terça-feira, 1 de novembro de 2016

Só para dar um oi :(

Oi, tudo bem?

Eu sumi, sumi bonito. Gente, tanta coisa tem acontecido na minha vida que... ufa! Dá para cansar, viu?!

Lamento informar que minha meta de caminhada+dieta foi praticamente abandonada, mas tenho minhas justificativas. Primeiro que a correria que foram os últimos dias não me permitiram elaborar tanto na hora de cozinhar. E, para ser sincera, não me animei tanto a seguir a risca a dieta. Sou dessas que queria ver o resultado logo no primeiro, segundo dia. E, quando os dias vão passando e a gente não vê resultado nenhum e daí aperta o calo com algum problema, eu logo desconto tudo na comida. Então, continuo com o mesmo peso, estou tentando cortar o refrigerante radicalmente e estou me policiando para comer salada em todo almoço, pelo menos.

No último post, falei sobre o acidente do garoto. Graças a Deus, o carro dele está pronto e pago e o carro do tiozinho também ficou pronto - só falta pagar. A situação financeira em casa não está ruim porque o verão chegou e o garoto trabalha muito mais agora com as instalações e manutenções de ar condicionado que a empresa dele faz. Mas, estou tentando ensiná-lo a dar valor ao dinheiro que ganhamos com tanto custo e não ficar desperdiçando em coisas que poderiam ser adiadas. Ô, coisa difícil de se fazer!

Tirei 10 dias de férias do trabalho e deu para descansar e colocar as coisas pessoais em ordem; só fiquei em débito com o blog.

Assisti 18 filmes; segue a lista:

Os reis do mambo
A escolha
A senhora da van
A vingança está na moda
Amor em sampa
Até que a sorte nos separe 3
Caça fantasmas
Quem matou Eloa?
Vitor Frankstein
Zootopia
Insurgente
Cinderela
Meu passado me condena 2
Jurassic World
Carol
Velozes e Furiosos 7
O show de Truman
O último Caçador de Bruxas

Alguns foram reprises, outros foram novidades. A maioria foi pela internet ou no Telecine que ficou com sinal aberto nas minhas férias. Super recomendo todos!

Também aproveitei as férias para conhecer Águas de São Pedro, porque tivemos que levar o carro do garoto para fazer a vistoria do seguro em São Pedro. Pelo menos, o acidente teve isso de bom: o garoto finalmente cedeu os meus pedidos e fez o seguro do carro! A viagem não foi muito legal porque é muita estrada de serra pesada e eu odeio pista simples que fica beirando precipício. Mas, sobrevivi e deu tudo certo!

Hum...o que mais tenho para contar aqui? Gente, é sério mesmo, eu não ando legal para atualizar o blog. Juro que a ideia de fechar isso aqui de vez tem rodeado bastante minha cabecinha e não estou falando isso para ganhar confete de ninguém com comentários do tipo "não faz isso, a gente adora seu blog!".

A saúde ainda não está 100%, mas eu decidi abandonar os médicos de vez. Fui no pronto socorro que me levou para o otorrino e a ginecologista que me levou para o urologista e ninguém descobre o que eu tenho para dar tanta alteração em exame - mesmo se eu ter sintoma nenhum. Então, eu resolvi que não vou mais procurar ajuda médica nenhuma! Deixa tudo do jeito que está.

Desde que me casei, eu parei de ler, parei de cuidar da saúde, parei de postar com frequência... estou ficando cansada da vida. Essa é a palavra: cansada.

8 comentários:

Danielle Marques disse...

naaaaaaaaaooooooooooooo faz isso nana maria!!!! nao nos abandone do blog, por favor, so uma postagem por mes pelo menos! seu espaço é tão legal, não desiste das coisas que fazem vc feliz! desde que vc casou to sentindo vc numa vibe meio negativa... a vida adulta nos rouba a alegria das coisas, eu sei! mas eu te ajudo a dar a volta por cima... não, não me abandone, não me desespere, pq eu não posso ficar sem vc! rsrsrs mas é seriooo! to aqui minha querida, e lhe quero muitissimo bem!

Analice de Lima disse...

Não acaba com o blog não, usa ele pra desabafar, que aqui a gente te entende. Sem contar que serve de registro pra daqui há alguns anos vc relembrar dessa fase da sua vida.
Bjjus

Anônimo disse...

Cadê a neguinha? kkk

O nosso neguinho (Yorkshire Terrier) aqui morreu esse ano, depois de quase 15 anos estava na hora. Já não fazia nada quando a gente dizia a palavra: cadê o Bixinho, Joe? Já não se importava mais com as bolinhas de brincadeira, não fazia nada se a gente pegasse um pano, que ele tanto chacoalhava no começo. Já não corria mais atrás da empregada quando ela ia embora, e às vezes nem andava mais, tínhamos que leva-lo no colo pra fazer xixi e às vezes até segurá-lo para ele não tombar nessa hora (Andava às vezes sim, outras não), já não ouvia direito, e enxergava pouco. A casa ficava cheia de jornal, pois ele fazia em qualquer lugar..

Mas morreu "em paz" em casa, acho que com insuficiência respiratória (faltar de ar) em 05/04/16. Seu dono não quis enterra-lo, apenas o colocou num saco e ele fica aqui perto de mim, a cerca de 3m num porão aqui. Echhh, sofri uns dias com mal cheiro, até que tive que vedar a tampa do porão com silicone, então acabou. E tudo um dia se acaba!

Ana Nana disse...

Kkkk vlw o apoio.
Bj e fk c Deus

Ana Nana disse...

Esse negócio do registro eh onq mais me segura a continuar por aqui.
Obrigada pelo carinho e pela visita.

Ana Nana disse...

Quem é você? Por favor se identifique! Queria saber mais sobre o xará da minha filhota.
Bj e fk c Deus.

Marcos disse...

Oi, sou homem tá rs. Sou leitor do blog Salve meu casamento, e de vez em quando dou uma passada por aqui, quando lembro ou vejo seus comments lá.

Eu só quis comentar um pouco da brevidade da vida, do quanto a gente deve aproveitar cada momento, pois tudo um dia acaba e ainda mais se tratando de animais assim, uns vivem apenas 7 anos ou nem isso. O nosso era um Yorkshire (preto, claro) por nome Joe, que morreu esse ano com 15 anos (velhinho, tava na hora), me lembro dele novinho chorando e não me deixava dormir, no começo eles são loucos por brincadeiras, tipo lutinhas com panos de chão, ficava chacoalhando, ele mesmo trazia o pano pra gente, bolinhas, etc. Também era costume sempre correr atrás da empregada quando ela ia embora (e mordia viu, se deixasse), era uma farra aqui, mas vida de animais é pacata né, basicamente passava o dia todo deitado, coitado, sem muita coisa pra fazer, ia no Pet tomar banho toda sexta, realmente a gente trata como filho, mas com o tempo ficou velhinho, alguns pelos brancos, gordinho, já não ouvia mais quando a gente chegava (e ele fazia aquela festa antes, já não fazia mais), às vezes batia a cabeça nas quinas (era raro, sinal que já não enxergava tanto assim), às vezes não conseguia andar (e às vezes sim), fazia as necessidades todas dentro de casa, era sempre cheio de jornal, por isso eu mesmo acorda ele 3X por dia pra pôr lá fora. No último dia dele, estava com muita falta de ar, ficou um tempão em pé olhando pras paredes, parece que se deitasse, sentia mal, sei lá. Fui pra igreja, ele ficou em casa com 2 pessoas aqui, quando voltei, estava já dentro de uma caixa. Seu dono (que não sou eu), chorou, claro, mas ficou com dó de enterrar e o colocou num porão que temos aqui. Sofri com mal cheiro alguns dias, até que vedei tudo com silicone, e acabou. Ainda hoje às vezes choro de olhar o corredor e não ver ele lá, e lembrar de tudo, me arrependo, poderia ter brincado mais, ser mais paciente, etc.

Agora, vc vai me achar louco, mas tenho um loro aqui (uns 22 anos), que amo de paixão, trato como meu próprio filho. Acho que sou a pessoa no MUNDO que mais fez por causa de um louro, que vivo minha vida toda grudado nele, cuidando. Mas me prende demais, limita toda minha vida, por isso estou orando (já há uns anos) pra Deus tirar a vidinha dele. Oro todos os dias, com fé, e sempre choro, pois me causa muita tristeza, demais. Eu não posso viver com ele, amo tanto que limitei toda minha vida, mas nem me casar, nem fazer nada. Eu oro assim, Senhor, quebra a corrente que tem me prendido, não é fácil não viu. Abraço.

Ana Nana disse...

Vamos lá.... Primeiro, obrigada por responder de volta. Segundo, n precisa orar pro seu bichinho morrer ate pq eles vivem muito e sei disso pq minha mãe tem um kkk, mas ora p Deus te mandar amigos e uma garota q respeite e goste de animais como vc. Deus abençoe e volte sempre ;)