Pular para o conteúdo principal

GG: Um ano para recordar

Oi, tudo bem?


Nossa, este post está super atrasado. A nova "temporada" de Gilmore Girls: um ano para recordar estreou no Netflix em 25/11 às 6h e só agora consegui sentar para contar o que achei.

Já tinha comentado aqui que Gilmore Girls era a única série em comum que eu conseguia assistir com o garoto no Netflix. Motivo simples: conheci o seriado como Tal mãe, tal filha no SBT e me acostumei com a versão dublada. Dai, consegui levá-lo para o maravilhoso mundo de Stars Hollow por longas sete temporadas que assistíamos na hora do almoço ou aos sábados à noite, em maratonas regadas de pizza e coca cola. Ele, sempre fã do Luke e do time do Dean; eu sempre fã da Rory e super Jess Team.

Esperei com bastante ansiedade o tal revival prometido pelo Netflix e, lógico, que maratonamos os quatro episódios no final de semana de estréia.

Posso ser sincera? Terminei o quarto episódio com uma sensação meio agridoce.

* Contém spoilers*

A começar pelo formato: achei os episódios de 90 minutos com informação demais para processar. Alguns personagens importantes da história - como o pai da Rory, por exemplo - só tiveram uma cena, UMA CENA, durante todo o revival.


A cidade de Stars Hollow continua mítica como sempre, com seus personagens únicos que parecem que pararam no tempo. Se Stars Hollow continua basicamente a mesma, as Gilmores Girls de fato (Rory, Lorelai e Emily) estão em momentos difíceis de suas vidas. Lorelai ainda vive com Luke, mas está começando a se sentir estranhamente acomodada; Rory, apesar do sucesso na carreira, subitamente se encontra sem emprego e sem um teto para morar, o que a deixa perplexa; por fim, Emily está de luto pela morte de Richard, trocando suas roupas elegantes por jeans e camiseta e parecendo mais deprimida e ácida do que nunca.

Emily foi uma das minhas decepções no seriado: apesar de algumas cenas memoráveis como a que ela aparece de camiseta e calça jeans - #choquetotal - achei que deixaram a personagem muito descolada, como seu o centro da vida dela fosse o Richard. Se bem que deve ser mesmo muito estranho ficar viúva depois de tantos anos de um casamento sólido e duradouro. É, acho que ela não me parece agora tão decepcionante assim.

Rory, por sua vez, está totalmente perdida e sem rumo, sendo a outra do Logan e sem emprego fixo, sem casa, sem carro, "sem calcinha" (adorei essa frase). A famosa última frase do seriado não foi tão surpresa para mim: quando comecei a ver o último episódio, já imaginava que dar nisso mesmo. Mas me decepcionou um pouco porque parece que tudo o Lorelai passou para educar aquela garota direito foi direto pro lixo porque ela repete os mesmos erros que a mãe, mesmo tendo muito mais chances e oportunidades de fazer diferente.

Só que, mesmo com todas essas impressões meio negativas, o seriado não deixa de ter o seu charme. Gilmore Girls é um conto sobre família, em muitos sentidos, e a estreia no Dia de Ação de Graças, feriado mais “familiar” dos EUA, não é por acaso. E toda família tem os seus momentos agridoces, assim como nossa vida certo?!





Comentários

Lis Silva Souza disse…
Nana, eu me decepcionei tbm!
Olha que eu era bem fã quando criança, mas ver Rory repetindo os passos da Lorelai foi bem ruim!
Ana Nana disse…
Ainda bem que não fui a única.
Obrigada pela visita!
Lenise Battisti disse…
Também sou fã de Gilmore Girls e acho que a gente tem que levar algumas coisas em consideração. Esse é um Revival, e os atores, em grande parte, tinham outros compromissos de trabalho, por exemplo, a Sookie, quase não fez parte do Revival devido a sua agenda de trabalho. Em relação ao Christopher, acho que a cena dele foi muito importante, até para refletirmos a respeito do futuro da Rory. Acredito que as perguntas que ela fez ao pai possuem grande significado, ao final do seriado, entendi que as perguntas dela se referiam ao pai do seu próprio filho, provavelmente o Logan. Discordo de você quanto a parte da Emily ter sido uma decepção, porque a gente tem que pensar que ela exerceu a função de esposa durante muitos anos, todos os eventos que ela participava, tudo que ela fazia envolvia o casamento; então acho que o Revival mostrou uma transformação na Emily, por agora ela estar sozinha e vivendo uma nova fase de sua vida. Não vi como algo negativo o fato da Rory estar repetindo o mesmo ciclo da sua mãe, acho até que isso é algo natural (na minha profissão como psicóloga vejo frequentemente filhos seguindo os mesmos passos dos seus pais), e mesmo que ela passe por situações parecidas com a mãe, talvez a forma como ela vai lidar com isso será diferente, até porque Lorelai não teve o apoio dos pais quando ficou grávida de Rory, e isso, com certeza, não acontecerá com Rory. Sempre fui #TeamLogan, mas com o Revival, eu vi a possibilidade da Rory ter um futuro com o Jess, novamente, como uma repetição de ciclos entre Lorelai e Rory. Lorelai e Christopher se amavam muito, mas não deram certo, o mesmo acontecendo com Rory e Logan; Luke sempre foi um bom amigo e ele e Lorelai acabaram ficando juntos, Jess também é um bom amigo, e pode, talvez, ser o futuro de Rory. Escrevi demais, mas é porque eu realmente amo esse seriado <3

http://lenabattisti.blogspot.com.br/
Ana Nana disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Nana disse…
Lena, tenho que bater palmas pro seu comentário. Vc me fez ver outros pontos do revival q eu não tinha avaliado! Muito obrigada e pode comentar sempre, não interessa o tamanho kkk.
Anabela Jardim disse…
Tiro o chapéu para quem consegue assistir e ainda comentar seriados de TV. Eu no máximo assisto um filme vez ou outra por curiosidade ou acidente de percurso. Não tenho nada contra, só não consigo ficar parada diante da TV.

Muito prazer. Sou Anabela do blog http://anabelajardim.blogspot.com.br
Eu já vi diversas divulgações desta série mas não me interessou muito, não fazia muito meu estilo.
Uma pena os personagens não terem atendido a sua expectativa kk

https://pollyannamonyque.blogspot.com/
Se puder da uma passadinha no meu blog ♥
Beijinhos

Paula disse…
Olha, não li pq ainda nao assisti a serie toda e to esperando terminar para poder assistir essa nova temporada!!! mais to mega animada. conheci a serie pelo netflix e tenho amado. outro dia li um artigo sobre como essa serie é um exemplo bem feito de feminismo e apaixonei mais ainda.
xx
Ana Nana disse…
Seja bem vinda Anabela! Confesso q já fui mais fã de cinema e seriados, mas tem alguns que ainda conseguem me prender. Obrigada pela visita.
Ana Nana disse…
Faz parte da vida kkkk Obrigada pela visita.
Ana Nana disse…
Super girlpower mesmo! Vale a pena ver. E depois conta o q vc achou tb. Obrigada pela visita.
Jeniffer Alves disse…
Eu amei o Revival, e concordo muito com as palavras da Lenise. Sobre a Rory seguir os passos da Lorelay eu achei muito normal. O que eu achava estranho na série era a Lorelay fazer o papel da NOIVA EM FUGA. Por sua vez a Rory sendo toda certinha. Quando o Logan pede a Rory em casamento na temporada original e ela sai correndo, podemos podemos perceber as mesmas insegurança da Lorelay refletida na Rory, e com as últimas palavras que ela fala no revival, acredito que foi mais um ciclo que se inicia.

Adoro sempre passar por aqui. Beijos grande Nana.

www.estavalendoedai.blogspot.com.br
Ana Nana disse…
Eh muito legal ver tantas opiniões diversas sobre o seriado e sobre o revival! Obrigada pelo carinho e pela visita!
Clayci disse…
Infelizmente não consegui me prender nessa série =/
Lulu on the sky disse…
Infelizmente perdeu um pouco a essência da série esses quatros episódios.
Big Beijos
Participe da Pesquisa de Público no blog
Canal Lulu on the sky
Ana Nana disse…
Também senti isso. Obrigada pela visita!
Ceci disse…
Olá!
Não conhecia essa série, mas me parece bem legal.
http://focus-strength-and-faith.blogspot.com.br/
Ana Nana disse…
Acontece. Agora também estou procurando uma série para chamar de minha hehehe. Aceito sugestões. Obrigada pela visita
Ana Nana disse…
Vale a pena conferir. Obrigada pela visita!
Hellz. disse…
OI NANA

eu sou daquelas diferentonas que não assistiu gilmore girls nas antigas. Hoje vejo todo mundo ficando em polvorosa por causa da netflix e eu fico realmente boiando nesse lance._. HAHAHAH
penso em dar uma chance, sabe? acabo ficando curiosa pra caramba.
E o SBT tem esse poder de nos fazer acostumar com séries dubladas. Hoje só consigo ver two and a half men dublado ou nada feito (e eu detesto dublados HAHAHA).

beijo
beinghellz.com
Ana Nana disse…
Que bom q não sou a única q sofro com esse mal de SBT kkkk obrigada pela visita!
Ana Nana disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Nana disse…
Este comentário foi removido pelo autor.

Postagens mais visitadas deste blog

Retrô 2016 - O ano!

Oi, tudo bem?
Último dia do ano, não podia faltar né?! Retrô 2016!!! "O" ano! O ano que virei gente grande, casei, virei "mãe" e nem atualizei tanto o blog porque a vida foi bem movimentada.
Mas ainda temos alguns registros aqui e lá vamos nós para relembrar:
1) Comecei o ano na igreja, com um baita crise de choro por saber que era minha última virada solteira. Tivemos a saga da #operacaocasamento com todos os preparativos descritos a cada cinco dias. E claro, com direito à um spin-off  sobre o presente misterioso.
2) Se 2016 foi "O" ano, Fevereiro foi "O" mês: mês do casamento, da lua de mel, do início da vida de casada.
3) Eu já estava com "tlinta e tlês" anos e já era uma senhora casada, sofrendo para aprender administrar tanta novidade junto. 
4) Abril foi o mês dos "primeiros": primeira tentativa de adotar uma "filha", primeiro acidente doméstico, primeira intoxicação sem ajuda de mammy. Ufa, eu sobrevivi!
5) Maio foi…

Firme e forte e outras estórias

Oi, tudo bem?
Gostou do título do post? Firme e forte. Tudo bem que quase ninguém deu a mínima para o meu post anterior (só teve um comentário), mas eu continuo na vibe de melhorar a minha saúde. #chateada
Hoje, particularmente, estou mais disposta e isso graças à Neguinha. Ela deu de querer brincar de jogar a bolinha toda vez que eu apareço na porta da cozinha. Só que agora não é só jogar a bolinha: é correr pelo quintal atrás dela para pegar a bolinha para jogar de novo. Gastei hoje uns 10 minutos assim e já fiquei com a língua de fora, igual a ela rsrsrs.
A minha meta de caminhada+dieta foi interrompida semana passada: comecei a semana super bem, comendo certinho e fazendo exercícios todos os dias. Mas, na quarta passada, o garoto bateu o carro! :(
Ele estava descendo uma avenida e o carro da frente freou bruscamente para um outro carro, que fez a conversão sem ligar a seta, passar. Conclusão: o garoto bateu atrás do carro que freou! O carro que virou sem seta foi embora como se não ti…

Thanksgiving

Oi, tudo bem?
"Rendei graças ao Senhor porque Ele é bom, porque a Sua misericórdia dura para sempre" Salmo 118:1
Hoje é Dia de Ações de Graça. Infelizmente, não temos o hábito de celebrar a data aqui no Brasil - apesar de termos copiado a Black Friday.
Mas eu tenho o costume de celebrar a data por ser uma tradição dos cristãos protestantes desde muito tempo atrás.
Antigamente, era o dia em que os colonos agradeciam a Deus pelo ano de colheita e compartilhavam com os mais pobres o que tinha restado da safra.
Hoje, aqui no Brasil, o dia serve mais como um memorial para olharmos pra trás e agradecermos a Deus por tudo. O simples fato de poder agradecer já é um grande milagre; afinal, se você está vivo para agradecer, está bem melhor que muita gente que não chegou até a data de hoje para ser grato. #filosofando.
Eu tenho muito a agradecer este ano.
1) Por ter corrido tudo bem com os preparativos do casamento e por todos os livramentos e providências divinas para resolver tudo que aconte…