Pular para o conteúdo principal

A saga dos casamentos - parte XV volume I

Oi, tudo bem?

E eu consegui lembrar do número do episódio da saga dos casamentos. Agora, estamos no episódio 15 - o que não significa que tenham sido apenas 15 casamentos relatados aqui, porque alguns episódios contam de 2 ou até mais hehehe.

Esse episódio é tão especial quanto o episódio 1 no qual eu fui madrinha da minha amiga de infância.

Bom, vamos lá?!

A saga começou na sexta feira com o casamento de um cliente do garoto que nos convidou aos 15 minutos do 2º tempo da prorrogação para a cerimônia. Demos um presente simples pra eles porque não estávamos preparados para o evento e até a minha roupa foi mais simples que o costume.

Caprichei na escova, coloquei uma saia lápis preta - que ficou um pouco curta e justa demais - e um corpete dourado que eu tinha comprado com mammy em uma viagem - que ficou decotado demais.

Pegamos um pouco de chuva na chegada à igreja e a cerimônia foi bem simples e comum, mas agora que estamos em fase de #OperacaoCasamento, ficamos reparando em todos os detalhes: música, foto, filmagem, etc.

A festa foi em um salão novo da cidade, pequeno mas muito aconchegante. Pensa em uma festa top? Essa foi mais. Chegamos lá e passamos um pouco de aperto no começo: primeiro, porque o garoto - inexperiente no ramo de casamentos quando ele é o convidado principal - esqueceu os convitinhos que tínhamos que apresentar na porta do salão. O atraso para irmos buscar os convitinhos na casa dele nos fez perder lugar no estacionamento do salão - que é bem pequeno - e tivemos que rodar um pouco para achar uma localização decente no bairro que costuma ser um pouco perigoso à noite porque é muito escuro e muito chique. 

Depois, passamos uma pequena saia-justa porque não conhecíamos ninguém a não ser os noivos e não tínhamos mesa para sentar. Até que a cerimonialista veio e nos colocou em uma mesa onde tinham mais pessoas na mesma situação que a gente.

A partir daí, foi só festa. Comida e bebida com fartura e uma garçonete super fofa, que já trabalhou com o garoto em outra ocasião, garantiram que a noite passasse voando. A banda que tocou foi a minha favorita em quesito banda-baile e levantou a galera de acordo com clássicos como Dancing Queen, New York New York entre outros.

Por incrível que pareça, o garoto até arriscou uns passos de samba quando começou a tocar Trem das Onze e ele não aguentava mais meu bico de vontade de ir pra pista hehehe.

O bolo foi chocolate branco e preto com sorvete e ainda conseguimos arrematar alguns bem-casados para mammy.

O chato da noite ficou por conta dos comentários do garoto após a festa. Muito ciumento, ele disse que não estava à vontade com a roupa que eu fui, que eu exagerei no pouco comprimento e aperto do conjunto e que ele não queria que eu usasse aquela saia longe dele. Acabei retrucando de acordo e ele soltou a pérola que ele não queria que eu me parecesse com a sua ex. PRONTO! A noite acabou ali.

Tudo bem que depois ele se justificou, pediu um milhão de desculpas e perdões e tentou se redimir ao máximo. Mas sabe quando aquilo fica entalado na garganta? Nunca ele tinha me comparado com ninguém. E eu nem acho que estava tão vulgar assim. Fiquei muito chateada e fiz questão de deixar isso bem claro para ele.

Agora no sábado... 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Resenha - Melhor do que comprar sapatos

Oi, tudo bem?
Segundo livro do ano.. em março #vergonha.
Arrisquei no título Melhor do que comprar sapatos, da Cristiane Cardoso, publicado pela Editora Unipro.
Não sei se você já ouviu falar dela: filha do bispo Edir Macedo (já torceu o nariz?), casada com o Renato Cardoso, é apresentadora do Escola do Amor na Rede Record (torceu o nariz de novo?).
O livro, segundo o site da Livraria Cultura, não é simplesmente uma coletânea de artigos sobre a essência da mulher. O objetivo de sua autora, Cristiane Cardoso, é ir além e promover a transformação real do leitor, de dentro para fora. Sabendo que mudanças não acontecem da noite para o dia com a simples leitura de um livro, Cristiane aborda temas de importância para toda mulher. E todos esses temas apontam para o fato de que é preciso enxergar a vida mudando a nossa perspectiva. A partir dessa atitude, a autora defende que é possível ser uma mulher melhor em todos os sentidos. Como lidar com seus problemas? Quando um relacionamento funciona? C…

Fim

Oi, tudo bem?
Em 13 de janeiro de 2005, comecei um humilde blog (ainda no dominio zip.net da UOL) que viria durar mais de dez anos e contar com quase cem mil visualizações. Não sei se são números expressivos para alguns, mas para mim, são demais!!!!
Fiz muitos amigos (virtuais e reais) e pessoas especiais entraram na minha vida por causa desse blog. Conselhos, piadas, dicas... compartilhamos muitas coisas desde 2005.
Nestes mais de dez anos, muita coisa aconteceu. Eu mudei muito, mais muito mesmo, daquela garota de 2005: altos e baixos. Perdi, ganhei. Vivi pequenas e grandes vitórias. Sofri pequenos e grandes tombos. Realizei sonhos – alguns que eu nem imaginava realizar. Cresci em todos os setores: pessoalmente, profissionalmente e fisicamente (mais pros lados do que pra cima hehehe). E compartilhei tudo que foi possível pelos blogs, pela escrita. 
Mas, de uns tempos pra cá, as redes sociais como um todo tem me chateado muito e, particularmente por alguns episódios que tive que presencia…