Pular para o conteúdo principal

Por que todo post tem que ter título?

Oi, tudo bem?

Sempre que vou começar a escrever, me faço a pergunta acima. Nem sempre vem uma ideia brilhante, com um título original para coroar o post do dia. A criatividade anda meio em falta por aqui. Só pra comentar...

Como estão as coisas? Tudo bem por ai? Apesar do último surto pscicótico do post anterior, eu ainda estou com o garoto. A montanha russa de se trabalhar por conta está rolando e ele gosta disso - dá para acreditar?! Tem semanas boas, semana não tão boas, mas ele está super feliz e eu estou tentando entrar no clima junto, afinal o casamento não vai ser tão já mesmo rsrsrs.

Por fim, o sindicato da categoria não autorizou o acordo proposto pela empresa para demití-lo e ele acabou pedindo demissão mesmo, mas o ex-patrão disse que vai pagar algumas parcelas de "seguro-desemprego" para ele. Menos mal.

Mammy também está enfrentando altas barras no trabalho por causa de uma louca que foi transferida para a unidade dela há alguns meses atrás. Só que ninguém consegue tirar a mulher de lá, ela fica arrumando encrenca com todo mundo e não quer fazer o trabalho direito e não tem muito o que se fazer, afinal é o funcionalismo público brasileiro. Que absurdo!

Agora, o que estou precisando é conseguir organizar minha vida, alguém tem alguma dica aí? Gente, há meses que não consigo colocar a leitura em dia, os filmes e seriados estão mais atrasados do que o normal e eu andei dando uma lida na minha wishlist do ano e vi que não fiz nem metade do planejado; e já passamos da metade do ano.

Eu preciso organizar meu tempo e aproveitá-lo melhor, mas ainda não descobri uma fórmula que funcione. Por esses dias, andei pesquisando novas séries para acompanhar mas não fui muito feliz: tentei The Leftovers, da HBO, e me deparei com um seriado meio sem-pé-nem-cabeça com cenas de sexo meio gratuitas e um enredo difícil de acompanhar (parece a ilha de Lost). Tinha me interessado porque disseram que o seriado era baseado na série de livros Left Behind, mas eu não vi nenhuma semelhança nos primeiros episódios.

Depois, parti para Silicon Valley porque tinha lido ótimas resenhas. O que é aquilo? Para mim, é uma versão mais depressiva do The Big Bang Theory - que continua liderando minha preferência junto com Supernatural e Friends, mas que também está renegada ao esquecimento no hd do meu computador.

Agora, baixei o primeiro episódio de Penny Dreadful, também da HBO mas ainda não consegui ver... tá vendo como meu problema de organização do tempo está complicado?

Bom, vou parando por aqui porque vou tentar visitá-los para colocar o assunto em dia.


Comentários

Pérola disse…
Não somos super mulheres ou qualquer outra coisa.

O mais importante é estarmos bem connosco e ter objetivos rodeando-nos de amor.
O título muitas vezes só me surge no final ou quando releio, outras vezes é o mote.

depende, como em tudo na vida.

beijinhos
Magui disse…
Quando não se tem tempo é que está bom pois mostra que a vida está cheia.
Roberta Andrade disse…
Também me faço a mesma pergunta...
termino me abusando e tem postagem minha que eu deixo sem título rsrsrs.
Se souber de uma dica pra organização me avisa também...
tô numa fase tão turbulenta que por mais que eu tente organizar fica tudo mais bagunçado ainda rsrsrs...

Desejo a ti, minha amiga,
uma semana cheia de luz!!!
nem sempre sei q título colocar tb..mas fica bem mais fácil qdo quero achar algo nos arquivos do blog.

boa sorte para o garoto na nova empreitada e sua mãe. Ninguém merece qdo alguém além de não querer fazer nada, fica arrumando encrenca...Haja paciência!

Eu não vejo séries, pq não sigo ordem. Friends já vi vários e vários episódios, na época q passava, e se tiver zapeando pela tv e tiver passando, assisto, mas não sei ordem de nada. hahahhaa
não daria conta de acompanhar.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ
Carlos Medeiros disse…
São tantas séries que tem na tv, que não sei qual acompanhar, e algumas não dá pra ver, porque teria de pular umas sete temporadas que perdi. Abraços.

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Resenha - Melhor do que comprar sapatos

Oi, tudo bem?
Segundo livro do ano.. em março #vergonha.
Arrisquei no título Melhor do que comprar sapatos, da Cristiane Cardoso, publicado pela Editora Unipro.
Não sei se você já ouviu falar dela: filha do bispo Edir Macedo (já torceu o nariz?), casada com o Renato Cardoso, é apresentadora do Escola do Amor na Rede Record (torceu o nariz de novo?).
O livro, segundo o site da Livraria Cultura, não é simplesmente uma coletânea de artigos sobre a essência da mulher. O objetivo de sua autora, Cristiane Cardoso, é ir além e promover a transformação real do leitor, de dentro para fora. Sabendo que mudanças não acontecem da noite para o dia com a simples leitura de um livro, Cristiane aborda temas de importância para toda mulher. E todos esses temas apontam para o fato de que é preciso enxergar a vida mudando a nossa perspectiva. A partir dessa atitude, a autora defende que é possível ser uma mulher melhor em todos os sentidos. Como lidar com seus problemas? Quando um relacionamento funciona? C…

Fim

Oi, tudo bem?
Em 13 de janeiro de 2005, comecei um humilde blog (ainda no dominio zip.net da UOL) que viria durar mais de dez anos e contar com quase cem mil visualizações. Não sei se são números expressivos para alguns, mas para mim, são demais!!!!
Fiz muitos amigos (virtuais e reais) e pessoas especiais entraram na minha vida por causa desse blog. Conselhos, piadas, dicas... compartilhamos muitas coisas desde 2005.
Nestes mais de dez anos, muita coisa aconteceu. Eu mudei muito, mais muito mesmo, daquela garota de 2005: altos e baixos. Perdi, ganhei. Vivi pequenas e grandes vitórias. Sofri pequenos e grandes tombos. Realizei sonhos – alguns que eu nem imaginava realizar. Cresci em todos os setores: pessoalmente, profissionalmente e fisicamente (mais pros lados do que pra cima hehehe). E compartilhei tudo que foi possível pelos blogs, pela escrita. 
Mas, de uns tempos pra cá, as redes sociais como um todo tem me chateado muito e, particularmente por alguns episódios que tive que presencia…