Pular para o conteúdo principal

A terra da saúde, beleza e do vulcão

Oi, tudo bem?

No último domingo, eu e o garoto encaramos outra excursão. Desta vez, fomos para Poços de Caldas em Minas Gerais. Logo eu que não dava nada para a viagem, confesso que voltei de lá nas nuvens.

A viagem de ida foi bem...hã...congelante. Estava muito frio e o ar condicionado do busão estava pra lá de forte. De acordo com comentários do garoto, eu estava com nariz vermelho de tanto frio rsrsrs.

Tivemos uma guia muito especial e querida, a Eliete, que nos acompanhou durante todo o dia, passando pelos pontos turísticos das cidade. 

Começamos pela feira de artesanato de uma das praças centrais da cidade ontem tem uma fonte das águas termais, a Fonte dos Macacos. A cidade, que ficou famosa pelas águas termais sulforosas, contém com fontes ricas em enxofre, que tem, no entanto, indicações e contra-indicações. É indicada para quem sofre, por exemplo, de reumatismo crônico (artrite, artrose, fibroses), fora das crises agudas. Idem para tratamentos de nevralgias (ciática inclusa), doenças crônicas de pele, doenças alérgicas e doenças de nutrição (diabetes, gota etc.), para quem teve intoxicações medicamentosas (sulfas, penicilina) e para bronquites crônicas. Mas é contra-indicada para quem tem doenças agudas febris, infecções e inflamações e, também, para crises agudas de doenças do fígado, intestino, rins, bexiga e próstata. Portadores de aneurismas, pessoas que têm pressão arterial muito alta ou muito baixa e mulheres grávidas em qualquer mês de gestação também devem tomar cuidado. A água brota à uma temperatura superior à 30° e tem um cheirinho meio desagradável, de ovo choco, por causa do enxofre.


Eu e o garoto experimentamos a água. Eu passei na mão porque estava com um dedo machucado da manicure e eu passou no braço que estava doendo. Dá um alívio na hora quase instântaneo e é bem interessante. Mas não dá para colocar na garrafinha e trazer para casa porque ela perde os benefícios quando esfria.

Na feirinha do Artesanato, fiz algumas comprinhas para mammy, pappy e até para Nina - mas o vestido dela não serviu...acho que fiz bullying com a gordinha da casa rsrs. 

Depois, seguimos para o recanto Japonês que é uma réplica de um jardim nipônico, com construções e vegetações típicas. Localizado numa vertente da Serra de São Domingos, é rodeado de mata nativa. O lugar é uma viagem à cultura oriental. No local o visitante encontra um caramanchão, cópia existente nos jardins do palácio imperial japonês Katsura-Rikyu, em Kyoto, casa de chá, quiosque, lago artificial com carpas coloridas. Fonte dos Três Desejos: Amor, Saúde e Inteligência, trilhas para caminhadas ecológicas. Fora que o macaquinhos que habitam o lugar são uma atração à parte de tão simpáticos!

Teve visita à uma pequena fábrica artesanal de queijos e vinhos - e nessa aí, mandei o garoto na frente para ele ir experimentando as coisas que ia trazer para casa porque mammy e pappy adoram isso mas eu não sou muito fã.

Depois do almoço, conhecemos a cachoeira Véu das Noivas que é formada por três quedas d´água que chegam a dez metros de altura. A cascata forma bonitas corredeiras emolduradas por pinheiros e flores e tem um trenzinho faz passeios nos arredores, mas não deu tempo da gente conhecer. 


Tem também outra feirinha lá, muito legal (aliás, o que mais tem lá é feira de artesanato rsrsrs) e tem um tiozinho tirando fotos caricatas muito legais, daquelas que você encaixa a cabeça na placa que tem o desenho, sabe?! Por R$ 2,00 apenas!

Lá vem outra cachoeira...a fonte dos Amores. Uma pena estar quase seca por causa da estiagem desse ano. Diz a lenda, que um jovem Padre apaixonou-se perdidamente por uma encantadora jovem e, como o pai dela, um fazendeiro da região, tudo fazia para impedir o namoro, decidiram fugir e se refugiaram no bosque junto à fonte. 


O pai da jovem empreendeu todos os esforços para encontrá-los, mas foi tudo em vão. Algum tempo depois um caçador perdido, acabou por encontrar o corpo do casal. Morreram nus e abraçados um ao outro, de fome e frio. Penalizado o pai mandou erguer a estatua e colocou junto a fonte para recordar a filha que morreu de amor.
Inaugurada em 1929 o local atrai pelo clima romântico criado pela escultura em mármore de um jovem casal abraçados, esculpida pelo artista italiano Giulio Starace. 

No final da tarde, o passeio ficava livre. Fomos andar de bondinho para conhecer o Cristo - aventura à parte porque eu quase morri do coração e paguei muito mico com aquela altura e todo aquele sacode-pra-lá-e-pra-cá mas valeu a pena, conhecemos o relógio das flores e depois visitamos a Feira dos livros.


** Durante o passeio, a guia falou sobre a feira dos livros e sobre o museu e eu fiquei prestando atenção. Minha cara me entregou tanto que ela perguntou no meio do busão "trabalha com educação?". Eu fiz que sim com a cabeça e ela logo emendou "seu olho brilha quando falo dos livros" #minhaculpa


Sei que o dia valeu muito a pena e faltaram muitos lugares para ir. Por isso, o garoto está animado para passarmos a lua-de-mel lá. O que acham? 

Comentários

Lulu on the Sky disse…
Que passeio gostoso, fui quando era criança para Poços de Caldas.
Já respondeu nossa pesquisa no blog ?
Big Beijos
J.F. disse…
Oi, Nana. Vou quase todos os anos a Poços, por ocasião da exposição anual de orquídeas. É uma cidade muito bonita e tem passeios muito bons.
Obrigado por visitar meu blogue. Vou por um link lá para tomar conhecimento de quando você posta.
Abração.
Karina disse…
Oi Nana!

Obrigada pelo carinho! Estou orando muito e correndo atrás, porque eu quero e vou me reerguer! O primeiro passo eu já dei que é aceitar o fato que não estou bem e colocar na cabeça que tenho que melhorar. Estou me reorganizando novamente.

Nossa que passeio delícia! Tem sempre excursão daqui que vai para lá, mas geralmente ficam 3 dias lá. Dai eu nunca consigo sair da firma.

Fiquei com mais vontade de ir conhecer lá!

Beijos
Adoramos o blog
Nana, tão bom passear, em boa companhia então...fica melhor ainda.
Já fui a São Lourenço e Caxambu (ou Cachambu? não lembro como escreve) e é nesse estilo de parque das águas, teleférico...adoro!!! mas nunca fui a Poços de Caldas. tempão q não vou a MG.

qto ao papel de Curitiba, não tenho ele, só peguei na net mesmo, procurando dicas de viagem e tal. A cidade é limpa, linda, mas tdo longeeee...ainda bem q tem o ônibus turístico pra salvar. Vale a visita!

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ
Luma Rosa disse…
Oi, Nana!
Não sei qual o caminho fez para chegar em Poços, mas deve ter passado por minha cidade natal. Minha mãe adorava passear na cidade, onde comprávamos roupas de lã e cristais (lá tem fabrica e custa 1/3 do preço) e depois almoçávamos em um restaurante perto da praça que faz uma truta maravilhosa!
Se for passar a lua de mel em Poços, reserve um dindim para os cristais. Vale a pena!
Tenho muito boas recordações da cidade!
Beijus,
Gabrielly Rosa disse…
Que passei delicia hein?
Comprou presente pra todo mundo,rs

Beijos, G.R ♥
http://gabriellyrosa.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Fim

Oi, tudo bem?
Em 13 de janeiro de 2005, comecei um humilde blog (ainda no dominio zip.net da UOL) que viria durar mais de dez anos e contar com quase cem mil visualizações. Não sei se são números expressivos para alguns, mas para mim, são demais!!!!
Fiz muitos amigos (virtuais e reais) e pessoas especiais entraram na minha vida por causa desse blog. Conselhos, piadas, dicas... compartilhamos muitas coisas desde 2005.
Nestes mais de dez anos, muita coisa aconteceu. Eu mudei muito, mais muito mesmo, daquela garota de 2005: altos e baixos. Perdi, ganhei. Vivi pequenas e grandes vitórias. Sofri pequenos e grandes tombos. Realizei sonhos – alguns que eu nem imaginava realizar. Cresci em todos os setores: pessoalmente, profissionalmente e fisicamente (mais pros lados do que pra cima hehehe). E compartilhei tudo que foi possível pelos blogs, pela escrita. 
Mas, de uns tempos pra cá, as redes sociais como um todo tem me chateado muito e, particularmente por alguns episódios que tive que presencia…

Resenha - Melhor do que comprar sapatos

Oi, tudo bem?
Segundo livro do ano.. em março #vergonha.
Arrisquei no título Melhor do que comprar sapatos, da Cristiane Cardoso, publicado pela Editora Unipro.
Não sei se você já ouviu falar dela: filha do bispo Edir Macedo (já torceu o nariz?), casada com o Renato Cardoso, é apresentadora do Escola do Amor na Rede Record (torceu o nariz de novo?).
O livro, segundo o site da Livraria Cultura, não é simplesmente uma coletânea de artigos sobre a essência da mulher. O objetivo de sua autora, Cristiane Cardoso, é ir além e promover a transformação real do leitor, de dentro para fora. Sabendo que mudanças não acontecem da noite para o dia com a simples leitura de um livro, Cristiane aborda temas de importância para toda mulher. E todos esses temas apontam para o fato de que é preciso enxergar a vida mudando a nossa perspectiva. A partir dessa atitude, a autora defende que é possível ser uma mulher melhor em todos os sentidos. Como lidar com seus problemas? Quando um relacionamento funciona? C…