quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Projeto Escrita Criativa: O que acontece com os personagens quando os livros fecham

Oi, tudo bem?

Que tema interessante!!!! Eu adorei quando eu vi. Quando eu era criança, eu achava que os personagens dos livros, assim como os meus brinquedos ganhavam vida depois da meia noite e andavam pela minha casa. Essa ideia veio da minha super criativa mamãe que me falava isso para eu ir dormir cedo e não acordar no meio da noite kkkk. Ela dizia que se minhas bonecas ou se um personagem do livro me visse, eles podiam morrer de susto e eu não ia querer isso, né?! Cada coisa que criança acredita kkkk

Eu gostaria que os personagens realmente tivesse vida, que eles existissem além da gente. Não seria nada mal se Coração de Tinta fosse de verdade, né?! Eu tenho alguns personagens queridos com os quais eu adoraria ter uma longa conversa; alguns, com certeza, me dariam ótimos conselhos.

Eles também poderia ficar lá, nas páginas dos livros, ansiosos esperando pelo momento de serem lidos, de receberem atenção. A vida deles não faria sentido enquanto não tivessem os olhos e a atenção de algum leitor, de alguém ávido para saber mais sobre a vida deles.

Mas, o que será que aconteceria com eles depois que a história termina? Já dizem que ninguém sabia o que aconteceu com os casais dos contos de fada depois do "felizes para sempre". Foram felizes mesmo? E na primeira TPM? E na primeira conta de luz atrasada? kkk vai saber né?!

Mas, seria muito legal se eles realmente pudesse interagir com a gente. Se bem, que daí eu não leria mais livros de terror hehehe.

4 comentários:

Scant Tales disse...

Interessante.

Ana Nana disse...

Eh mesmo kkkk
Obrigada pela visita.

A Bela, não a Fera disse...

Minha irmã vivia falando que todos meus ursinhos tinham vida. E eu acreditei até uns 14 anos. Criança de interior HAHAHA
Ficaria bem legal se vc deixasse o comentário no blog, não que abrisse uma caixa pra comentar.
Boas festas!
A Bela, não a Fera blog | A Bela, não a Fera Youtube | Converse comigo no Twitter!

Ana Nana disse...

Desculpa, mas não entendi sua sugestão do comentário. De qualquer forma, obrigada pela visita!