Mostrando postagens com marcador treinamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador treinamento. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Olha o fogo!

Oi, tudo bem?

Em 2008, eu tive que participar de um treinamento de brigada de incêndio no meu trabalho. Desde então, nunca mais fizemos nada a respeito disso por vários motivos: o prédio nosso não tem alvará, não temos muitos equipamentos de segurança, graças a Deus nunca aconteceu nada de grave. 

Mas esse ano, acho que por causa da tragédia da Kiss, nossa sede resolveu voltar com os programas de treinamento e estão mandando técnicos de segurança em cada unidade para ver como tudo está funcionando.

Na nossa unidade, nada estava funcionando. Então, no meio do monte de coisa que já temos para fazer, vamos revitalizar a brigada, treinar novos brigadistas e começar os treinamentos com clientes e funcionários para estarem preparados para o caso de uma tragédia.

Ontem, fizemos nosso primeiro exercício de abandono de prédio. E lá estava eu, como brigadista, fazendo a retirada do pessoal, a varredura do prédio e conferindo os pontos. Bom, se fosse caso real mesmo, a gente tinha morrido: não temos sirene de incêndio e o sinal que foi instalado (tipo de escola) não dá para ouvir no andar de baixo: só fiquei sabendo que era hora de sair quando vi o pessoal se amontoando do lado de fora do prédio. A varredura dos ambientes foi um pouco demorada - cerca de 1 minuto e meio que é um tempo grande em hora de incêndio. Tivemos 2 clientes que deram um pouco de "trabalho" e que não queriam sair, disseram que isso tudo era besteira e ainda seguiram para o lado errado sem a nossa autorização.

Mas o exercício até que foi legal e aprendemos bastante coisa - o que mais me preocupou é o fato dos brigadistas serem responsáveis civis e criminais no caso de incêndio, se for provado que nada foi feito para salvar as vítimas.

Agora, vamos montar nosso plano de ação para 2014, treinar novos brigadistas porque temos um horário de funcionamento da empresa com um fluxo muito grande de clientes e apenas 2 brigadistas em trabalho - e um deles sou eu hehehe - e orar sempre para que nada de ruim aconteça.

Para quem quiser conhecer mais sobre o tema, clique aqui.

O fim de uma era

Oi , tudo bem? Não, esse post não é sobre o fim do blog. Apesar de não atualizar mais com tanta frequência, continuo voltando aqui vez ...