Pular para o conteúdo principal

E a vida segue....

Oi, tudo bem?

Puxa, estou deixando mesmo a desejar esse espaço aqui. Mas, realmente tenho estado sem tempo para vir e escrever, contar o que anda acontecendo. E, para ser sincera, são tão poucas as visitas que me sinto falando pro nada... snif, snif, snif.

Depois do último post sobre a finalização da #operacaoCasamento com a entrega do álbum e do video, repassei as cópias para mammy e para sogra e, claro, mammy amou e a sogra reclamou porque "a sobrinha não aparece na filmagem". 

Enfim, na última semana eu consegui fazer um feito histórico e deixar as coisas da casa de lado para realmente aproveitar a vida: levei mammy no bazar da ong que ajuda a resgatar os animaizinhos de rua - a mesma que resgatou minha linda Neguinha; fui com o garoto visitar a avó dele que estava doentinha - e a velhinha está com mais pique e lucidez que todos nós juntos, mesmo aos 89 anos de idade; fomos comer pastel com o cunhado e família, coisa que o garoto queria fazer há muuuuito tempo e depois passamos na casa dos sogros, que claro nem ligaram para gente mas ficaram babando na sobrinha. 

Foi até interessante no domingo ver uma matéria na Record sobre mulheres que querem operar para não ter filhos e não conseguem, apesar de estarem dentro da lei do Ministério da Saúde. Desculpem as mulheres que amam ser mães ou sonham com a maternidade, mas este não é meu sonho ok?! Não quero ter filhos, não quero ter noites em claro, não quero passar necessidade para ter que comprar o leite mais caro, pagar a melhor escola. Não quero pensar que, no futuro não muito distante onde sabemos que as coisas vão piorar, vou ter mais alguém para cuidar além dos meus pais e de mim. Agora, só porque não quero isso pra minha vida, alguns de vocês precisam me olhar como se eu tivesse nascido sem coração, fossem mal-amada ou doida varrida? Desculpe, mas achei que vivêssemos em uma democracia, onde cada um tem direito a fazer o que bem entende com sua vida, desde que não atinja o próximo.

Bem, continuando...

No domingão, encaramos a aventura de ir para Ribeirão Preto. Estrada velha, ruim, cheia de santa cruz (aquelas cruzinhas colocada na beira da estrada, onde teve gente que morreu em acidente...tem até uma dos modelos antigos, tipo casinha mesmo. Mammy conta que, quando era criança, o pessoal do sítio tinha o costume de lavar essas casinhas para evitar falta de chuva na roça... #superticao). Mas o passeio valeu a pena porque a cidade é legal - quente pra burro - e o shopping mais antigo da cidade é muito bom e cheio de lojas maravilhosas. Comprei meu primeiro item na Forever 21, uma bandana linda - e matei a saudade de um bom frapuccino de chocolate com muffin de blueberry na Starbucks.

Ontem foi feriadão aqui na minha cidade e baixou a Maria na pessoa: fiz aquela meeega faxina de lavar chão e azuleijos dos dois banheiros e da cozinha, fora passar aspirador, pano, tirar pó e lavar a área externa inteirinha da casa. Final das contas: choveu a tarde, com direito a vendaval...e ferrou quase tudo que eu tinha feito :(

Comentários

Danielle Marques disse…
oi nana! não te abandonei não tá? mas senti que vc andava meio desanimada nos ultimos posts, acho que o passeio te fez bem hein? e a sogra? ri horrores!! kkkkk sogra é tudo igual, por isso que rima com cobra! ahahaha compartilha as fotos do casorio com a gente nana! mil beijinhos

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Resenha - Melhor do que comprar sapatos

Oi, tudo bem?
Segundo livro do ano.. em março #vergonha.
Arrisquei no título Melhor do que comprar sapatos, da Cristiane Cardoso, publicado pela Editora Unipro.
Não sei se você já ouviu falar dela: filha do bispo Edir Macedo (já torceu o nariz?), casada com o Renato Cardoso, é apresentadora do Escola do Amor na Rede Record (torceu o nariz de novo?).
O livro, segundo o site da Livraria Cultura, não é simplesmente uma coletânea de artigos sobre a essência da mulher. O objetivo de sua autora, Cristiane Cardoso, é ir além e promover a transformação real do leitor, de dentro para fora. Sabendo que mudanças não acontecem da noite para o dia com a simples leitura de um livro, Cristiane aborda temas de importância para toda mulher. E todos esses temas apontam para o fato de que é preciso enxergar a vida mudando a nossa perspectiva. A partir dessa atitude, a autora defende que é possível ser uma mulher melhor em todos os sentidos. Como lidar com seus problemas? Quando um relacionamento funciona? C…

Fim

Oi, tudo bem?
Em 13 de janeiro de 2005, comecei um humilde blog (ainda no dominio zip.net da UOL) que viria durar mais de dez anos e contar com quase cem mil visualizações. Não sei se são números expressivos para alguns, mas para mim, são demais!!!!
Fiz muitos amigos (virtuais e reais) e pessoas especiais entraram na minha vida por causa desse blog. Conselhos, piadas, dicas... compartilhamos muitas coisas desde 2005.
Nestes mais de dez anos, muita coisa aconteceu. Eu mudei muito, mais muito mesmo, daquela garota de 2005: altos e baixos. Perdi, ganhei. Vivi pequenas e grandes vitórias. Sofri pequenos e grandes tombos. Realizei sonhos – alguns que eu nem imaginava realizar. Cresci em todos os setores: pessoalmente, profissionalmente e fisicamente (mais pros lados do que pra cima hehehe). E compartilhei tudo que foi possível pelos blogs, pela escrita. 
Mas, de uns tempos pra cá, as redes sociais como um todo tem me chateado muito e, particularmente por alguns episódios que tive que presencia…