Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo minimalismo

Tudo mais leve

Oi, tudo bem?
Hoje, estou feliz. Estou contente porque a semana trouxe boas notícias e novas esperanças. A vida não tem sido fácil para ninguém e, por aqui, não é diferente. O período de inverno é particularmente mais difícil porque mammy fica mais doente (ela tem problemas de artrose e artrite e o inverno judia mais do corpo), o garoto fica com pouco trabalho (será que já contei que ele é autônomo e trabalha com refrigeração?!) e eu acabo engordando mais porque como mais para descontar toda a ansiedade e não vou fazer minhas caminhadas porque as manhãs são muito frias hihih. A parte boa do inverno é que minhas enxaquecas me dão uma trégua (costumo sofrer mais crises em temperaturas mais altas). E vamos combinar que inverno é vida, certo?! A maquiagem não escorre, as roupas são mais bonitas, as comidas mais gostosas...xiii, a lista vai longe.
Desde que me casei, as postagens diminuiram consideravelmente aqui no blog e até parei com algumas postagens coletivas que costumava participar po…

Menos é mais - Foco no peso

Oi, tudo bem?
Seguindo a vibe do minimalismo que anda reinando por aqui, preciso rever meus valores com relação a minha saúde para viver com menos e melhorar minha qualidade de vida. 
Estou pesando neste exato momento 67,9kg - considerando em média 1,5 kg da minha janta no estômago e a roupa que estou usando - meu peso real deve estar por volta dos 66,5kg... e pensar que casei pesando 62,1kg... isso foi há 7 meses atrás... buáááááá. Não é apenas uma questão estética ou de vaidade: preciso melhorar minha qualidade de vida que anda péssima nos últimos anos. Muitos remédios, muitas crises de enxaqueca e noites mal dormidas.
Lógico que temos que manter o foco que a gente não perde o peso que ganhou assim, em um estalar de dedos. Para cada quilo que queremos perder, precisamos gastar em média 3500 calorias do nosso corpinho. Alguém que pesa 66 kg - como eu - queima cerca de 350 calorias durante 50 minutos, em intensidade moderada como uma caminhada com corrida ou uma aula de dança.
Meu índice …

Menos é mais - Vamos conversar sobre o consumo

Oi, tudo bem?
A saga do Menos é mais continua, minha gente! Em busca de uma vida mais leve, mais econômica e mais feliz! E tudo bem se alguém achar que isso é papo de quem está com a grana curta, passando fase de pobre e quer dar uma de cool. Ok, certo?! Pode dizer o que quiser, pensar o que quiser: a graça da filosofia minimalista é que você precisa se desapegar de tudo que for excesso na sua vida. E isso inclui pessoas também.
Hoje, eu peguei de novo para encarar meu guarda roupa, ver o que tenho, o que eu realmente uso, o que dá para reaproveitar como uma nova peça e o que merece ser doado (lógico, em estado de uso certo?! Nada de desapegar de tralha velha e querer deixar no bazar de caridade! #pelamor).
Tive que ser sincera comigo mesma e realmente só ficar com o que eu uso ou que tenha um grande valor sentimental; graças a Deus, os espaços entre os cabides ficaram mais frouxos e minha mente mais limpa. Ainda faltam mais 5 gavetas de roupas, mas já sinto o cheiro do progresso.

E isso …

Menos é mais - a saga continua...

Oi, tudo bem?
Desde o ano passado, estou tentando entrar na vibe do minimalismo, de buscar viver com menos, de ter somente o essencial. Mas tá difícil, viu?!
Primeiro, porque o garoto não está na mesma vibe que eu; ele é o tipo de pessoa que não mede para comprar uma coisa que quer: vai lá e paga o quanto for por uma coisa que ele queria. Eu já estou tentando deixar de querer tantas coisas para levar uma vida mais leve, com menos apego material.
Faz muito tempo que estou tentando atingir uma meta que me parece ser quase impossível: passar, pelo menos, um mês sem gastar nada além do extremamente necessário, que se restrinja à comida, contas e combustível.
Mas tá difícil...
Todo mês tem alguma coisa para comprar, alguma coisa para arrumar, alguma coisa extra para fazer. Acho que por isso que meu humor não anda tão bom, me sinto frustrada por não conseguir atingir um objetivo tão bobinho.
Acontece que o minimalismo, o desapego virou moda né?! Vi um vídeo que me super inspirou no Youtube da Jul…

Menos é mais - parte II

Oi, tudo bem?
Puxa, fiquei muito feliz com a repercussão do post anterior. Quanta gente legal apareceu por aqui para comentar!!! Muito feliz mesmo.
Continuando a história do minimalismo - que se instalou por aqui - ficou faltando falar do quarto principal da casa no último post: lá foi onde eu gastei mais tempo para arrumar tudo.
Do dia que eu fiz a mudança para o novo cafofo até o feriado de Tiradentes - isso é praticamente dois meses - a única coisa que eu fiz foi juntar coisas: roupas, sapatos, coisas para arrumar, bolsas velhas, coisas que mammy ia dar embora. Só no feriado que consegui arrumar tempo - e disposição - para me trancar lá e arrumar de vez aquela zona kkk.
No guarda roupa que temos de seis portas, fizemos a seguinte divisão (da esquerda para a direita)
- No alto, fica minha mala linda roxa com as minhas mochilas e kits de viagem dentro; na parte de baixo, ficam os edredons (temos dois de solteiro) e os cobertores (dois de casal que cada um usa, porque em casa não dá certo …

Menos é mais - parte II

Oi, tudo bem?
Puxa, fiquei muito feliz com a repercussão do post anterior. Quanta gente legal apareceu por aqui para comentar!!! Muito feliz mesmo.
Continuando a história do minimalismo - que se instalou por aqui - ficou faltando falar do quarto principal da casa no último post. É que lá foi onde eu gastei mais tempo para arrumar tudo.
Do dia que eu fiz a mudança para o novo cafofo até o feriado de Tiradentes - isso são praticamente dois meses - a única coisa que eu fiz foi juntar coisas: roupas, sapatos, coisas para arrumar, bolsas velhas, coisas que mammy ia dar embora. Só no feriado que consegui arrumar tempo - e disposição - para me trancar lá e arrumar de vez aquela zona kkk.
No guarda roupa que temos de seis portas, fizemos a seguinte divisão (da esquerda para a direita)
- No alto, fica minha mala linda roxa com as minhas mochilas e kits de viagem dentro; na parte de baixo, ficam os edredons (temos dois de solteiro) e os cobertores (dois de casal que cada um usa, porque em casa não d…

Menos é mais - parte I

Oi, tudo bem?
A onda agora é o minimalismo. O desapego, destralhe, declutter e todos esses termos estão na moda nos blogs por aí. A crise bateu pesada em cima de quase todos nós e a palavra de ordem agora é economizar. E, é claro, que eu entrei nessa vibe também.
Depois que me casei e virei gente grande - ou quase, porque continuo com os meus míseros 1,62m - comecei a prestar mais ainda atenção no que eu gasto meu rico dinheirinho. Há mais de dez anos que já trabalho e pago minhas contas e sempre me orgulhei muito disso; mas quando a gente ainda mora com papai e mamãe, sempre tem aquela sensação de eles podem nos socorrer a qualquer momento, certo?! Então, agora que resolvi brincar de casinha para valer, percebi que preciso de mais atenção para administrar meu tempo e meu dinheiro.
Sim, minha gente, o tempo também precisa entrar nessa vibe também. Gastamos preciosos minutos em redes sociais que acabamos perdendo nosso tempo que poderia ter sido investido em outra coisa que nos acrescenta…