Pular para o conteúdo principal

Enquanto isso, na sala de justiça...

Oi, tudo bem?

Puxa, que legal! Mesmo com meus post não-lá-muito-animados, estamos com 107 amigos virtuais hoje! Que legal mesmo!!!

E aí, pessoa? Como andam as coisas por ai? Por aqui, confesso que está tudo na mesma hihihi.

Abandonei de vez a academia e, graças a Deus, as crises de enxaqueca me abandonaram também. Estou seguindo a risca a técnica do meu médico de fazer um diariozinho com os acompanhamentos das crises e o que pode ter desencadeado a dor e percebi que a coisa não está tão feia assim e os hábitos alimentares tem feito toda a diferença para me manter saudável.

Meu aniversário passou e não ganhei presente do marido na data; os presente de mammy eu já tinha listado no post anterior; das amigas do trabalho, ganhei uma camiseta listrada preta e branca, bem minimalista (minha cara!) que eu amei (graças a Deus, dessa vez uma grande amiga do trabalho ajudou a minha coordenadora a escolher o presente e disse que era pra ir no preto que não tinha erro hihihi. É que teve uma vez que elas me deram uma blusa creme que eu mal uso porque não gosto da cor).

Só que depois que passou a data, eu aproveitei o remorso do marido e me dei bem: ganhei uma mochila linda jeans que estava namorando faz tempo e mais 3 livros novos para minha pilha da vergonha (que já está em oito volumes que estão ao lado da minha cama, me implorando para serem lidos).

Em relação a saúde, eu dei uma boa desencanada nos últimos dias; estou cuidando da alimentação quando dá e nem estou fazendo exercícios. Primeiro, eu preciso me aceitar como sou e, infelizmente, aos 34 anos eu não vou conseguir de volta o corpo que eu tinha aos 25; então, eu vou cuidar da saúde e da alimentação na medida do possível, mas sem neurose.

Por exemplo, já que não me dei bem na musculação, vou fazer minha última tentativa no mundo acadêmico (hihihi) com aulas de pilates que pretendo começar no mês que vem, quando vou sair de férias. Se der certo, glória a Deus! Se não der, vou ficar na minhas caminhadas matinais de 30 minutos e está tudo certo.

Com relaçâo a vida espiritual, na semana passada participei da #semanadeoracaodafabi pelo Youtube e foi uma boa oportunidade de me aproximar mais de Deus. Ela até propôs uma atividade diária de conversarmos com Deus, sem pedir nem agradecer... porque Deus é nosso amigo, né?! E posso te dizer que foi muuuito difícil! Porque assim, a gente não fica só pedindo favor para amigo, né?! E também a gente não fica o tempo todo agradecendo o amigo pela amizade, por ter ligado, por ter curtido a foto no face... hihihi... a gente também conversa com o amigo, conta do dia, fala sobre a gente... e essa era a ideia da tal conversa com Deus. Foi muito difícil e meio estranho no começo mas, agora, toda vez que eu vou orar eu lembro disso e fico meio que conversando-e-orando: eu agradeço, peço (porque não dá para ficar sem pedir e sem agradecer também hihihi).

O casamento entrou nos eixos: é serio, gente! Parece que quando a gente faz um ano de alguma coisa (um ano de casado, de namorado, de trabalho, de mudança de casa, sei lá...), tenho a sensação que a gente fecha um ciclo; e, daí para frente, a coisa parece que engrena de vez. Lógico que as diferenças sempre vão existir (e, no fundo, essa é a graça da coisa), mas a convivência está bem melhor e o clima está fluindo bem mais leve agora. Por isso, muito obrigada pelos conselhos e carinhos nos comentários do último post.

E, como diz um amigo meu, vamoquevamô!

Comentários

já fiquei sem presente de Natal. hahah homens!!! bom que se deu bem depois.
Amei o nome 'pilha da vergonha'. a minha tá com uns 200 livros. Socorro!!! Tô tentando não comprar mais. mas esse mes mal começou e já comprei 3. Aff!!!

o 1o. mês de casado foi punk, um horror. Depois vai melhorando mesmo. É muita novidade, muita mudança, muita responsabilidade. Que bom que já está tudo ótimo por aí.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ
Ana Nana disse…
Já percebi que as queixas de maridos acabam sendo sempre as mesmas kkkkk a minha pilha dá vergonha baixou em dois volumes....E vamoquevamo. Obrigada pelo carinho e pela visita.

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Resenha - Melhor do que comprar sapatos

Oi, tudo bem?
Segundo livro do ano.. em março #vergonha.
Arrisquei no título Melhor do que comprar sapatos, da Cristiane Cardoso, publicado pela Editora Unipro.
Não sei se você já ouviu falar dela: filha do bispo Edir Macedo (já torceu o nariz?), casada com o Renato Cardoso, é apresentadora do Escola do Amor na Rede Record (torceu o nariz de novo?).
O livro, segundo o site da Livraria Cultura, não é simplesmente uma coletânea de artigos sobre a essência da mulher. O objetivo de sua autora, Cristiane Cardoso, é ir além e promover a transformação real do leitor, de dentro para fora. Sabendo que mudanças não acontecem da noite para o dia com a simples leitura de um livro, Cristiane aborda temas de importância para toda mulher. E todos esses temas apontam para o fato de que é preciso enxergar a vida mudando a nossa perspectiva. A partir dessa atitude, a autora defende que é possível ser uma mulher melhor em todos os sentidos. Como lidar com seus problemas? Quando um relacionamento funciona? C…

Fim

Oi, tudo bem?
Em 13 de janeiro de 2005, comecei um humilde blog (ainda no dominio zip.net da UOL) que viria durar mais de dez anos e contar com quase cem mil visualizações. Não sei se são números expressivos para alguns, mas para mim, são demais!!!!
Fiz muitos amigos (virtuais e reais) e pessoas especiais entraram na minha vida por causa desse blog. Conselhos, piadas, dicas... compartilhamos muitas coisas desde 2005.
Nestes mais de dez anos, muita coisa aconteceu. Eu mudei muito, mais muito mesmo, daquela garota de 2005: altos e baixos. Perdi, ganhei. Vivi pequenas e grandes vitórias. Sofri pequenos e grandes tombos. Realizei sonhos – alguns que eu nem imaginava realizar. Cresci em todos os setores: pessoalmente, profissionalmente e fisicamente (mais pros lados do que pra cima hehehe). E compartilhei tudo que foi possível pelos blogs, pela escrita. 
Mas, de uns tempos pra cá, as redes sociais como um todo tem me chateado muito e, particularmente por alguns episódios que tive que presencia…