
Então...eu tenho mente de gorda. Eu sempre comi muito, muito mesmo e nunca engordei. Aliás, fazia dieta para engordar na adolescência, com vergonha dos meus 45kg comparados às 52kg bem distribuídos da minha melhor amiga de escola. Mas... os 25 anos chegaram... E, com eles, veio o anticoncepcional, o trabalho à noite e a comilança por ansiedade. E, ultimamente, me sinto culpada por comer, por engordar, por não saber como está meu triglicérides... mas não consigo me impor uma disciplina nem para caminhas 30 minutos por dia.

Na vida também...

Às vezes, me sinto tão acomodada com o trabalho, com a rotina, com o relacionamento com o garoto, com a família, com os amigos. Sinto falta de quando eu tinha uma gana de mais, querer sempre mais. Buscar crescer no trabalho, aprender novas coisas, conhecer novas pessoas.. Ultimamente, o sedentarismo também chegou nesse nível pessoal aí. E algo precisa ser feito urgente!

3) ...
Não sei como dar titulo para esse tópico, mas é que eu quero ser relevante. Não pro mundo, para as pessoas mas pra Deus. Eu quero fazer a diferença de alguma forma. Eu quero que as pessoas vejam Deus refletido em mim, nos meus atos. Eu quero ser aquela pessoa que sempre lembram quando precisam de um bom conselho, de uma palavra amiga, de uma oração. Eu quero ter o que apresentar para Deus quando eu chegar na frente DEle. Mas, até agora, não sei se tenho feito o suficiente... preciso fazer mais, muito mais.

Bem...eu acho que esses itens são os mais importantes no momento. Talvez apareçam outros ao longo da leitura... mas daí eu atualizo, ok?!

Bora para o dia 2?!

*A postagem também faz parte do Projeto Escrita Criativa

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

2014 lá vamos nós!

Oi, tudo bem?

Todo início do ano será que é assim? Eu acho que não me lembro de um início do ano mais otimista do que eu tive em 2014. 

Talvez tenha sido a oportunidade de passar a virada do ano na igreja, no meio de amigos tão queridos dos quais eu estava sentindo uma saudade imeeeeensa nos últimos meses. Voltar à casa do Pai tem um grande valor pra mim - pode ser que você aí não me entenda direito, mas tudo bem. 

Talvez tenha sido o pique na Internet com novos amigos chegando no Facebook, no blog por conta do grupo #aophotoaday.

É um bom sentir esse pique de coisa nova no ar. 

Voltei com a corda toda no trabalho ontem e consegui terminar os registros de 2013 dentro da meta esperada pela nossa sede...ufa... mais de 800 registros feitos em um dia... que recorde! Hoje, com os prazos em dia devidamente atingidos, foi o dia de colocar ordem na zona de papéis e documentos de 2013 que estavam pedindo "Arquivo! Arquivo! Quero ir para o arquivo!".

O garoto está indo bem...claro que já tivemos algumas "discussõezinhas" por causa de nossas diferenças, mas até isso está me parecendo com outro ar agora... Comecei a ler um livro muito legal que mostra o outro lado da questão da mulher ser mais amável, dócil... e hábil para conseguir o que quer sem precisar usar força: apenas seu encanto natural... Chique, né?!

Já tenho minha nova pilha de livros - cinco meus e um emprestado hehehe - que me inspiram toda a noite... #novasideias.

Sinceramente, não sei o que 2014 tem para mim ou pra minha família. Como todo nobre ser humano pensante, tenho minha listinha de metas para esse ano. Mas, sinceramente, se Deus der o sustento que deu no ano passado...JÁ TÁ BÃO PRA MAIS DE METRO,SÔ!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

#Alheio - Um livro novo

Oi, tudo bem?

Na rede, a gente faz muito amigos. Alguns só de rede; outros que vem parar na vida real e outros que são da vida real e ficam mais próximos na rede.

A Mirys é minha sister de coração - é irmã da minha melhor amiga depois da mammy - e tem um blog delicioso de ler, o Diário dos 3 Mosqueteiros.

Hoje, ela publicou o texto de um amigo dela... e eu fui "obrigada" a copiar por aqui porque a postagem é maravilhosa.

Divirtam-se, reflitam e tratem de ir preparando seu novo livro...


Quando 2012 começou, ele era todo seu.

Foi colocado em suas mãos...

Você podia fazer dele o que quisesse...

Era como um livro em branco, e nele você podia colocar um poema, um pesadelo, uma blasfêmia, uma oração. Podia...

Hoje não pode mais; já não é seu, é um livro em fase final...

É um livro já escrito... Praticamente concluído.

Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será lido, com todos os detalhes, e você não poderá corrigi-lo.

Estará fora de seu alcance.

Portanto, antes que 2012 termine, reflita, tome seu velho livro e o folheie com cuidado. 

Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência; faça o exercício de ler a você mesmo. Leia tudo...

Aprecie aquelas páginas de sua vida em que você usou seu melhor estilo.

Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito. Não, não tente arrancá-las. Seria inútil. Já estão escritas.

Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que lhe será entregue. 

Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar repetir as ruins.

Para escrever o seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo.

Se tiver vontade de beijar seu velho livro, beije-o. Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador. 

Não importa como esteja...

Ainda que tenha páginas ruins, entregue-o e diga apenas duas palavras: Obrigado e Perdão!!! 

2013 está chegando...

Ser-lhe-a entregue outro livro, novo, limpo, em branco, todo seu, no qual você irá escrever a História que desejar...