Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo fabiana bertotti

Semana de Oração - #semanadeoracaodafabi

Oi, tudo bem?
Para quem conhece o meu perfil no Facebook, sabe que sou muito fã da Fabiana Bertotti e acompanho todas as suas publicações.
Fabiana Bertotti é jornalista e escritora e autora do livro Submissa? Todos têm um dono (tem post dele aqui). Pós-graduada em Comunicação Audio-Visual pela PUC-PR, se dedica a reportagens e documentários pelo mundo e é adventista do sétimo dia. Atualmente, mora em Londres com o marido, o pastor e palestrante Rodrigo Bertotti.
Nessa semana, ela propôs algo diferente nos seus vlogs: uma semana de oração. Com o intuito de conciliar uma das coisas que ela mais gosta -  falar de Deus por aí - ela usou seu canal no Youtube para publicar meditações diárias, de no máximo 15 minutos - para falar de Deus logo no início do dia.
Afinal, como ela mesma disse, a maioria de nós pega o celular, tablet e computador antes de sair da cama e nesta de consultar as redes sociais antes de tudo, acaba atrasando o culto, isto se não o exclui de vez do cronograma diário…. Trist…

Submissa?

Oi, tudo bem?
Acabei de terminar (hum, soou estranho kkk) meu primeiro livro do ano. O título, bem polêmico para os dias de hoje, é "Submissa? Todos tem um dono". A autora, Fabiana Bertotti, é esposa, cristã adventista, jornalista e tem um ótimo senso de humor (confiram o canal dela no Youtube aqui).
Há muito tempo eu acompanho a carreira dela e estou ensaiando a compra on-line do livro há alguns meses. Primeiro, eu ia me dar. Depois, o garoto ia me dar. Depois, minha mãe ia me dar. E, por fim, eu acabei me dando de presente de Natal - um dos cincos livros que ganhei no Natal hehehe.
Quase que ele não chega há tempo - outro ponto positivo da autora porque ela é super acessível no seu perfil do Facebook e respondeu minha mensagem sobre o atraso de entrega no mesmo dia e, três dias depois, o bonitinho exemplar chegava na minha casa por sedex.
O livro é bem direto e reto, do jeito que eu gosto e muito bem-humorado, como a própria Fabiana. Não espere um livro de auto-ajuda, daqueles…