Pular para o conteúdo principal

O dia que quase fiquei sem água...

Oi, tudo bem?

Quase morri do coração antes de ontem. Sabe aquele dia que você acorda e sente que não devia ter acordado? Minha segunda foi exatamente assim. Dormi mal, tive muito pesadelo (não é bem pesadelo, mas aqueles sonhos esquisitos que eu tenho e que me deixam com uma sensação ruim quando acordo) e minhas costas acordaram mais pra lá do que pra cá.

Fiquei na cama a manhã toda (porque tomei remédio e capotei) e, quando levantei para começar o dia, descobri que a empresa de água e esgoto da cidade estava fazendo uma manutenção (sem aviso prévio) no meu bairro e estávamos com pouca água.

Tive que lavar o "banheiro" da minha pequena com balde...6 para ser exata... e acabei não lavando roupa nem limpando a casa.

Chegando à noite... fui usar o banheiro e a descarga saiu fraquiiiiiinha.... Ai, meu Deus!


Depois de um ano e meio morando na casa, descobri que o garoto colocou um negócio no encanamento que puxa a água da caixa quando acaba a água da rua. Socorro!!!! Na casa de mammy, eu sabia quando acabava a água da rua porque a gente tinha torneira só com água da rua. Então, quando não saí água lá, era sinal de economia porque estava faltando água no bairro.

Sem saber disso, eu lavei o "banheiro" da baixinha, tomei aquele banho longo para melhorar as costas, lavei louça....tudo sem preocupação... para chegar à noite e quase ficar sem água.

Achamos estranho o fato porque nossa caixa de água é de 2 mil litros...impossível gastar quase tudo em um dia, sendo que nosso consumo mensal não chega aos 10 mil litros. O garoto acha que é porque a água estava sem pressão... eu fiquei na dúvida desde quando devíamos estar sem o abastecimento porque ninguém avisou nada no bairro. Até a tia da banho e tosa da pequena sofreu prejuízo porque teve que remarcar os cliente em cima da hora por falta de água.

Graças a Deus, a manutenção terminou durante a madrugada (sim, eles estavam trabalhando até de madrugada porque o asfalto da avenida afundou em uma descida do bairro e comprometeu a tubulação de abastecimento) e o fornecimento de água voltou ao normal.

Por via das dúvidas, ontem eu não fiz nada na casa de novo para garantir que a caixa estaria bem cheia e abastecida. Hoje, pelo contrário, levantei cedinho e peguei no batente: lavar banheiro, lavar cozinha, limpar a casa, tirar o pó, lavar a roupa... ufa, tô um caquinho mas a casa está saindo estrelinhas de limpeza.

Tomara que a chuva venha logo para apagar a poeira, senão a faxina não terá adiantado muito :(

Comentários

Danielle Marques disse…
nossa nana! quantos posts <3 ai horrivel faltar agua, atrapalha tudo na vida da gente! super beijo ;*
Gisley Scott disse…
Eu tb "tenho um nervoso" quando falta água,principalmente quando há coisas que precisam ser feitas ou limpas. Feliz que só durou um dia e vc está de volta a programação normal!

Beijos


http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/
Detesto essas manutenções sem aviso. Às vezes acontece aqui tbm.
Que bom que tudo deu certo no final.

Beijos,

Algumas Observações
Ana Nana disse…
Kkkk to tentando voltar a postar com regularidade kkkk
Ana Nana disse…
Graças a Deus que foi só um dia mesmo!
Ana Nana disse…
Acabei mandando uma mensagem no face da empresa. Não sei se resolve para as próximas vezes, mas pelo menos eu desabafei kkkkk
Rosana disse…
Ainda bem que foi só por um dia, não é?
E mesmo assim essas coisas causam um transtorno enorme.

Abraços,

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Resenha - Melhor do que comprar sapatos

Oi, tudo bem?
Segundo livro do ano.. em março #vergonha.
Arrisquei no título Melhor do que comprar sapatos, da Cristiane Cardoso, publicado pela Editora Unipro.
Não sei se você já ouviu falar dela: filha do bispo Edir Macedo (já torceu o nariz?), casada com o Renato Cardoso, é apresentadora do Escola do Amor na Rede Record (torceu o nariz de novo?).
O livro, segundo o site da Livraria Cultura, não é simplesmente uma coletânea de artigos sobre a essência da mulher. O objetivo de sua autora, Cristiane Cardoso, é ir além e promover a transformação real do leitor, de dentro para fora. Sabendo que mudanças não acontecem da noite para o dia com a simples leitura de um livro, Cristiane aborda temas de importância para toda mulher. E todos esses temas apontam para o fato de que é preciso enxergar a vida mudando a nossa perspectiva. A partir dessa atitude, a autora defende que é possível ser uma mulher melhor em todos os sentidos. Como lidar com seus problemas? Quando um relacionamento funciona? C…

Fim

Oi, tudo bem?
Em 13 de janeiro de 2005, comecei um humilde blog (ainda no dominio zip.net da UOL) que viria durar mais de dez anos e contar com quase cem mil visualizações. Não sei se são números expressivos para alguns, mas para mim, são demais!!!!
Fiz muitos amigos (virtuais e reais) e pessoas especiais entraram na minha vida por causa desse blog. Conselhos, piadas, dicas... compartilhamos muitas coisas desde 2005.
Nestes mais de dez anos, muita coisa aconteceu. Eu mudei muito, mais muito mesmo, daquela garota de 2005: altos e baixos. Perdi, ganhei. Vivi pequenas e grandes vitórias. Sofri pequenos e grandes tombos. Realizei sonhos – alguns que eu nem imaginava realizar. Cresci em todos os setores: pessoalmente, profissionalmente e fisicamente (mais pros lados do que pra cima hehehe). E compartilhei tudo que foi possível pelos blogs, pela escrita. 
Mas, de uns tempos pra cá, as redes sociais como um todo tem me chateado muito e, particularmente por alguns episódios que tive que presencia…