Pular para o conteúdo principal

Enquanto isso, na sala de justiça...

Oi, tudo bem?

Puxa, que legal! Mesmo com meus post não-lá-muito-animados, estamos com 107 amigos virtuais hoje! Que legal mesmo!!!

E aí, pessoa? Como andam as coisas por ai? Por aqui, confesso que está tudo na mesma hihihi.

Abandonei de vez a academia e, graças a Deus, as crises de enxaqueca me abandonaram também. Estou seguindo a risca a técnica do meu médico de fazer um diariozinho com os acompanhamentos das crises e o que pode ter desencadeado a dor e percebi que a coisa não está tão feia assim e os hábitos alimentares tem feito toda a diferença para me manter saudável.

Meu aniversário passou e não ganhei presente do marido na data; os presente de mammy eu já tinha listado no post anterior; das amigas do trabalho, ganhei uma camiseta listrada preta e branca, bem minimalista (minha cara!) que eu amei (graças a Deus, dessa vez uma grande amiga do trabalho ajudou a minha coordenadora a escolher o presente e disse que era pra ir no preto que não tinha erro hihihi. É que teve uma vez que elas me deram uma blusa creme que eu mal uso porque não gosto da cor).

Só que depois que passou a data, eu aproveitei o remorso do marido e me dei bem: ganhei uma mochila linda jeans que estava namorando faz tempo e mais 3 livros novos para minha pilha da vergonha (que já está em oito volumes que estão ao lado da minha cama, me implorando para serem lidos).

Em relação a saúde, eu dei uma boa desencanada nos últimos dias; estou cuidando da alimentação quando dá e nem estou fazendo exercícios. Primeiro, eu preciso me aceitar como sou e, infelizmente, aos 34 anos eu não vou conseguir de volta o corpo que eu tinha aos 25; então, eu vou cuidar da saúde e da alimentação na medida do possível, mas sem neurose.

Por exemplo, já que não me dei bem na musculação, vou fazer minha última tentativa no mundo acadêmico (hihihi) com aulas de pilates que pretendo começar no mês que vem, quando vou sair de férias. Se der certo, glória a Deus! Se não der, vou ficar na minhas caminhadas matinais de 30 minutos e está tudo certo.

Com relaçâo a vida espiritual, na semana passada participei da #semanadeoracaodafabi pelo Youtube e foi uma boa oportunidade de me aproximar mais de Deus. Ela até propôs uma atividade diária de conversarmos com Deus, sem pedir nem agradecer... porque Deus é nosso amigo, né?! E posso te dizer que foi muuuito difícil! Porque assim, a gente não fica só pedindo favor para amigo, né?! E também a gente não fica o tempo todo agradecendo o amigo pela amizade, por ter ligado, por ter curtido a foto no face... hihihi... a gente também conversa com o amigo, conta do dia, fala sobre a gente... e essa era a ideia da tal conversa com Deus. Foi muito difícil e meio estranho no começo mas, agora, toda vez que eu vou orar eu lembro disso e fico meio que conversando-e-orando: eu agradeço, peço (porque não dá para ficar sem pedir e sem agradecer também hihihi).

O casamento entrou nos eixos: é serio, gente! Parece que quando a gente faz um ano de alguma coisa (um ano de casado, de namorado, de trabalho, de mudança de casa, sei lá...), tenho a sensação que a gente fecha um ciclo; e, daí para frente, a coisa parece que engrena de vez. Lógico que as diferenças sempre vão existir (e, no fundo, essa é a graça da coisa), mas a convivência está bem melhor e o clima está fluindo bem mais leve agora. Por isso, muito obrigada pelos conselhos e carinhos nos comentários do último post.

E, como diz um amigo meu, vamoquevamô!

Comentários

já fiquei sem presente de Natal. hahah homens!!! bom que se deu bem depois.
Amei o nome 'pilha da vergonha'. a minha tá com uns 200 livros. Socorro!!! Tô tentando não comprar mais. mas esse mes mal começou e já comprei 3. Aff!!!

o 1o. mês de casado foi punk, um horror. Depois vai melhorando mesmo. É muita novidade, muita mudança, muita responsabilidade. Que bom que já está tudo ótimo por aí.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ
Ana Nana disse…
Já percebi que as queixas de maridos acabam sendo sempre as mesmas kkkkk a minha pilha dá vergonha baixou em dois volumes....E vamoquevamo. Obrigada pelo carinho e pela visita.

Postagens mais visitadas deste blog

Retrô 2016 - O ano!

Oi, tudo bem?
Último dia do ano, não podia faltar né?! Retrô 2016!!! "O" ano! O ano que virei gente grande, casei, virei "mãe" e nem atualizei tanto o blog porque a vida foi bem movimentada.
Mas ainda temos alguns registros aqui e lá vamos nós para relembrar:
1) Comecei o ano na igreja, com um baita crise de choro por saber que era minha última virada solteira. Tivemos a saga da #operacaocasamento com todos os preparativos descritos a cada cinco dias. E claro, com direito à um spin-off  sobre o presente misterioso.
2) Se 2016 foi "O" ano, Fevereiro foi "O" mês: mês do casamento, da lua de mel, do início da vida de casada.
3) Eu já estava com "tlinta e tlês" anos e já era uma senhora casada, sofrendo para aprender administrar tanta novidade junto. 
4) Abril foi o mês dos "primeiros": primeira tentativa de adotar uma "filha", primeiro acidente doméstico, primeira intoxicação sem ajuda de mammy. Ufa, eu sobrevivi!
5) Maio foi…

Firme e forte e outras estórias

Oi, tudo bem?
Gostou do título do post? Firme e forte. Tudo bem que quase ninguém deu a mínima para o meu post anterior (só teve um comentário), mas eu continuo na vibe de melhorar a minha saúde. #chateada
Hoje, particularmente, estou mais disposta e isso graças à Neguinha. Ela deu de querer brincar de jogar a bolinha toda vez que eu apareço na porta da cozinha. Só que agora não é só jogar a bolinha: é correr pelo quintal atrás dela para pegar a bolinha para jogar de novo. Gastei hoje uns 10 minutos assim e já fiquei com a língua de fora, igual a ela rsrsrs.
A minha meta de caminhada+dieta foi interrompida semana passada: comecei a semana super bem, comendo certinho e fazendo exercícios todos os dias. Mas, na quarta passada, o garoto bateu o carro! :(
Ele estava descendo uma avenida e o carro da frente freou bruscamente para um outro carro, que fez a conversão sem ligar a seta, passar. Conclusão: o garoto bateu atrás do carro que freou! O carro que virou sem seta foi embora como se não ti…

Thanksgiving

Oi, tudo bem?
"Rendei graças ao Senhor porque Ele é bom, porque a Sua misericórdia dura para sempre" Salmo 118:1
Hoje é Dia de Ações de Graça. Infelizmente, não temos o hábito de celebrar a data aqui no Brasil - apesar de termos copiado a Black Friday.
Mas eu tenho o costume de celebrar a data por ser uma tradição dos cristãos protestantes desde muito tempo atrás.
Antigamente, era o dia em que os colonos agradeciam a Deus pelo ano de colheita e compartilhavam com os mais pobres o que tinha restado da safra.
Hoje, aqui no Brasil, o dia serve mais como um memorial para olharmos pra trás e agradecermos a Deus por tudo. O simples fato de poder agradecer já é um grande milagre; afinal, se você está vivo para agradecer, está bem melhor que muita gente que não chegou até a data de hoje para ser grato. #filosofando.
Eu tenho muito a agradecer este ano.
1) Por ter corrido tudo bem com os preparativos do casamento e por todos os livramentos e providências divinas para resolver tudo que aconte…