domingo, 24 de setembro de 2017

Seria eu uma cerimonialista:

Oi, tudo bem?

Tem coisas na vida que não damos muito valor até precisarmos. Quando me casei, não esquentava a cabeça com muita coisa de casamento e cerimonial era uma delas. Só contratei uma amiga  para fazer o cerimonial do casamento por insistência da mammy. Mas, no último final de semana, vi o quanto isso é importante em uma cerimônia.

Tivemos o casamento de um primo do garoto que foi muito bonito e bem simples, mas que eu fiquei com dó por não ser mais íntima da noiva para poder ajudar na cerimônia. Foi tudo super desorganizado do começo ao fim e vou até elencar os problemas para ter noção da encrenca:

- ninguém cuidou da entrada dos padrinhos (que entraram todos praticamente juntos); 

- a noiva quis fazer uma declaração ao noivo de dentro do carro antes de entrar e o microfone ficou falhando; 

- a equipe da igreja nem fechou a porta na entrada da noiva e todos vimos ela saindo do carro (quebrou o encanto, né?!); 

- não teve roteiro na cerimônia e o pastor esqueceu da música na hora das alianças; 

- a noiva saiu pra um lado e o noivo pro outro lado para cumprimentar os padrinhos; o noivo já tinha cumprimentado todo mundo e a noiva ainda estava na terceira pessoa da fila;

- a florista entregou flor pra todo mundo do altar (ao invés de entregar apenas para as madrinhas) e foi andando no meio dos noivos para entregar (ao invés de esperar no pé do altar e entregar na saída dos padrinhos); obviamente, faltou flor e rolou um "escravos-de-jó-jogavam-cachangá..." entre os padrinhos para passarem as flores para as mulheres que ficaram sem.

Você deve estar pensando "que pessoa cricri!", "você só olhou os defeitos!". A cerimônia foi belíssima na sua simplicidade e eu adorei alguns pontos, como a entrada de dois meninos como "segurança" da noiva, as músicas foram muito bem escolhidas, o carinho da mãe da noiva que entrou com o noivo porque a mãe dele não quis vir no casamento (longa história de família...), a declaração que o noivo fez pra noiva no altar (tocante e romântica, realçada pelo nervosismo dele que ficou mais fofa ainda), entre outros pontos.

Só que eu percebi o quanto é importante uma boa organização em uma data tão especial. Lógico que eu acho que os noivos nem perceberam esse tipo de coisa porque o nervosismo da ocasião causa amnésia mesmo (eu revi meu vídeo de casamento e percebi erros que não tinha nem notado no dia). Mas eu fiquei triste porque não era íntima da noiva para tentar ajudar a organizar um dia tão especial e evitar tantos problemas.

A festa também foi bem simples e acabamos não ficando muito porque estava muito quente e o garoto queria vir pra casa comer pizza kkkk. De todo o episódio, me marcou o carinho da sogra que foi super atenciosa com cada convidado, tendo a preocupação de falar e agradecer a cada um dos presentes. #lindo

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Calor, seja bem vindo!

Oi, tudo bem?

Ah, o calor. Estou me sentindo com o Olaf : "vou ver a brisa do verão afastar o mau humor....e ver o que o gelo se torna quando está no calor...Eu mal posso esperar para ver o que vão pensar ....meus amigos vão me achar mais legal no verãooooooooooo"

Gente, eu nunca achei que iria dizer isso na vida, mas o verão é muito mais legal! Pelo menos, por aqui, as coisas melhoram tanto no verão: mammy fica com menos dor de artrite e artrose; o garoto volta a trabalhar e ganhar dindin; eu volto a acordar cedo, sair pra caminhar... Acho que fico até mais limpinha no verão porque tomo váááááários banhos ao longo do dia porque o chuveiro fica desligado e gastamos bem menos energia (ah, tem isso também: a economia de energia aumenta porque os chuveiros ficam desligados ou em temperaturas bem mais baixas, os termostatos dos aquários quase não ligam... mesmo ligando o ar condicionado à noite toda, a conta está beeeeeem mais baixa agora). #felicidade

Segunda linda é dia de recomeçar bons hábitos: cortar refrigerante, voltar a caminhar, comer saudável, afinal a segunda é dia oficial do início da dieta, certo?! (e a terça é o dia oficial da quebra da dieta hihihi).

Semana passada, tive que levar a Nina no veterinário porque ela estava se queixando de dor nas costas e sempre dava uma choradinha quando subia no sofá/cama ou quando a gente tentava pegá-la no colo. Foi muito legal porque pappy foi junto, mas eu entrei sozinha com ela no consultório e a garotinha foi uma lady: não latiu, não rosnou nem mordeu ninguém e nem deu quase trabalho. E olha que ela tomou 2 injeções de anti-inflamatório, vitamina b12 e uma bela picada para fazer exame de sangue. Fiquei toda orgulhosa da pudim (apelido carinhoso...ela é a pudim e a minha Neguinha, é a paçoca! Vocês que tem cachorro também tem disso? O bichinho tem um nome de registro e vááááários apelidos?!).

E, agora, contando os dias para as próximas férias!!! Faltam poucas semanas...

O fim de uma era

Oi , tudo bem? Não, esse post não é sobre o fim do blog. Apesar de não atualizar mais com tanta frequência, continuo voltando aqui vez ...