Pular para o conteúdo principal

E um novo membro aparece...

Oi, tudo bem?

Na última sexta, meu sogro estava com cólica de rim e foi tomar injeção na farmácia. No caminho - como ele estava a pé - passou um leva de cachorros grandes atrás de um pequenininho que atravessou a avenida movimentada e quase foi atropelado. E, por isso, meu sogro levou ele pra casa.




O pequeno Totó ganhou o amor da família do meu noivo e ele se encantou todo pelo cachorrinho. No sábado, corremos em várias lojas para ver se conseguimos achar o dono, colocamos no Facebook, no rádio, na tv e até agora nada.

Apareceu uma pessoa interessada em adotar o pequeno. Mas, assim que falamos que ele não é castrado e está com bastante dificuldade pra comer (ele só come na mão e comida mesmo...não parece gostar de ração), ela pulou pra trás.

Eu, sinceramente, sou muito apaixonada pelos bichinhos de quatro patas, mas não queria começar minha vida de casada com um cachorrinho já crescidinho, de raça, que faz xixi para todo lado e só come se for na mão.

A Costelinha - nome escolhido para nossa primeira herdeira - sempre foi uma vira lata, daquelas de porte médio, que tivesse uma história de superação para eu levar pra casa. 

Por enquanto, ele está ficando na casa da minha sogra... O garoto não quer arrumar uma família pra ele e disse que os pais dele talvez fiquem com o pequeno. Eu não sei o que fazer.

Ah, o nome dele? Chico.





Comentários

Fernanda disse…
Olá!

Ficou lindo o seu post! Parabéns!!

Indiquei o seu blog para responder a uma TAG no meu blog. O link é http://www.brisadatarde.com/tag-liebster-award-discover-new-blogs/.

Beijinhos

Postagens mais visitadas deste blog

Retrô 2016 - O ano!

Oi, tudo bem?
Último dia do ano, não podia faltar né?! Retrô 2016!!! "O" ano! O ano que virei gente grande, casei, virei "mãe" e nem atualizei tanto o blog porque a vida foi bem movimentada.
Mas ainda temos alguns registros aqui e lá vamos nós para relembrar:
1) Comecei o ano na igreja, com um baita crise de choro por saber que era minha última virada solteira. Tivemos a saga da #operacaocasamento com todos os preparativos descritos a cada cinco dias. E claro, com direito à um spin-off  sobre o presente misterioso.
2) Se 2016 foi "O" ano, Fevereiro foi "O" mês: mês do casamento, da lua de mel, do início da vida de casada.
3) Eu já estava com "tlinta e tlês" anos e já era uma senhora casada, sofrendo para aprender administrar tanta novidade junto. 
4) Abril foi o mês dos "primeiros": primeira tentativa de adotar uma "filha", primeiro acidente doméstico, primeira intoxicação sem ajuda de mammy. Ufa, eu sobrevivi!
5) Maio foi…

Firme e forte e outras estórias

Oi, tudo bem?
Gostou do título do post? Firme e forte. Tudo bem que quase ninguém deu a mínima para o meu post anterior (só teve um comentário), mas eu continuo na vibe de melhorar a minha saúde. #chateada
Hoje, particularmente, estou mais disposta e isso graças à Neguinha. Ela deu de querer brincar de jogar a bolinha toda vez que eu apareço na porta da cozinha. Só que agora não é só jogar a bolinha: é correr pelo quintal atrás dela para pegar a bolinha para jogar de novo. Gastei hoje uns 10 minutos assim e já fiquei com a língua de fora, igual a ela rsrsrs.
A minha meta de caminhada+dieta foi interrompida semana passada: comecei a semana super bem, comendo certinho e fazendo exercícios todos os dias. Mas, na quarta passada, o garoto bateu o carro! :(
Ele estava descendo uma avenida e o carro da frente freou bruscamente para um outro carro, que fez a conversão sem ligar a seta, passar. Conclusão: o garoto bateu atrás do carro que freou! O carro que virou sem seta foi embora como se não ti…

Thanksgiving

Oi, tudo bem?
"Rendei graças ao Senhor porque Ele é bom, porque a Sua misericórdia dura para sempre" Salmo 118:1
Hoje é Dia de Ações de Graça. Infelizmente, não temos o hábito de celebrar a data aqui no Brasil - apesar de termos copiado a Black Friday.
Mas eu tenho o costume de celebrar a data por ser uma tradição dos cristãos protestantes desde muito tempo atrás.
Antigamente, era o dia em que os colonos agradeciam a Deus pelo ano de colheita e compartilhavam com os mais pobres o que tinha restado da safra.
Hoje, aqui no Brasil, o dia serve mais como um memorial para olharmos pra trás e agradecermos a Deus por tudo. O simples fato de poder agradecer já é um grande milagre; afinal, se você está vivo para agradecer, está bem melhor que muita gente que não chegou até a data de hoje para ser grato. #filosofando.
Eu tenho muito a agradecer este ano.
1) Por ter corrido tudo bem com os preparativos do casamento e por todos os livramentos e providências divinas para resolver tudo que aconte…