Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo velório

L-U-T-O

Oi, tudo bem?
Passando apenas para registrar luto. 
A minha última avó viva faleceu hoje.
Há um mês, ela já vinha sofrendo com as sequelas de um avc e já estava com 85 anos.
Não tenho muito o que falar porque nunca fomos próximas. Mammy foi criada com a minha bisavó, a espanhola Ana da qual herdei o nome e o gênio, segundo mammy. Só faltaram os olhos azuis.
Mammy me surpreendeu chorando bastante no velório; logo ela, que é tão díficil chorar. Mas a perda da mãe deve ser muito dolorida, mesmo quando não tivemos o contato da convivência diária.
Obrigada pelas orações de todos.

Tudo confuso

Oi, tudo bem?
Espero que para vocês realmente esteja tudo bem. Por aqui, tudo está confuso. Ontem, um amigo meu faleceu de uma morte meio estúpida, sem sentido. Ele se afogou num rio, quando participava de um churrasco com amigos. As versões do fato variam bastante: que ele foi nadar sozinho, que o bote em que ele estava virou, que ele caiu do bote, que a correnteza estava muito forte. Na verdade, em uma situação como essa, pouco importa a real versão dos fatos.
Afinal, o que falar para uma mãe aflita que perdeu seu filho caçula de uma forma tão inesperada? O que falar para uma irmã mais velha, super carinhosa que perdeu o irmãozinho? O que falar para um pai, em estado de choque, parado ao lado do caixão do filho? Nessas horas, somente o conforto de Deus pode fazer alguma coisa realmente significativa.
Isso me levou a lembrar do velório de outro amigo que aconteceu alguns anos atrás, mais ou menos na mesma época, e que também foi levado de uma forma repentina e estranha. Mas, afinal, a m…