quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Olhando pra trás - retrô 2015

Oi, tudo bem?




Lógico que ela não podia faltar, né?! Mesmo em um ano tão tumultado, como poucos posts publicados mas cheios de informações, ela tinha que estar presente aqui para fechar o ano com chave de ouro. Senhoras e senhores, vem aí a retrospectiva 2015!

Começamos o ano com a tragédia do Charlie Hebdo e toda a polêmica sobre liberdade de expressão e respeito a religião do próximo. Aliás, esse ano foi um dos assuntos mais em pauta do momento. Para quem é cristão e acredita na Bíblia, sabemos que o final dos dias será difícil e de muita perseguição, não só física como já acontece na Coréia do Norte e países islâmicos e hindus, mas ideológica também como já vemos na Europa e na América. Nossos valores e conceitos são colocados em cheque todo o tempo - eu mesma passei por situações assim esse ano - e por isso devemos buscar cada dia mais a Deus para sabermos colocar nossa posição, sem abrir mão de nossos valores e sem perder o respeito ao próximo. Tarefa díficil, mas a gente consegue com a ajuda de Deus.

Muito livros... acho que nem dá para listar todas as resenhas aqui, mas fique à vontade para fuçar no meu cantinho aí do lado no Olhando pra trás. Nas contas finais, 20 exemplares lidos! Acho que posso destacar um, o melhor do ano inteiro: Amor de Redenção. Muitos filmes também, graças a Deus: menos do que eu queria, é claro, assim como os livros.

Perdi meu juízo...quer dizer, menos dois dentes do ciso e ainda ganhei um celular de presente do garoto pela recuperação.

Mas é claro que o tema que imperou aqui foi a #OperacaoCasamento e o #ProjetoCasa.

Durante a construção, perdi a conta de quantos posts eu fiz sobre a canseira e o mau humor e a irritação de todo o processo.

Também tivemos a escolha do vestido, das músicas, o início da contagem regressiva, eventos de noivas com mammy, a escolha da viagem da lua de mel, a saga do convite dos padrinhos, a preparação de toda a papelaria do casamento; a compra dos primeiros móveis.. Ainda estamos na entrega dos últimos convites e teremos algumas atualizações em janeiro... E que venha 20 de fevereiro!

Minha saúde esteve bastante balançada esse ano e o que mais me irritou foi aguentar conversas do tipo: "Você está passando por algum período de estresse?"; "Ah, no trabalho por causa da crise do país. Estou de casamento marcado..."; "Aaaaah, então é isso. Casamento marcado é sempre assim". Credo, parece que casamento é doença!!! O pior de todos foi o péssimo atendimento - aliás, nem teve atendimento - na Unimed em abril. Absurdo total!

Levei mammy para o cine 3D com o filme Terremoto e quase matei a coitada de tontura kkk. Também fui no cinema com ela para ver o melhor filme de 2015, Divertidamente.

Participei de novo da  #semanadeoracaodafabi.

Fiz a maratona do livro #umanovamulherem30 dias com início aqui e final aqui.

Não fui nenhuma vez no ano para minha terrinha querida, Sampa, mas encarei algumas aventuras com o garoto como as cachoeiras.

Acabamos ganhando um novo membro na família do garoto...

Muitas blogagens coletivas - dois Liebster Awards aqui e aqui - e desde já quero agradeço demais à todos os amigos que me taguearam para participar dessas brincadeiras gostosas! Dentre essas postagens, está o Projeto Escrita Criativa que consegui participar durante o ano!!!

Talvez essa seja uma das retrospectivas mais curtas que já fiz. Principalmente porque tive um ano muito tumultuado, com muita coisa acontecendo no trabalho, em casa e na vida pessoal e isso me tirou tempo e ânimo para blogar.

Quem sabe em 2016 eu consigo organizar melhor minha nova vida e dou um novo gás ao meu cantinho. Aos meus queridos 100 seguidores que seguem firmes e fortes - e aos especiais que não estão entre os seguidores oficiais mas que passam sempre por aqui para dar um oi - meu mais sincero OBRIGADA pela sua companhia, conselhos, broncas e palavras de carinho durante 2015. Que seu 2016 seja repleto das bençãos de Deus, da presença DEle em cada segundo da sua vida e que a gente se encontre por aí para conversar mais um pouco.

Feliz 2016 e não se esqueça da sábias palavras de Robertão... "Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi".




domingo, 27 de dezembro de 2015

Liebster Award - Parte II

Oi, tudo bem?



Pela segunda vez, fui tageada no Liebster Award.

Dessa vez, a Fernanda do Brisa da Tarde me tagueou e fiquei muito feliz - desculpa pela demora para responder :(

Vou deixar o link aqui da postagem anterior, respondendo as perguntas.

E fica livre para quem quiser participar e divulgar seu blog!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Projeto Escrita Criativa - [Dezembro] - Minhas tradições de ano novo...

Oi, tudo bem?

Esse é o último texto, desse ano, para o Projeto Escrita Criativa, é claro!  Esse mês o tema é “Minhas tradições de Ano Novo”. Para quem gosta de escrever e ainda não conhece o trabalho, e quer participar, visite a página no facebook Projeto Escrita Criativa. Boa leitura!

Tradições de Ano Novo?! Sim, claro que tenho. Quero deixar bem claro que não tem supertição nenhuma de Ano Novo, o que é bem diferente. Nada de vestir branco - ou qualquer outra cor que não vai influenciar em nada os dias do ano que vem - nada de pular ondinha, comer romã, nem nada.

Até porque as experiências do passado distante não foram boas: antes vestia branco e tentei descer de um lugar alto com pé direito e acabei começando o ano com uma torção... Nada legal!

Me irrita profundamente essa correria do final do ano, já até falei disso aqui. Aquela sensação de que tudo precisa ser feito antes do dia 31 ou não teremos outra chance na vida. Mas confesso que acabo entrando na mesma vibe que o resto da população. Aliás, escrevo esse post com uma lista ao lado das coisas que tenho que fazer ainda em 2015: é, acho que já risquei vários itens, graças a Deus.

Por ser cristã, gosto de passar a virada do ano na igreja para entrar a nova data orando e louvando a Deus, que é a única pessoa que pode fazer a diferença nos meus dias. Nem sempre é possível ir na igreja por causa da Nina que tem muito medo dos fogos e acabamos ficando com dó de deixá-la sozinha em casa. Daí, como não passo o ano longe de mammy, a gente fica em casa e assisti o culto pela internet mesmo.

A retrospectiva do final do ano não pode faltar... vou publicá-la na quinta sem falta! Isso me ajuda a rever as coisas que eu fiz e até a dar mais valor ao ano que passou.

Basicamente, acho que é isso. Não sou uma pessoa de muitos costumes e prefiro optar pela neutralidade. Mas é praticamente impossível passar essa época sem algum costumezinho, né?!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Projeto Escrita Criativa - {Novembro} - Minha vida seria um filme de...

Oi, tudo bem?

A publicação de hoje é para o Projeto Escrita Criativa, grupo com objetivo de unir pessoas que gostam de escrever. O tema é “Minha vida seria um filme de…”. Todos que participam são livres para escrever sobre o assunto da maneira que achar melhor e mais fácil (prosa ou poesia; crônica, conto, reportagem, receita; escrever uma ficção ou se basear em fatos reais). O importante aqui é praticar! 

Minha vida seria um filme de.... aaah, acho que depende do dia, né?! Na maioria dos dias, acho que poderia ser uma comédia romântica, daquelas com cenas melancólicas. 

Por muito tempo, meu filme favorito foi Mensagem para Você (ainda é... principalmente no Natal). Sonhava em conhecer alguém como Joe Fox e trocar mensagens enormes por email... O garoto nem gosta de escrever kkkk doce ironia do destino.

Depois, me lembro de me apaixonar pelo filme Garota da Vitrine. Tive minha fase de achar super legal se envolver com caras mais velhos e o filme conta bem isso, sobre a diferença de um amor jovem e de um amor mais maduro.

Ainda tem O Amor não tira férias, Como Perder um Homem em Dez Dias... e ontem eu ainda vi um dos meus filmes favoritos, Amor sem Escalas. Aproveitam a oportunidade, assistam porque é um filme que toca a gente de uma forma bem diferente.

Mas também temos os dias de comédia pastelão, os dias de filmes de ação, os dias de suspense - geralmente, quando alguém vem me contar alguma história de assombração - e até os dias de terror.

Por ora, acho que o filme que melhor se encaixa para mim é Up - Altas Aventuras (o filme favorito meu e do garoto) e O Pai da Noiva kkkkk... por que será, né?!

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Nada como um dia depois do outro

Oi, tudo bem?

Estou com aquela sensação de que preciso registrar todos os dias agora aqui para poder ler no ano que vem e pensar "Nossa, olha como eu estava ano passado e como estou agora?!". Você também se pega pensando assim? Acho que final de ano traz mais ainda esse sentimento de ficar "profetizando" sobre como será o próximo ano, o que estaremos fazendo no final do ano que vem: estaremos melhor, pior, igual?! Só Deus sabe, mas oro para que estejamos iguais ou melhores.

O dia ontem foi punk, trash igual quase o ano todo mas terminou muito bem, graças a Deus. O tal presente de natal de mammy da black friday chegou e, graças a Deus, veio certinho e sem nenhuma avaria. Só não consegui entender agora porque o sistema do Submarino.com estava registrando que a entrega já tinha sido feita no dia 16, sendo que eles ainda estavam com o produto! Vai entender...

Fiquei muito feliz também com os comentários que recebi no post de ontem. Foi mais que maravilhoso perceber que não estou sozinha aqui, como pensei. Muito obrigada mesmo por dedicarem um pouquinho do seu tempo aqui! Deus abençoe!

O final de ano no trabalho também é muito corrido, muito mesmo porque preciso fechar todos os contratos do ano, finalizar no sistema, passar para os coordenadores darem o seu aval final e temos prazo para isso. Ontem, consegui fechar mais do que minha meta diária - tenho uma quantidade para fechar até o final do ano e fiz uma média de quantos contratos tenho que fechar por dia para eu saber que vai dar tempo - e por isso saí contente. 

À noite, acabei indo com o garoto em uma pizzaria para conversarmos sobre a comemoração dos padrinhos. Acontece que, como não vamos fazer festa, gostaríamos de fazer alguma coisa só com os padrinhos tipo um almoço ou um jantar. Tínhamos pensado em fazer um rodízio de pizza, mas o restaurante escolhido não faz rodízio aos finais de semana. Mas a proprietária foi muito gentil e nos propôs um jantar ou servir alguns pré-determinados tipos de pizza com preço fechado antes. Gostei da ideia. Mesmo assim, ainda vamos pesquisar em outros lugares para termos como comparar preços.

Hoje, já comecei o dia no pique. Seis e meia da manhã em pé e ativa, até porque não dá para ficar dormindo até tarde com esse calor todo, certo?! Dei aquele tapa na casa, o trabalho rendeu bem graças a Deus e ainda deu tempo de ir no mercado e comprar o presente de natal de mammy.

Minha chefe veio fazer a avaliação final comigo e até que fui bem, apesar da minha nota ter sido menor que o ano passado. Só não vou esquentar a cabeça porque o questionário da avalição mudou, ficou mais consiso (será que é assim que se escreve?!) e eu continuei na mesma categoria que o ano passado. Isso deve ser bom.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Termina logo, 2015!

Oi, tudo bem?

Será que esse ano não vai terminar nunca? Pelo amor de Deus, o ano foi muito punk, trash mesmo. Eu que não aguento mais e não vejo a hora que o calendário vire para, quem sabe, as coisas começarem a melhorar.

Você também tem essa sensação no final do ano? Parece que a gente tem que terminar tudo o que não fez no ano todo nos 45 do 2º tempo da prorrogação de dezembro, senão não vai dar pra fazer no ano que vem... por que o mundo vai acabar? Por que não vou sobreviver à virada do ano?

Vai entender...

Hoje eu vi que perdi 2 seguidores do blog... momento tristeza... custa tanto conseguir mais um por aqui e de repente dois vão embora assim, do nada? Às vezes, acho que estou falando com o eco, com o vazio do universo. Será que meus posts são relevantes para alguém?

Ai, mais esse post está ficando muito melodramático, não?! Será que é porque eu ando assim ultimamente? Ontem, teve cantata de natal na igreja. Tudo tão vazio, tão sem sentido. Tive a sensação de que as pessoas estavam ali vendo um show, vendo uma performance. Ninguém estava lá para adorar a Deus. Ou pelo menos não parecia estar. O garoto nem quis ir junto porque ele não gosta de coral. 

E eu, que já não estava muito bem de saúde, fui para prestigiar a madrinha mas me arrependi. Devia ter ido na outra igreja e ouvido um belo sermão, com louvores sinceros. 

E o clima em casa não estava lá aquelas coisas porque não consigo manter um dialógo aceitável com pappy. Nossas ideias são muito diferentes... Mas hoje, comigo passando mal, ele voltou a se comportar como pai mesmo e se preocupou comigo. Amém!

O garoto...bem, o garoto... A #OperacaoCasamento está aí, daqui a dois meses eu subo ao altar, e ainda tenho dúvidas se estou fazendo a coisa certa. E sei que ele também está assim. Será que tem alguém aí me lendo que já passou por isso? E suas dúvidas estavam certas ou erradas?

Graças a Deus, acabei de receber uma ótima notícia: o presente da black friday de mammy acabou de chegar! Glória a Deus por isso porque hoje estava aparecendo no site do Submarino.com que o produto tinha sido entregue em outro endereço. Ainda bem que resolveram o problema! Glória a Deus! Aleluia!


sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

E um novo membro aparece...

Oi, tudo bem?

Na última sexta, meu sogro estava com cólica de rim e foi tomar injeção na farmácia. No caminho - como ele estava a pé - passou um leva de cachorros grandes atrás de um pequenininho que atravessou a avenida movimentada e quase foi atropelado. E, por isso, meu sogro levou ele pra casa.




O pequeno Totó ganhou o amor da família do meu noivo e ele se encantou todo pelo cachorrinho. No sábado, corremos em várias lojas para ver se conseguimos achar o dono, colocamos no Facebook, no rádio, na tv e até agora nada.

Apareceu uma pessoa interessada em adotar o pequeno. Mas, assim que falamos que ele não é castrado e está com bastante dificuldade pra comer (ele só come na mão e comida mesmo...não parece gostar de ração), ela pulou pra trás.

Eu, sinceramente, sou muito apaixonada pelos bichinhos de quatro patas, mas não queria começar minha vida de casada com um cachorrinho já crescidinho, de raça, que faz xixi para todo lado e só come se for na mão.

A Costelinha - nome escolhido para nossa primeira herdeira - sempre foi uma vira lata, daquelas de porte médio, que tivesse uma história de superação para eu levar pra casa. 

Por enquanto, ele está ficando na casa da minha sogra... O garoto não quer arrumar uma família pra ele e disse que os pais dele talvez fiquem com o pequeno. Eu não sei o que fazer.

Ah, o nome dele? Chico.





terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Pára!!!!

Oi, tudo bem?

Pára, pára tudo!!! Gente, por que o tempo está passando tão rápido?! Meu Deus do céu, já estamos em dezembro, Natal está aí e daqui dois meses e pouquinho é meu casamento!!! Socooooooorrro!!!

Estou me sentindo tão atrapalhada, com esse tempo doido que corre demais e não me deixa espaço nem pra respirar. É sério: tem horas que eu fico vendo o blog, os comentários e vejo que estou deixando de passar por aqui para contar coisas super incríveis que estão acontecendo por causa da droga da falta de tempo! Eu não consigo me administrar e administrar tudo que está acontecendo em volta de mim. Dá para me entender?

Por exemplo, o #ProjetoCasa já está praticamente concluído. Nosso cafofo ficou lindo, pequeno e aconchegante como eu nem esperava que fosse ficar. E no feriado de 20 de novembro nós fizemos mais uma faxina com água e muito sabão para tirar toda a poeira que fica da construção. Mas, no último final de semana, eu fiz a minha primeira faxina sozinha!!!

É que o garoto quis colocar uma porta que está faltando e já arrumaram nosso portão com motor e tudo! Daí, eu fui lá para tirar a sujeira que os instaladores deixaram;  cheguei lá no meio do maior pé d´água, aquelas chuvas de verão que dão no meio da tarde e tive que estrear o portão, né?! Truuuuummmmmmm... entrei com o Toddynho lá - ele já tinha estreado a garagem antes mesmo de cobrir porque a gente quis medir se os dois carros iam caber lá - e desci com o aspirador. Lá fui eu passar aspirador na casa toda, organizar o armário da cozinha com as coisas que eu tinha comprado (alguns itens do chá de cozinha que eu não quis fazer e estou comprando tudo por conta com a ajuda de mammy). Nossa, fiquei orgulhosa de mim mesma!

Outra coisa que acho que não contei aqui: estou fazendo a unha no salão, gente! Virei gente chique! Eu nunca fui dessas de frequentar salão, aliás detesto e já estou me preparando psicologicamente para a tarde do casamento. Mas precisava fazer a unha com uma profissional porque teremos fotos da mão no álbum,certo?! E eu até faço a unha em casa, mas não fica aquelas coisas super profissionais. Então, primeiro arrisquei com a manicure de uma amiga que vem na casa da gente mas não gostei porque ela não foi nada pontual e já arrancou um bife do meu mindinho logo de cara. 

No último sábado, depois da faxina no cafofo, eu fui em uma amiga que é manicure em um salão super chique da cidade e amei ela! Ela foi super caprichosa, não me machucou, tem um preço aceitável e ainda ficamos colocando o papo em dia. Fora que ela tem todos os apetrechos esterilizados lá e eu nem precisei levar nada, a não ser os meus queridos esmaltes da Avon porque sou totalmente alérgica à qualquer outra marca - se eu arriscar usar, minha cara empipoca na hora.

Puxa, com certeza eu sei que estou esquecendo de contar mais alguma coisa... Ah, o garoto ganhou uma estrelinha comigo esse fim de semana.

O sinal do Telecine está aberto para assinantes Sky por causa da estreia do filme Cinquenta Tons de Cinza. Eu não aguentei ler o livro depois da parte do contrato - sem spoilers, ok - e não tinha visto o filme ainda. Resolvi ver com o garoto. Confesso que o filme é podre, sem pé nem cabeça e sem nexo nenhum - desculpem as apaixonadas pelo Sr. Grey.

Mas o que eu fiquei mais contente foi que o garoto não aguentou assistir. Achei que ele iria quer ver tudo, toda a sacanagem, mas ele assistiu um pouco e depois olhou pra mim e disse "É sério que você quer ver isso?!". Por fim, terminamos a noite assistindo um documentário sobre a Mamba Negra no NatGeo. Ponto para ele!

Prometo que eu vou passando por aqui, sempre que possível para contar o que me vier a cabeça. 

Aliás, minha cabeça está a mil por hora... mas deixa isso pro próximo post.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Abandono

Oi, tudo bem?

Hoje o post é de desabafo. Não tenho passado aqui porque não tenho vontade de escrever, apesar de estar acontecendo muita coisa na minha vida.

A reta final da #operacaoCasamento está a pleno vapor, afinal faltam só dois meses e meio. O #ProjetoCasa está terminando, com a parte externa que o sogro está fazendo. A parte interna também já está garantida, graças aos padrinhos abençoados que Deus me mandou: a maioria dos itens mais caros já foram dados de presente.

Não vou fazer chá de panela nem chá de lingerie nem chá-de-nada: mammy me deu o enxoval da casa e os itens de cozinha e eu vou comprar meu próprio enxoval de "esposa" hehehe.

Os preparativos estão em ordem, as contas da cerimônia terminam esse mês e assim vamos indo...

Mas não estou bem.

Não durmo bem há semanas, tenho pesadelos de todos os tipos o tempo todo, ando extremamente ansiosa e elétrica, agitada com a cabeça a mil por hora. E não é só por causa do casamento: o trabalho está a pleno vapor, agora que estamos trabalhando com duas a menos no setor e isso também está me consumindo bastante. Ando muito cansada e não consigo fazer meus exercícios, cuidar direito da minha alimentação e comecei a perder peso mas engordei tudo de novo.

E, pra ajudar, está chegando a época que eu mais detesto no ano: Natal.

O fim de uma era

Oi , tudo bem? Não, esse post não é sobre o fim do blog. Apesar de não atualizar mais com tanta frequência, continuo voltando aqui vez ...