Mostrando postagens com marcador fred mercury. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fred mercury. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Bohemian Rhapsody

Oi,tudo bem?

Imaginem a minha felicidade quando vi que ia ter um filme sobre o Fred Mercury.

A pessoa aqui é fã do Queen desde muuuito pequena; mammy sempre achou ele um espetáculo de charme e pappy sempre foi roqueiro. 

Tenho a lembrança de mammy comentando preocupada que "o Fred está ficando magro igual o Cazuza... isso não é bom".

Tenho a lembrança de quando lançou o videoclip da música The show must go on no Fanstástico, depois que ele morreu.

Então, é óbvio que por todas essas referências, eu estava ansiosa para ver o filme.

No final de semana de estréia, carreguei o garoto junto comigo para sessão no cinema da cidade do lado - porque lógico que não estreou no cinema da minha cidade - e olha que o garoto não é muito fã de rock. Mas nem ele resistiu à mágica dos quatro cavaleiros Fred, Brian, George e John.

Bohemian Rhapsody mostra o sucesso meteórico da banda através de suas canções icônicas e som revolucionário, a quase implosão quando o estilo de vida de Mercury sai do controle e o reencontro triunfal na véspera do Live Aid, onde Mercury, agora enfrentando uma doença fatal, comanda a banda em uma das maiores apresentações da história do rock. 

O filme emociona e confesso que tive algumas lágrimas em algumas cenas. Para fãs de carteirinha como eu, infelizmente percebemos erros grotescos de cronologia e algumas falhas e caracterização e figurino, mas acredito que a licença poética falou mais alto a fim de produzir um filme com um final catártico para a platéia. E claro que sempre vamos achar que faltou colocar isso ou aquilo mas o fato é que a história da banda e a vida pessoal de Fred é tão cheia de detalhes que seria praticamente impossível condensar tudo em um filme de um pouco mais de 2 horas de exibição.

Impossível não cantar junto Love of my life, não bater as palmas no ritmo compassado de We will, We will rock you, chorar com We are the champions no Live Aid.

Conselho: não percam tempo e corram pra o cinema!

O fim de uma era

Oi , tudo bem? Não, esse post não é sobre o fim do blog. Apesar de não atualizar mais com tanta frequência, continuo voltando aqui vez ...