Mostrando postagens com marcador romance. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador romance. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Que mané Copa que nada....

Oi, tudo bem?

E aí, alguém aí animado com a Copa? Levanta a mão!!!! rsrsrs... Bom, ontem começou a Copa do Mundo, o tal super evento que tem sido polêmica nos últimos meses no Brasil e no mundo e... ninguém explodiu o estádio. Ninguém atirou na Dilma. É, realmente não temos terrorismo no Brasil.

Todo mundo está comentando, os assuntos mais top no Twitter são relacionados à Copa e a minha sincera e humilde opinião é... que saco!

Fala sério, todo mundo falando da Copa, uns criticando e outros defendendo, mas a verdade é que ninguém está fazendo a sua parte para ver um Brasil melhor. Admite aí: você paga seus impostos em dia? Se você recebe troco a mais, você devolve? Se você achar dinheiro na rua, o que você faz? Você procura cuidar da sua saúde para não encher mais ainda os hospitais públicos?

Me coloco no bolo também; a gente acaba criticando os outros, mas não olha pro próprio rabo (desculpem a sinceridade).

Enfim, só um momento desabafo.

Depois de trabalhar a semana virada (sim, estou trabalhando direto desde a segunda passada, dia 2), eu mal podia esperar para a tarde de ontem porque, finalmente, poderia dormir. Meu início de Copa foi 3D: deitar, dormir e descansar.

Na última semana, tivemos 2 eventos grandes na empresa: primeiro, foi a Tarde Caipira que é realizada tradicionalmente todo ano e que, neste ano, nos fez trabalhar das 8h às 19h. Depois, eu ainda fui na casa de um casal amigo com o garoto para comer pizza e assistir filme. Domingo pra descansar? Sem chance! Tivemos um outro evento em uma cidade próxima para prestigiar um representante de nossa sede que será candidato na próxima eleição. Confesso que, apesar de ter ido pra lá sem muita animação, o evento estava bem gostoso e muito bem organizado. Pena que o garoto não pôde ir comigo porque tinha prova para fazer e eu acabei sentindo a falta dele pra caramba.

Domingo à noite para descansar? Sem chance de novo. Tinha assembléia na igreja para reeleição do pastor titular e, digamos que, foi bem animada. Alguns irmãos protestaram contra o atual pastor e o negócio virou um pequeno circo. Mas, por fim, tudo meio que se resolveu e a assembléia foi concluída com a reeleição do atual pastor por uma margem bem pequena. O casório está garantido!

E a semana começou com o nosso recadastramento de clientes semestral que me fez trabalhar 3 períodos direto de 2ª a 4ª feira. Na quinta-feira, que eu poderia dormir até mais tarde, minha querida chefe quis que trabalhássemos de manhã já que o expediente seria encerrado depois do almoço. Polêmicas a parte porque nem todos foram simpatizantes dessa ideia e muitos funcionários não precisaram "pagar" essas horas porque sua chefia imediata entendeu que o expediente era dado.

Pelo menos, o dia 12 começou feliz. Fui tomar café da manhã com o garoto em uma lanchonete da cidade e escolhi a opção norte-americana: omelete com peito de peru e queijo branco, mix de frutas com granola e mel e suco de laranja sem açúcar #dieta. A primeira comemoração do dia dos namorados já começou de manhã, uma vez que foi a primeira vez que conseguimos comemorar o dia 12 no dia 12.

Quando eu, finalmente, consegui chegar em casa na quinta à tarde, almocei e só queria uma coisa: CAMA. Dormi até quase a hora do jogo e só deu tempo de ver o fiasco da abertura e da "apresentação" do trio Claudia Leitte, J-Lo e Pitbull.

À noite, eu fui com o garoto num restaurante italiano e tivemos um delicioso jantar romântico com entrada, massa, vinho, sobremesa e música romântica tocada por um belíssimo violino. Foi simplesmente perfeito! Tudo bem que não estou acostumada com tanto glamour e coisas chiques, mas foi simplesmente super romântico e a gente teve tempo para conversar bastante e contar muita coisa um do outro que a gente ainda não sabia, dá para acreditar? A gente sempre conversa muito, mas sempre tem uma história nova ou algum detalhe que ainda não sabíamos um do outro. Não trocamos presentes porque a grana está curta, mas um pagou o jantar pro outro e foi tudo muito mais perfeito do que eu imaginava.

Sexta-feira 13 chegando e eu só queria ir no cinema ver A Culpa é das Estrelas; alguém na mesma vibe aí?! Só que eu acho que vou esperar um pouquinho porque não estou muito a fim de aguentar adolescentes histéricas chorando do meu lado.

Bom, por hoje é só.



domingo, 4 de setembro de 2011

Um pouco de simplicidade, por favor?


Oi, tudo bem?

O mundo poderia ser mais simples, não é verdade?!

O mundo poderia funcionar exatamente como queremos: o tempo, os acontecimentos, as situações... tudo fluindo da forma como planejamos.

Mas, pensando bem, se fosse assim, talvez perdesse um pouco a graça. A falta do fator surpresa poderia tornar nossa vida um tédio. Vai saber!

Só estou divagando porque minha vida está exatamente assim e, por isso, nem tenho passado aqui pra contar nada porque não tenho muito pra contar.

Continuo com total falta de tempo no trabalho e as coisas vão acumulando, acumulando e eu não quero ter uma síncope como tive no começo do ano. Só que não sei ser tranquila, desencanar de tudo e tenho tentado - e muito - organizar minha agenda, rever horários, trazer trabalho para casa para tentar adiantar as coisas e... nada. Continuo me sentindo sem rumo; nem mesmo uma ótima notícia de uma nova oportunidade de estudo conseguiu trazer um brilho a mais à minha rotina.

Sabe aquele caso que te contei no post anterior sobre o carinha-mais-velho que estava saindo com uma amiga minha?! O romance foi pro brejo! Ele não queria nada sério, ela forçou a barra, ele terminou - o que talvez nem tinha começado direito. E agora ela me usa de confidente e ele me pede uma nova chance. Socorro!!!

Quando converso com ela, me sinto mais falsa que uma nota de R$ 3,00, mas não posso contar pra ela que o cara está dando em cima de mim porque ele faz o tipo que fala, fala, fala mas não faz nada. E eu já disse para ele que ele não tem nenhuma chance comigo porque ele ficou com a minha amiga e eu não poderia trair a confiança dela. Pelo menos, não agora que as coisas estão tão recentes, né?!

O ex foi embora de uma vez. Mudou-se para outra cidade à trabalho, nem se dignou a se despedir e agora fica postando frases no Facebook dizendo que sente falta das pessoas daqui. Sei, sei, sei.

Será que vou conseguir organizar minha vida?!

Será que conseguirei ser menos complicada?!

Será que conseguirei dar importância somente para fatos que realmente importam?!

Aguardem cenas dos próximos capítulos....