segunda-feira, 28 de março de 2011

A saga do casamento - parte II

Oi, tudo bem?

Posso fazer uma perguntinha bási
ca, que não quer calar?! A temporada de noivas e casamentos foi aberta neste ano?! Todo mundo está hiper interessado em casar e formar família?! Bom, pelo menos na minha turma parece que sim. Esse final de semana recebi 2 – DOIS – convites para casamentos de amigas. Que serão em 2 – DOIS – finais de semana seguidos. O que significa que lá vou eu gastar 2 - DUAS - vezes com presente, roupa, cabelo, maquiagem... fora o treinamento para pegar o buquê porque agora eu tenho que casar né?! Rsrsrsrsrs... lembram-se que ganhei um buquê exclusivo da minha melhor amiga no último casamento que fui?! Agora, só falta um detalhe – minúsculo por sinal – pra completar: O NOIVO!!! Mas tudo bem porque, no fundo, eu amo muito tudo isso.
Pri
meiro, foi o casamento da minha amiga de infância que contei pra vcs no post anterior. A atitude dela foi super legal e surpreendente porque a gente não se fala há muito tempo. A última vez que a encontrei foi no ano passado no shopping – as duas tiveram a mesma brilhante idéia de levar as mamães para jantar no final de semana do dia das mães. Mas a nossa conversa foi super rápida, daquelas “oi, tudo bem? Quanto tempo?! Está trabalhando? Está casada? Beijos e tchau!”. E ontem, no culto, uma outra amiga minha – que está mais pra conhecida do que amiga – veio me entregar o convite do casamento dela. Que vai ser no final de semana anterior ao 1º casamento que falei. Pelo menos, tive uma notícia boa ontem no culto...
Ah, e pra completar o clima love is in the air teve uma feira na cidade no final de semana de.... NOIVAS!!! Isso mesmo! Vestidos, buffet, decoração, foto, música, lua-de-mel... tudo que você pensar para uma festa e uma cerimônia de casamento tinha lá. Quer dizer... a feira era bem pequeninha, do tipo que está começando agora – 1ª edição – mas era até que simpática.

Mas eu tinha que marcar história né?! Tinha um estande de cerimonial que está distribuindo bem-casado. Só para quem ia casar, pra quem parava lá pra pedir informações. Dei voltas e mais voltas, fui, voltei e não resisti. Parei lá com a maior cara-de-pau do mundo.
“Oi, tudo bem?” “Oi querida, tudo bem. Está precisando de ajuda?”. “Ai, estou. É que estou planejando meu casamento...” E aí foi né?! Gente, não sabia que tinha vocação pra ser atriz. Falei que ia me casar, talvez até o final do ano e está precisando de ajuda para idéias pra organizar a cerimônia e tudo mais. A moça perguntou do noivo: “Ah, ele está trabalhando... são tantos gastos que precisamos de mais dinheiro né?!”. Que horror! O coitado do noivo ainda nem apareceu e eu já o promovi para fazer hora extra de domingo à tarde para pagar os gastos da cerimônia...rsrsrsrsrs... Todo esse teatro foi por causa de ganhar um bem-casado pra levar pra mammy que adora esse doce. Demorou – uns 40 minutos de enrolação – e depois de passar telefone, email, pegar uns 200 panfletos e o cartão da empresa... a moça finalmente me entregou o brinde esperado. “Ah, leva um bem-casado pra você experimentar. E depois a gente conversa melhor”. Yupiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

sábado, 26 de março de 2011

Vamos voltar no tempo?

Oi, tudo bem?

Estou com sono. Muito sono mesmo. Mas é porque tomei dramin (para quem não conhece, um remédio pra enjôo que abaixa a pressão e deixa a gente relaxaaaaada...rsrs). Acontece que inventei de experimentar um novo sabor no restaurante do shopping hoje e não me dei bem com a novidade. A brincadeira acabou ficando um pouco mais cara que o esperado porque tive que comprar outra coisa pra tomar rápido e tirar o gosto ruim da boca. Mas fiquei orgulhosa de mim mesma por ter tido a coragem de ousar e experimentar o desconhecido...rsrsrs.
Essa semana foi semana de nostalgia, de lembrar a época de criança, de colégio. Primeiro, aconteceu uma coisa ontem muito legal. Fui fazer um pagamento do trabalho na Prefeitura daqui e quando cheguei no caixa, dei de cara com um cara lindo, todo sarado e com cara-de-mal (adoro essas caras...rsrsrs....vocês sabem né?! Aquele que faz tipo de bravo, mas acaba sendo um doce...rsrsrs...estou viajando, desculpem!). Mas alguma coisa me dizia que aquele rostinho era familiar.
Pensei, pensei... e não é que eu estava certa?! Eu estudei com o cara. Na época do ensino fundamental... tipo, tínhamos uns 10 anos... nossa, se passaram 18 anos desde então?! E ele ficou lindo. Porque ele era meio feio na época do colégio...quieto, na dele.... meio desengonçado...rsrsrs... e quem diria que iria virar tudo aquilo?! Jesus me abana! Tudo bem que eu também mudei bastante da minha época de colégio: antes eu tinha um cabelo liso, de comercial de shampoo, não usava óculos, era toda certinha, quietinha, brava, não me misturava muito com a galera. A típica nerd! Para ser sincera, até me identifico com aqueles personagens de filme americano porque minha fase escolar foi bem parecida.
Para manter o clima de "remember the time", hoje veio aqui em casa a funcionária da mãe de uma antiga amiga minha do colégio - mesma época do bonitão - para entregar o convite do casamento dela pra eu ir. Ela disse que a noiva faz questão de rever todas as amigas do colégio lá.
Dá pra acreditar?! Faz mais de 10 anos que a gente não conversa: ela foi estudar Medicina fora daqui e perdemos o contato totalmente. Mas, na época em que estudávamos juntas, fazíamos praticamente tudo juntas. Éramos quase inseparáveis. A minha primeira - e única - festa de aniversário surpresa foi organizada por ela. Fiquei tão feliz por ela ter se lembrado de mim. A última vez que falei com ela... hum, deixa ver se eu lembro... acho q foi no ano passado em um encontro casual no shopping à noite.
Então, é isso... lá vamos nós para mais um casamento.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Frio

Oi, tudo bem?

Com o inverno chegando, meu final-de-semana foi bem tranqüilo, daqueles que eu gosto. O novo pretendente – aquele cliente que foi apelidado de “pintinho amarelinho” por causa da camisa amarela gritante – ligou no final da tarde de sexta querendo marcar um encontro! E eu pulei pra trás – disse que já tinha outro compromisso. É sério, eu não tive coragem de aceitar porque não quero estar com alguém apenas por estar. Acho que estou amadurecendo porque comecei a raciocinar mais nesse departamento. Tem que rolar uma química preliminar pra dar certo, né?!
Eu estava mais a fim de curtir um pouco minha casa, minha mammy, meus filmes e livros. Quem não gosta disso, né?! Até porque estamos entrando no outono, o que significa aquele tempo frio, vento e sol, aquelas tardes e noites geladas que eu adoro pra ficar enrolada no edredom no sofá da sala vendo filme e comendo alguma coisa gostosa.
Fiz isso na sexta à noite: encarei o filme ONE HOT SUMMER que passou no Cinemax. O filme não é lá aquelas coisas – advogada latina reencontra antigo amor do passado e fica na dúvida entre o marido e o amante. É bem previsível... mas é bom para quem não está a fim de ter que pensar enquanto assiste o filme.
Aproveitei a tarde gelada do sábado para ir com mammy tomar cappuccino e comer pão-de-queijo no shopping. Programinha perfeito! Teve o culto dos jovens à noite – e claro que tinha que rolar saia-justa com o ex... mas nem vale a pena mencionar! Depois do culto, acabei saindo com uma grande amiga pra jogar conversa fora e fomos num restaurante novo que abriu na cidade pra comer crepe... que delícia! Uma ótima refeição, ótima companhia, boas gargalhadas... o que mais eu quero da vida?!
Encarei acordei cedo no domingo pra ir à igreja. A aula da escola bíblica foi uma benção! Tinham poucas pessoas, então fizemos um círculo e debatemos sobre o final dos tempos e os sinais bíblicos que estão acontecendo ao nosso redor. Interessante ver como cada denominação tem uma visão bem distinta sobre o Apocalipse, mas o básico é comum a todos: temos que vigiar e orar porque o fim está próximo e está nítido para todos. E não é final dos tempos como os filmes hollywodianos mostram com explosão da Terra e tudo mais...rsrsrs. São coisas mais delicadas e sutis como o esfriamento do amor entre as pessoas, o crescimento da ganância e de sentimentos egoístas que só fazem mal para toda a humanidade. E, do jeito que está, a humanidade não vai durar muito mesmo né?!
À tarde, himbernei no sofá da sala, com edredom e tudo e encarei uma sessão pipoca interminável: primeiro, vi ONDE MORA O CORAÇÃO (Where the heart is) no Cinemax - Novalee Nation (Natalie Portman), 17 anos e grávida, é abandonada pelo namorado egoísta em uma loja da Wal-Mart. Ela fica morando lá até que entra em trabalho de parto em plena loja e dá a luz a uma criança ali mesmo, tornando-se ambas personalidades instantâneas. Agora, Novalee conhece novos amigos e uma não-convencional família, que irá ajudá-la a se transformar de uma adolescente sem-teto para uma forte mulher de sucesso.
Já sou apaixonada pelo trabalho da Natalie Portman – apesar de ter ficado com medo da bailarina Nina do CISNE NEGRO...rsrsrs – e fiquei mais apaixonada ainda depois de filme. Ótima dica para quem gosta de um drama leve. Depois, conferi Grey´s Anatomy, um programa especial sobre o filme O VENCEDOR (The Fighter) do meu querido Mark Wahlberg e por fim, terminei a noite vendo UMA NOITE FORA DE SÉRIE (Date night). Para quem ainda não viu, posso garantir que é uma excelente comédia com muita ação para prender sua atenção do começo ao fim.
Aproveitando o inverno, vou deixar aqui minha receita favorita de chocolate quente para aquecer a noite de todos. Bom apetite!

Chocolate Quente Cremoso (para 2 pessoas)

Ingredientes
- 2 copos de leite
- 2 colheres (sopa) de chocolate em pó
- 2 colheres (sopa) de amido de milho
- 1/2 lata de creme de leite
- 1 colher (chá) de canela (só para quem gosta)

Modo de Preparo
Primeiramente, esquente o leite. Quando já estiver bem aquecido,ainda em fogo, acrescente o amido de milho para dissolver,mexendo sempre. Quando já estiver dissolvido, apague o fogo e acrescente o chocolate em pó, a canela e o creme de leite. Mexa bem até engrossar.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Esperando

Oi, tudo bem?

Bem, para os que frequentam esse cantinho (mesmo que ele tenha mudado de servidor, meu cantinho continua o mesmo), já sabem que estou em uma nova fase, repaginando geral. E Deus tem muita "culpa" nessa história.
Como todos sabem, sou cristã desde os 10 anos de idade (aliás, qualquer dia espero poder falar aqui sobre grandes - enormes - coisas que Deus fez nesses 18 anos de caminhada... coisas que não posso falar agora abertamente, explicitamente porque envolvem outras pessoas que preferem manter certas histórias apenas guardadas no coração). Mas com certeza, digo com 1000% de certeza que Ele é o único que está presente em nossas vidas em todos os momentos. Mesmo que, às vezes, a gente se sinta sozinho, lá no porão do fundo do poço.
Bom, aproveitando essa nova fase - que inclui o novo endereço do blog- estou montando minha lista de prioridades e sonhos (valeu a dica, Mirys e Georgia!) e uma das coisas que quero realmente focar é minha vida espiritual. Deus deve vir em primeiro lugar. Sempre.
Nessas andanças na internet, achei um vídeo da trilha do filme Prova de Fogo. Pra quem não viu o filme, segue o trailer aqui. Para os solteiros, divorciados e afim...o filme também é válido, viu?! Pelo menos, pra mim foi.
A princípio, fiquei meio assim de assistir porque não sou casada e não achei que a história ia servir para mim. Mas serviu. E muito. Porque o tal "desafio de amar" proposto no filme é válido para qualquer - qualquer mesmo - relacionamento que precise de conserto. Paciência, compreensão e carinho são bem-vindos sempre, certo?!
Mas eu já vi esse filme faz tempo. E hoje estava com uma das músicas-tema na cabeça... só vinha o refrão..."while i´m waiting....tarararará...". Claro que não lembrava da letra toda. Daí, graças ao Santo Youtube...rsrsrs... eu achei o clipe com a tradução. E a música falou direto no meu coração. Mensagem de Deus mesmo.
Não sei o que está por vir: família, carreira, amor (ai, o amor!). Não sei se os planos que estou fazendo darão certo ou se Deus vai escrever uma outra história pra mim como fez da primeira vez. Mas, enquanto isso... eu vou esperar. E servir. Esperar não significa ficar parada, sem fazer nada. Isso não atitude de fé.
Esperar em Deus é correr atrás dos seus sonhos, por mais altos que eles possam parecer, com a certeza de que Ele vai permitir que venha até você o melhor. Mesmo que, às vezes, o melhor não é o que você sonhou. Isso tudo pode parecer filosofia de livro de auto-ajuda, mas foi o que funcionou na minha vida até hoje. E na vida de muitos conhecidos. E, enquanto eu espero, vou servir. Servir a Deus, a minha família maravilhosa, aos meus amigos queridos (reais e virtuais), aos meus irmãos da fé (os de perto e os de muito longe), aos amigos do trabalho, aos estranhos da rua. Buscar melhorar como pessoa todos os dias, mesmo que tenha preguiça de fazer isso em alguns momentos...sou de carne e osso, né?!
Por isso, deixo aqui o clipe para você verem. E refletirem sobre a importância de esperar e servir.


quinta-feira, 17 de março de 2011

Copiando...

Oie, td b?
Vi esse post no blog do meu querido e talentosíssimo amigo Wallace Puosso e me identifiquei demais.

Com a sua autorização, Wallace.... Aqui vai!

Na natureza selvagem

Quantas vezes você já foi livre?

Quando ela lhe ofereceu a mão você achou que o dia seguinte já não era mais como antigamente.

Então você passou a contemplar o tempo, olhando-se por dentro.


Será que paz em excesso assusta?


Desconfortável, os pés às vezes procuram outra forma de andar.


Você só quis ser livre. E não há nada de errado nisso.


Talvez um dia – quem sabe – você se case, tenha filhos, um carro e uma vida modesta.


Você não precisa mais do que já tem. Porque, quando você quiser mais, aí sim você precisará de espaço. Cada vez mais espaço.


E dentro de você, ficará encerrado o horizonte estendido e uma estrada que não acaba nunca. E na sua vida honesta, você estará entardecendo.


Na natureza selvagem, quando o sol se põe, apagamos por dentro, lentamente. E o sono regenera para a jornada do dia seguinte.


O tempo passa rápido, muito rápido e não temos controle algum sobre isso. Mas a vida segue em ciclos. Um novo ciclo a cada manhã.


Cada vez que você abrir os olhos alguma coisa mudou e muda. Sempre.

Wallace Puosso, do blog "Demora, mas Chega"

Aproveitando a nova vibe de recomeçar, também quero linkar aqui o portal Underground, para o qual me cadastrei como voluntária. O Underground é o ministério jovem do Portas Abertas - um ministério dirigido à Igreja Perseguida, com mais de trezentas organizações associadas no mundo todo desenvolvendo projetos significativos nas linhas de frente em cerca de 50 nações. Sua missão é engajar e formar voluntários em favor da Igreja Perseguida, entre jovens cristãos brasileiros de 18 a 30 anos, por meio de redes de acesso. Confiram as notícias e relatos de pessoas que não tem os mesmos privilégios que a gente, mas que continuam firme no Senhor Jesus.



quarta-feira, 16 de março de 2011

Médicos.

Oie, td b?

E a minha saga na área da saúde terminou!!! Tive minha última consulta no gastroenterologista ontem e está tudo bem, graças a Deus. Mas é claro que a consulta tinha que ter seus “momentos” pra contar, certo?!

A pergunta que não quer calar: porque todo médico atrasa o atendimento? Tudo bem: nem todos os médicos atrasam. Mas a gigantesca maioria nunca te atende na hora em que você marcou. Levei um chá-de-cadeira de 40 minutos da minha consulta; já passei por piores e por melhores (quem se lembra de quando eu fiquei no Pronto-Socorro por 2 horas com a coluna travada?!) mas é que esse fato costuma ser uma constante nos atendimentos médicos.

Bom, fiquei lá esperando, esperando, esperando... consegui ler uma revista inteirinha... e dar muita risada com um paciente que estava na sala de espera – lotada, diga-se de passagem. Ele estava com a esposa. Notava-se que a esposa era do tipo mais discreta e o marido era mais escandaloso, meio tipo “ogro”... fofo, mas ogro. Daí, ela conversava com ele baixinho e ele falava aaaaalto com ela...todo mundo olhava...e ela pedia gentilmente ‘fala mais baixo, amor’.... o que não adiantava muito.

Naquele silêncio da sala de espera, com todos concentrados em suas leituras, nos seus medos dos exames que os esperavam... de repente ouve-se uma música... “Ôôôôôôôôôôôôôô ‘muierada’, vem ‘ni’ mim que eu tô ‘sorterô’, vem ‘ni’ mim que eu tô ‘sorterô’, vem ‘ni’ mim que eu tô ‘sorterôôôôôôô’. A coitada da esposa parecia uma cerejinha na cadeira de tanta vergonha... Q toque de celular discreto do marido, não?! Ela queria sumir....rsrsrs... Ficou super sem-graça, olhou pra todo mundo com cara de “me desculpem” e novamente pediu com toda gentileza do mundo “Amor, põe o celular pra vibrar”. O marido continuou falando alto no celular – como se a pessoa que estivesse do outro lado realmente estivesse a milhas de distância do fone...rsrs – e desligou. Daqui a pouco.... “Ôôôôôôôôôôôôôô ‘muierada’, vem ‘ni’ mim que eu tô ‘sorterô’, vem ‘ni’ mim que eu tô ‘sorterô’, vem ‘ni’ mim que eu tô ‘sorterôôôôôôô’. Coitada da esposa!!! Daí, ela perdeu um pouco da educação... “Amor, vai lá fora falar, por favor!”. E ele saiu. Mas ainda assim, dava pra ouvir a conversa dele do lado de fora. Como falava alto, Senhor! Rsrsrsrsrsrs....

Toda essa demora de 40 minutos terminou em uma breve conversa de 10 – DEZ – minutos com o médico olhando pra minha cara e dizendo que estava tudo bem. Isso eu já sabia porque já tinha aberto o exame antes de marcar o retorno ao consultório.

Meu diagnóstico? Dispepsia Funcional. É uma alteração na função digestiva, sem alteração estrutural (inflamação, ferida ou tumor) influenciada por fatores psico-somáticos. Na dispepsia, os pacientes não apresentarão doença na endoscopia que justifique seus sintomas. A terapêutica desta doença envolve medidas gerais, como a tranqüilização sobre a sua natureza benigna e orientações relacionadas à alimentação. O tratamento da dispepsia funcional sem motivo grave é: Remédios, regime alimentar e regime de vida.

O que eu mais gostei foi do último item... Regime de vida!!! Reorganizar o tempo, adequar trabalho e lazer, atividades físicas, trabalhar as insatisfações refletindo sobre a vida toda e não só os problemas que está passando. O tratamento psicoterápico é extremamente importante, não só para efeito de cura, mas também para evitar o agravamento do quadro.

Por essas e outras, vamos mudar de vida. Certo?!

Obs: para quem não conhece o toque do celular do nosso querido paciente discreto, confira aqui.

terça-feira, 15 de março de 2011

Repaginando

Oie, td b?

E aí, galera?! Já tiveram aquela vontade louca de jogar tudo pro alto e repaginar geral?! Então, juntem-se a mim!

Desde o fds passado, estou questionando minha existência por causa do padrinho. É, o padrinho do casamento da minha melhor amiga que praticamente foi o príncipe encantado da minha noite. Ele tem a mesma idade que eu, fez a faculdade que queria, tem um emprego hiper badalado e largou tudo pra voltar a morar na Europa por causa de uma proposta de um outro emprego hiper badalado. O cara é viajado, rico, bonito, engraçado, interessante, inteligente e solteiro. Defeitos?! Não é cristão, é mulherengo, fuma e bebe.

Se bem que vendo os defeitos dele agora de perto, acho que vou parar de escrever esse post. ...rsrsrs. Bom, enfim... estou tentando procurar a razão da minha existência – além de servir a Deus, é claro! A inception da minha vida – acabei de ver o filme do Leonardo de Caprio , A ORIGEM, e amei!!! Até porque já tive váááááááááááários sonhos dentro de outros sonhos...rsrsrs....será que fui uma vítima do Dom e não sabia?! Rsrsrsrs.

Acho que o que estou querendo dizer é que não quero ficar parada. Estagnada. Esperando as coisas caírem no meu colo. Mas não sei bem por onde começar. Novos estudos?! Nova igreja?! Novos amigos?! Sei lá....

Nessa busca pra tentar descobrir o que quero fazer com meu tempo livre, resolvi reativar minha listinha de pendência – a famosa....rsrs – e tomei coragem pra falar com os pastores da igreja sobre o formulário do projeto de voluntariado que me inscrevi. E eles toparam a ideia. Agora, é correr atrás das coisas...

Tô meio chateada com os amigos que estão um pouco distante... acabei de conversar com uma amiga minha que me falou coisas que fiquei bem chateada. Às vezes, achamos que estamos agradando e, na verdade, a coisa é bem diferente. Mas, fazer o que né?! Na sexta, foi ótimo sair pra dar risada, comer – aliás, recuperar o prazer de comer uma bela refeição sem passar mal depois tem sido uma das minhas metas. A animação não continuou no sábado porque meus amigos não apareceram e eu sobrei; mesmo com o ex por perto, eu sobrei. No domingo, a coisa foi mais sussa, mas sem gdes novis.

domingo, 6 de março de 2011

A saga do casamento - parte I

Oie, td b?

E, finalmente, o casamento da minha amiga chegou. Minha melhor amiga. Minha "irmã" há 18 anos, apenas...rsrsrs. E, claaaaro, que tudo não poderia ser super tranquilo né?! rsrsrs....Graças a Deus, na minha vidinha-de-interiorrrr, sempre rolam altas emoções pra contar aqui.


Começamos a semana - na verdade, meio de semana...quarta-feira - com um chá-de-lingerie marcado de última hora - totalmente...rsrs - e acabei ficando quase sem jantar pra poder ir comprar uma lingerie bem tchan pra minha sister. Claro q saio tarde do trabalho - às 22h - e fui a última convidada do chá a chegar, bem na hora q tava td mundo indo embora...rsrsrs... Foi até engraçado chegar com o presente, uma garrafa de 2L de Coca-Cola e quase dar de cara na porta....rsrsrs. Mas a atenção e o carinho dela valeram - e muito - a pena.

Na quinta, teve a cerimônia no civil. Consegui dobrar minha chefinha pra folgar a noite e pude ir .Tava tudo ótimo, apesar do frio e da chuva que não cediam nunca. Depois teve um jantarzinho na casa do noivo para os convidados, mas não pude ficar muito porque tinha que ir buscar mammys no trampo - ela tb sai às 22h como eu. E, na sexta feira, foi a loucura.
Acabaram descobrindo - meio q de última hora ou Deus-sabe-como - que o desfile dos blocos de Carnaval da cidade ia ser no mesmo horário da cerimônia no sábado. E que as baterias iriam concentrar quase do lado da igreja. E que não ia dar pra transitar por lá pq ia ser tudo interditado. E que ia virar tudo um caos. E que o casamento teria que ser antecipado - ou adiado, sem chance né?! - por causa disso tudo. Correriaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! Lá toca as irmãs, madrinhas - incluindo eu, que xik!!! - e afins a ligar para todos os convidados, hotéis, salões de beleza e etc pra avisar que o casamento foi antecipado, teria que ser pontual e terminar antes do início do desfile...rsrsr... Não sei sobre a noiva, mas eu nem dormi direito na sexta: pensava no carnaval, nos horário, no cabelo, na chuva, no frio, na noiva, no padrinho, na entrada da igreja, na ida pro salão....afffffffffffff!

O sábado amanheceu beeeeeeeeeeem chuvoso; achei que meu cabelo não ia ficar bom.
Fiquei de bobs, parecendo a Dona Florinda o sábado todo. Fui à tarde no salão e a hora q a cabeleireira soltou os rolinhos, fiquei parecendo o Ursinho Puff. Depois, ela resolveu desfiar os fios "pra dar sustentação ao penteado"...rsrrs... Não sabia se tava parecendo a Marge Simpons ou o Pica-Pau. Minha cara de pânico foi óbvia demais pq ela virou e me disse gentilmente "Calma que eu vou arrumar...rsrs". Por fim, graças a Deus deu tudo mais que perfeitamente certo: fiquei pronta antes do horário , o desfile foi cancelado por causa da chuva; parou de chover na hora da cerimônia, meu padrinho foi mais que perfeito, o casamento transcorreu lindo e a festa foi ótima.

Meu padrinho: cheguei na igreja e já vi ele de cara, mas dei uma enrolada pra gente se falar. Nos encontramos depois na porta da igreja e ele foi hiper-mega-power-blaster-super-advanced-plus gente boa: o cara era bom de papo, cheio de lábia, com um monte de história pra contar, além de ser um gatinho né?! Estava bem acompanhada, graças a Deus. Entrei super bem na igreja, não tropecei, não fui muito rápido e nem muito devagar. Sentamos separados porque estávamos representando os amigos dos noivos - cada um ficou de um lado...errado pq fiquei do lado do noivo e tinha q ter ficado do lado da noiva...rsrsrs - mas valeu. Fui a primeira a cumprimentar a noiva e me sai super bem também. Tirei fotos com o padrinho - tiradas por um amigo do padrinho super gatinho, por sinal - e depois nos reencontramos no salão. Dançamos valsa juntos - a valsa dos noivos com padrinhos... aliás, parênteses: preciso de aulas de dança de salão...rsrsrs... q nervoso e q vergonha!!!! Mas ainda bem que peguei um gentleman pra dançar e foi ótimo; brindamos com os noivos, tomamos champangne - acho que é assim q escreve.

Me diverti a beça na festa, revi amigos, dei muuuuita risada, quase fui pra uma balada com o padrinho e os amigos vestida de longo mesmo - mas o cansaço falou mais alto..rsrsrs - e a noiva me brindou, no final da festa com uma prova de amizade maravilhosa. Ela jogou o buquê né?! A irmã caçula dela q pegou. Mas ela me chamou - na frente de todas as meninas - e me entregou um buquê lindo "e falou "Esse é pra você, amiga! Obrigada por tudo!". Nem tem o que agradecer né?!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Cada vez mais encantada!

Oie, td b? Há muito tempo que descobri o blogspot, mas tenho relutado bastante em mudar pra cá de vez por causa dos quase seis anos de blog da UOL que podem vir a ficar pra trás... Foram tantos posts contando alegrias, tristezas, maluquices, crises de raiva, de existência... Enfim, minha vida nos últimos anos. Nas primeiras vezes que tentei usar aqui, rolou aquele estresse básico de iniciante porque não estava muito familiarizada com o layout, as ferramentas de blogagem e tal... Mas, de uns tempos pra cá, comecei a acompanhar mais de perto os usuários do blogspot. Uma em especial - minha amiga Mirys - tem um blog super legal e cheio de atualizações. E isso me levou a repensar na possibilidade de ativar essa área aqui pra valer. Além de uma amiga de muito tempo já - a Georgia - que sempre pedia pra instalar Halo Scan (bons tempos né?!) ou mudar pra cá pra facilitar a vida pra deixar os comentários das postagens pq a interface do UOL não é muito amistosa. Por enquanto, ainda não fiz a mudança definitiva... Estou chegando aos pouquinhos aqui, como quer não quer nada, conhecendo as ferramentas (a propósito, adorei a quantidade de opções de layout que temos inserido no próprio blogspot... pode ser que esteja próximo do fim a saga para mudar o lay do blog toda vez que eu tenho vontade!). Mas conto com a opinião de vcs para essa migração. Minha atual casa - Minha nova casa E aí, galera?! Qual a melhor?!

O fim de uma era

Oi , tudo bem? Não, esse post não é sobre o fim do blog. Apesar de não atualizar mais com tanta frequência, continuo voltando aqui vez ...